Siga nossas redes

Geral

Ficou sabendo? Ex-chefe do McDonald’s na Espaçolaser; carros viram outdoor

Combustível caro faz motoristas de aplicativo transformarem carros em outdoors nos EUA.

Publicado

em

por

Tempo médio de leitura: 5 minutos

IPVA
Crédito: Shutterstock

Espaçolaser nomeia ex-chefe do McDonald’s no Brasil como seu novo presidente

O grupo de clínicas de depilação Espaçolaser (ESPA3) anunciou nesta quinta-feira a nomeação de Paulo Camargo, ex-chefe do McDonald’s no Brasil, como seu novo presidente-executivo.

Camargo fazia parte da Arcos Dourados (operadora da marca McDonald’s para a América Latina) desde 2011. Ele deve assumir o comando da Espaçolaser em até 45 dias, substituindo o atual presidente, Paulo Morais, que por sua vez seguirá como membro do conselho de administração da companhia.

Morais estava no cargo há cerca de um ano, após a empresa ter feito sua estreia na B3 com uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) de 2,6 bilhões de reais. Ele já fazia parte da liderança da empresa desde 2017, informou a companhia.

A ação da Espaçolaser fechou seu primeiro dia de negócios, em fevereiro de 2021, valendo 20,81 reais. Nesta quinta-feira, mesmo com uma alta de 9,7%, o papel valia 2,60 reais.

Toyota faz recall dos primeiros carros elétricos produzidos em massa

A Toyota (TMCO34) disse nesta quinta-feira que faria o recall de 2.700 de seus primeiros carros elétricos produzidos em massa para o mercado global por causa do risco de as rodas se soltarem.

A maior montadora do mundo em vendas apresentou o recall dos SUVs bZ4X ao Ministério dos Transportes do Japão. Dos 2.700 veículos, 2.200 foram destinados à Europa, 260 aos Estados Unidos, 20 ao Canadá e 110 ao Japão, informou a empresa.

A Subaru também disse na quinta-feira que estava fazendo o recall global de cerca de 2.600 unidades do Solterra, seu primeiro veículo totalmente elétrico desenvolvido em conjunto com a Toyota, pelo mesmo motivo.

O regulador de segurança do Japão disse que curvas fechadas e frenagens repentinas podem fazer com que um parafuso do eixo se solte, aumentando o risco de desprendimento das rodas do veículo. Ele disse que não tinha conhecimento de quaisquer acidentes causados ​​pelo defeito.

O regulador aconselhou os motoristas a pararem de usar o veículo até que uma medida de reparo mais “permanente” estivesse em vigor.

Todos os carros recolhidos no Japão ainda não foram entregues aos clientes, pois foram feitos para test drives e exibição, disseram porta-vozes das montadoras.

“Pedimos sinceras desculpas por qualquer inconveniente que isso possa causar a você”, disse a Toyota em seu site. “Teríamos reparado o mais rápido possível, mas estamos investigando os detalhes.”

Um porta-voz da Toyota disse que nem todos os modelos foram submetidos ao recall, mas se recusou a dizer quantos foram fabricados no geral.

Para a Subaru, a maioria dos veículos eram para revendedores e nenhum foi entregue a clientes nos Estados Unidos, disse um porta-voz da Subaru.

O recall ocorre menos de dois meses depois que a Toyota, relativamente atrasada no mercado de veículos elétricos, lançou o SUV elétrico, bZ4X, no mercado doméstico japonês, mas com opção apenas de locação.

Os modelos híbridos gasolina-elétricos continuam muito mais populares no mercado doméstico da Toyota do que os totalmente elétricos, que representaram apenas 1% dos carros de passeio vendidos no Japão no ano passado, com base em dados da indústria.

Combustível caro faz motoristas de aplicativo transformarem carros em outdoors nos EUA

Quando Duana Malcolm teve seu sedã Hyundai Sonata “envelopado” com um anúncio publicitário, a motorista de aplicativo não esperava conseguir um extra de 200 dólares por mês.

Malcolm é uma entre muitos motoristas de aplicativo nos EUA que estão buscando receitas adicionais para minimizar o impacto da alta nos preços dos combustíveis, no momento em que a inflação no país atinge o pico dos últimos 40 anos.

“Não é algo que muda a vida, mas sei que vou receber isso todo o mês pelos próximos cinco meses e isso reduz minhas preocupações”, disse ela, que trabalha nas regiões de Miami e Fort Lauderdale, sobre o envelopamento de seu carro com anúncio vendido pela companhia Carvertise.

Motoristas podem conseguir entre 100 e 600 dólares por mês, dependendo do anúncio e da duração da campanha e conseguirem bônus de 100 a 200 dólares por outros tipos de anúncios.

A Carvertise, que paga motoristas para exibirem anúncios impressos em filmes adesivos, afirmou que tem visto um crescimento mensal de entre 8% a 13% no número de usuários nos últimos três meses, mais do que esperava.

“Ao enveloparem seus carros com os anúncios de nossos clientes, os motoristas de aplicativo transformam seus carros em outdoors móveis e são pagos pelo que já estão fazendo: dirigir”, disse Greg Star, co-fundador da empresa.

Os usuários precisam instalar um app e se registrar na plataforma para fazer parte de uma campanha e a companhia seleciona motoristas com base na área alvo do anunciante e nos hábitos de direção do motorista.

A Carvertise e a rival Wrapify afirmaram que possuem milhares de motoristas de aplicativo cadastrados e clientes anunciantes que incluem EA Sports, 7-Eleven e escritórios locais de advocacia.

Veja também

Invista em Previdência e não se preocupe lá na frente! Invista em Previdência Privada!

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Carteira de Dividendos Julho

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu