Siga nossas redes

Análise

Morning Call: Brexit, AstraZeneca e Trump renovam ânimo

Os principais fatos que podem impactar os mercados hoje, os destaques de ontem e uma breve análise do índice Bovespa.

Publicado

em

por

Murilo Breder

Tempo médio de leitura: 5 minutos

Principais destaques (Murilo Breder)

  • Assim como na semana passada, teremos mais uma semana curta na Bolsa brasileira cujo funcionamento será apenas nos dias 28, 29 e 30 de dezembro.
  • Ainda na véspera do Natal, Reino Unido e União Europeia fecharam um acordo comercial pós-Brexit, que vinha sendo negociado havia meses. Apesar de ainda precisar ser aprovado pelo Parlamento britânico, a notícia é positiva para os mercados.
  • Durante o final de semana de Natal, o presidente da AstraZeneca deu uma incisiva entrevista no domingo para o jornal Sunday Times. Os pesquisadores da farmacêutica acreditam que a dose da vacina contra Covid-19 será eficaz contra uma nova variante do vírus. O presidente da companhia garantiu que o imunizante oferece uma proteção de “100% contra formas graves da doença.
  • Outro grande destaque é para a assinatura pelo presidente americano Donald Trump do pacote de ajuda de US$ 900 bilhões à economia diante da pandemia da Covid-19, encerrando um impasse com o Congresso.
  • Por fim, também no domingo, o presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais no último domingo para dizer que há pressa em começar a vacinação no Brasil. A publicação veio um dia depois dele ter declarar que “não dá bola” para o fato de vários países já haverem iniciado seus programas de imunização.
  • Com as bolsas europeias e os índices futuros americanos em alta nesta segunda-feira (28), o dia promete ser positivo por aqui também.  
  • No cenário corporativo, destaque para a Paranapanema (PMAM3) e AES Tietê (TIET11).
  • No caso da fabricante de produtos de cobre, em fato relevante publicado na noite da véspera (27), o Scotiabank suspendeu o pedido de falência aberto contra a empresa em dezembro em razão de uma dívida vencida desde agosto no valor de R$ 174,4 milhões. Os papéis PMAM3 recuam -11,8% desde o dia 07/dez, data em que o Scotiabank pediu falência da fabricante enquanto o Ibovespa avançou +3,7% no mesmo período. Dessa forma, esperamos que a notícia deva trazer um impacto positivamente as ações da companhia no curto pazo.
  • Já a empresa de energia elétrica anunciou a compra de mais um complexo eólico na divisa entre Rio Grande do Norte e Ceará. A aquisição é mais um passo para ampliar seu portfólio de energia renovável e também esperamos por um impacto positivo no curto prazo para as ações TIET11.

Análise Gráfica – IBOV (Hugo Carone):

  • Apesar da fraca última semana o suporte mais forte vai se aproximando estando neste momento em 111k e se respeitar a força compradora deve permanecer como temos visto nos últimos meses. Resistência permanece no topo histórico e muito próximo teria também 120.030.

Cenário global e bolsa brasileira último pregão (23/dez) (Murilo Breder):

  • O último pregão antes do Natal foi marcado por uma alta de +1,00% no Ibovespa. Apesar do temor sobre a nova cepa do coronavírus, a alta do Ibovespa foi impulsionada pela recuperação do petróleo e das boas novas após o governo de São Paulo e o Instituto Butantan anunciarem que a CoronaVac apresentou eficácia após os resultados dos estudos da fase 3 de testes clínicos, a última antes da aprovação final. Depois do anúncio, passou a circular no mercado a notícia de que a Coronavac teria apenas 50% de eficácia.
  • Por outro lado, o mercado segue olhando com atenção uma possível intervenção do presidente norte-americano Donald Trump. Ele pediu mudanças no projeto de lei para o pacote de estímulos no valor de US$ 900 bilhões. Uma delas é que o valor do pagamento direto a americanos seja ampliado dos atuais US$ 600 para US$ 2 mil.
  • Apesar da alta na última sexta-feira, o pregão marcou a primeira semana de queda após sete altas consecutivas na Bolsa brasileira, o que não acontecia desde 2017. Na semana, o recuo foi de 0,2%.
  • Além da alta do petróleo, a Petrobras (PETR4, +2,5%) foi um dos principais destaques da Bolsa após um contrato de longo prazo com a Braskem para o fornecimento de nafta e propano e a concretização da venda da totalidade de sua participação na Liquigás.
  • Após as quedas dos últimos dias, Azul, Gol e Embraer voltaram a subir forte e ficaram entre as maiores altas do Ibovespa nesta quarta-feira. O maior destaque, porém, segue com a quase imparável PetroRio (PRIO3, +10,8%). O mercado segue reagindo positivamente ao acordo com a Prisma Capital para converter financiamento de US$ 100 milhões em linha de longo prazo.
  • Entre as maiores quedas, Minerva (BEEF3, -2,5%) e Suzano (SUZB3, -2,3%) passam por realização após serem os principais destaques na véspera.

* Esse é um conteúdo de análise de um especialista de investimentos da Easynvest, sem cunho jornalístico. 

Fique livre do Imposto de Renda na hora de investir! Invista em LCI e LCA!

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Carteira de Dividendos Agosto

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu