Siga nossas redes

Negócios

Buscando elevar receitas, Marisa passa a oferecer consórcio e seguro de carro

Medidas vêm após nova parceria de crédito; empresa diz que deve haver novos anúncios.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 4 minutos

Na esteira do anúncio de uma nova parceria com a Credsystem para crédito em lojas, a varejista Marisa (AMAR3) vai passar a oferecer consórcio e seguro de carro para clientes. A empresa diz que a iniciativa faz parte da estratégia de acelerar a oferta de produtos e serviços de terceiros por meio de seus canais de vendas. 

Loja da Marisa (Foto: Divulgação)
Loja da Marisa (Foto: Divulgação)

Buscando elevar receitas, a empresa tem expectativa de que outros acordos semelhantes sejam firmados nas próximas semanas.

Os anúncios vêm em um cenário de preocupação do mercado sobre a situação financeira da Marisa, com receios sobre dificuldades de caixa da empresa, que cravou no 2º trimestre de 2023 o sétimo período seguido no vermelho, com prejuízo de R$ 63 milhões.

O endividamento também é sinal de alerta, segundo especialistas. Dados da plataforma ValorPro indicam que a relação entre a dívida líquida e o patrimônio da empresa é de 134, contra um índice de 25 do setor. 

Em 2023 até agora, a ação AMAR3 já caiu mais de 52%, em um movimento que, segundo analista Henrique Vasconcellos, da Nord Research, “se deve à crise que ela vem enfrentando, passando por uma forte elevação de seu endividamento, compressão em seus resultados e fechamento de quase 100 lojas nos últimos meses”. 

“Além disso, em meio aos diversos problemas, seu presidente renunciou ao cargo no início do ano”, lembra ele.

Consórcio

O serviço de consórcio será oferecido pela Marisa em uma parceria com a Ademicon, administradora independente de consórcio. O objetivo, segundo a empresa, é elevar o “potencial de rentabilização da operação da varejista”.

O plano de negócio da parceria com a Ademicon prevê a geração de receita adicional de R$ 30 milhões em comissões para a Marisa nos próximos 5 anos, de acordo com o comunicado divulgado nesta terça-feira (26).

“O Consórcio Marisa vai disponibilizar em um primeiro momento cotas de consórcio de veículos e serviços em geral, como por exemplo viagens de lua de mel, formaturas, reformas, procedimentos estéticos, entre outros”, disse a empresa em comunicado. 

Pelo acordo, os créditos no segmento de veículos irão de R$ 36 mil a R$ 500 mil e, no de serviços, de R$ 20 mil a R$ 40 mil. 

Seguro automotivo

A Marisa está apostando em “sua capacidade de distribuição de produtos e serviços sinérgicos com sua marca de forma organizada”, segundo destacou em comunicado nesta segunda-feira (25) sobre a entrada do serviço de seguro automotivo. Atualmente, a Marisa já distribui produtos de seguro, em parceria com a Assurant e a Sulamérica (planos odontológicos).

A empresa diz que a oferta do Seguro Auto Mulher Marisa foi desenvolvida em parceria com a Assegurou (Grupo Ô Insurance) e afirma que grandes seguradoras como Porto Seguro, HDI e Suhai estão entre as opções disponíveis através do hub de serviços Marisa, administrado pela MServiços. 

O plano de negócio da parceria prevê a geração de R$ 140 milhões em prêmios acumulados nos próximos 5 anos, gerando aproximadamente R$ 20 milhões em comissão para a Marisa.

“Estamos transformando esse poder de marca em valor por meio de uma estratégia de geração adicional de receita no nosso balcão”, disse em nota João Pinheiro Nogueira Batista, presidente da Marisa.

Projeções para 2024

Mais cedo nesta terça, a Marisa Lojas divulgou em fato relevante projeções referentes ao exercício social de 2024. Para o próximo ano, a varejista estima receita bruta de R$ 2,3 bilhões a R$ 2,5 bilhões, com projeção baseada no reabastecimento de lojas, adequação de sortimento entre canais físico e digital, recuperação de receita mesmas lojas próximas ao patamar do ano de 2022 e manutenção da área de venda.

REUTERS/Eric Vidal

Já o perfil da dívida está projetado em 10% a curto prazo e os demais 90% a longo prazo, considerando a otimização da estrutura de capital com foco em dívidas estruturantes de longo prazo.

“Ressaltamos que as projeções e estimativas apresentadas acima refletem as expectativas da administração em relação ao futuro da companhia, sujeitas a riscos e incertezas, sendo dados estimativos e indicativos que não constituem promessa de desempenho”, informou a varejista em fato relevante.

Veja também

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.