Siga nossas redes

Negócios

Roberto Simões deixará presidência e conselho da Braskem em 2023

A Novonor (antiga Odebrecht), acionista controladora da Braskem, indicou Roberto Bischoff para substituir Simões na presidência da petroquímica.

Publicado

em

por

Tempo médio de leitura: 1 minuto

Tanque em unidade de produção de cloro-soda da petroquímica Braskem em Maceió 30/01/2020 REUTERS/Amanda Perobelli

A petroquímica Braskem (BRKM5) disse nesta segunda-feira que Roberto Simões deixará o cargo de presidente da companhia a partir de 1° de janeiro de 2023, bem como sua cadeira no conselho de administração.

A Novonor (antiga Odebrecht), acionista controladora da Braskem, indicou Roberto Bischoff para substituir Simões na presidência da petroquímica, disse a Braskem em fato relevante. A nomeação dele será formalmente submetida ao conselho de administração, acrescentou.

Bischoff é atualmente presidente da Ocyan, empresa do setor de óleo e gás controlada pela Novonor.

Simões estava há três anos à frente da Braskem.

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.