Siga nossas redes

Geral

5 fatos para saber hoje: Azul e Latam fecham codeshare; recorde de casos nos EUA

Codeshare é um jargão do setor aérea para o compartilhamento de voos entre as empresas

Publicado

em

por

InvestNews
Latam

1 – Estados Unidos veem picos de Covid-19 no Arizona, Texas e na Flórida

Pela segunda semana consecutiva, vários estados norte-americanos enfrentam uma escalada no número de casos do novo coronavírus, incluindo um surto ligado a uma igreja em uma região rural do estado do Oregon.

O Arizona, a Flórida, Oklahoma e o Texas notificaram números recordes de novos casos nessa terça-feira (16), depois de registrar os maiores números de todos os tempos na semana passada. Nevada também notificou sua maior marca em apenas um dia. O maior número registrado no estado até então era o do dia 23 de maio.

2 – Frente à pandemia, Azul e Latam fecham acordo para compartilhamento de voos

Em meio à crise causada pela pandemia, as concorrentes Azul (AZUL4) e Latam fecharam uma parceria para compartilhamento de voos (‘codeshare‘, no jargão do setor) no mercado doméstico. Segundo as empresas, o acordo valerá inicialmente para 50 rotas em que apenas uma delas atua. As passagens dos voos compartilhados devem começar a ser vendidas em agosto.

Com a parceria, que se estende também para os programas de fidelidade e tem possibilidade de avançar para voos internacionais, as empresas pretendem elevar a demanda por passagens, ao conectar um maior número de cidades brasileiras.

As companhias poderão também oferecer mais opções a seus clientes, em uma estratégia de fidelização durante a crise. Um passageiro frequente da Azul, por exemplo, poderá viajar a um destino que antes só era atendido pela Latam comprando a passagem da Azul, que receberá um porcentual do valor do bilhete.

3 – EUA frustram Brasil e indicam candidato próprio para o BID

Os Estados Unidos decidiram anunciar candidato próprio para disputar a presidência do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), hoje ocupada pelo colombiano Luis Alberto Moreno. O anúncio atropela as intenções do governo brasileiro, que foi pego de surpresa com a decisão americana. Até ontem, o Ministério da Economia acreditava que teria o apoio do governo Trump no pleito e conseguiria emplacar um nome do País para a presidência da instituição.

Há cerca de duas semanas, o ministro da Economia, Paulo Guedes, avisou o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, que o Brasil indicaria Rodrigo Xavier, ex-presidente do UBS e do Bank of America no Brasil, para o posto. O americano não se comprometeu com o apoio. Ontem, segundo fontes do governo, Mnuchin telefonou a Guedes. O assunto em questão seria a presidência do BID.

Os EUA anunciaram a intenção de nomear Mauricio Claver-Carone para o posto. Carone é atualmente diretor sênior do Conselho de Segurança Nacional para Assuntos do Hemisfério Ocidental, considerado um dos responsáveis pela política mais linha dura do governo republicano com relação a Cuba, Venezuela e Nicarágua. A eventual eleição do americano quebra uma tradição de escolher um nome da região para chefiar a instituição

4 – Consumo de gás natural cai 25% em abril e inadimplência preocupa distribuidoras

O consumo de gás natural caiu 25% em abril, na comparação anual, segundo dados da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás). A queda no consumo é efeito direto da pandemia do novo coronavírus. Os principais setores impactados foram automotivo (queda de 45%), comércio (-42%) e indústria (-32%). O segmento residencial, por sua vez, apresentou alta de 14%.

De acordo com a Abegás, é o menor consumo de gás natural em 15 anos, e o nível de inadimplência preocupa, porque vem subindo a patamares acima da média. Segundo a associação, de cada R$ 100 que as distribuidoras recebem, em média R$ 83 seguem para pagar o supridor da molécula, o transporte de gás e os impostos.

“O problema das concessionárias, com a crise, é equilibrar o fluxo de caixa em curto e médio prazo. Há entraves para tomar empréstimos bancários que ajudem toda a cadeia do gás na travessia desse momento difícil. Estamos mantendo diálogo produtivo com o governo, mas é preciso acelerar as medidas – assim como aconteceu com o setor elétrico – para solucionar alguns entraves”, diz, em nota, o presidente executivo da Abegás, Augusto Salomon.

5 – Integrantes do Bolsa Família começam a receber 3ª parcela de auxílio

A população inscrita no programa Bolsa Família começa a receber nesta quarta-feira (17) a terceira parcela do auxílio emergencial. Os repasses de R$ 600 a R$ 1.200 obedecem ao calendário habitual do programa, que segue até 30 de junho.

Os primeiros a receber são os beneficiários com Número de Identificação Social (NIS) final 1. Em maio, 14,28 milhões de famílias receberam o benefício, no valor total de R$ 15,2 bilhões. O calendário de pagamento para os demais cidadãos com direito ao auxílio emergencial será divulgado em breve, segundo o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.

O auxílio emergencial prevê o pagamento de três parcelas de R$ 600 para trabalhadores informais, integrantes do Bolsa Família e pessoas de baixa renda. O governo deve estender o pagamento do auxílio em pelo menos mais duas parcelas , mas com valor inferior aos R$ 600 pagos atualmente.

*Com Estadão Conteúdo

Mesma segurança com rendimentos muito maiores: abandone a poupança e invista no Tesouro Direto pela Easynvest!

Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.