Siga nossas redes

Negócios

Lucro da BRMalls cai 51,1% em um ano

Em 2020, a companhia registrou prejuízo de R$ 293,879 milhões.

Publicado

em

por

Estadão
Shopping

A administradora de shopping centers BR Malls (BRML3) registrou lucro líquido de R$ 199,463 milhões no quarto trimestre do ano passado, queda de 51,1% na comparação anual. Em 2020, a companhia registrou prejuízo de R$ 293,879 milhões, frente a um lucro de R$ 1,246 bilhão observado em 2019.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) somou R$ 251,841 milhões no intervalo entre outubro e dezembro, recuo de 65,3% na comparação anual. Em 2020, o Ebitda ficou negativo em R$ 241,165 milhões, em comparação a um indicador positivo de R$ 1,988 bilhão em 2019. No critério ajustado, o lucro da companhia ficou em R$ 62,260 milhões no trimestre, queda de 63,7% na comparação anual. Já o Ebitda ajustado somou R$ 154,675 milhões, recuo de 42,1%.

O resultado financeiro da BRMalls no quarto trimestre de 2020 ficou negativo em R$ 58,026 milhões, resultado 15,6% pior que no mesmo período de 2019. No ano, a despesa financeira líquida foi de R$ 208,897 milhões, muito próximo do apurado em 2019 (R$ 209,376 milhões).

A receita líquida da companhia no último trimestre somou R$ 254,255 milhões, queda de 24% em relação ao mesmo período de 2019. No acumulado do ano, a receita líquida recuou 27,2% para R$ 915,096 milhões.

O fluxo de caixa proveniente das operações (FFO) recuou 49,2% no quarto trimestre na comparação anual, para R$ 209,798 milhões. No ano, o indicador passou de R$ 1,267 bilhão em 2019 para R$ 259,456 milhões em 2020. O FFO ajustado entre outubro e dezembro foi de R$ 72,595 milhões, recuo de 58,9% na comparação anual.

Na mensagem da administração, a empresa comenta que a covid-19 “acelerou transformações já em curso, mais notadamente a digitalização do varejo e consumidores, intensificando a seletividade dos clientes”. A companhia se mantém confiante em relação a 2021. “Acreditamos que a disponibilidade das vacinas será crescente, fornecendo a necessária proteção à população, e as discussões mais importantes para nosso negócio passarão a ser as referentes aos impactos mais duradouros pós-covid”.

Seja sócio das maiores empresas do Brasil com corretagem ZERO! Invista em Ações

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!