Siga nossas redes

Análise

Morning Call: Fed e tensão na Europa marcam a semana

Os principais fatos que podem impactar os mercados hoje e uma breve análise do índice Bovespa.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

Cenário global de bolsa de valores

As bolsas asiáticas encerraram o pregão dessa segunda feira sem uma direção única com a bolsa de Shangai com +0,04%, Hang Seng: -1,24%, Japão: +0,24%, Índia: -2,66%, Coreia do Sul: -1,49% e Taiwan: +0,50%. Parte das quedas é atribuída ao mercado refletindo ao resultado dos pedidos por seguro desemprego dos EUA divulgados na semana passada com um aumento dos pedidos contrariando as expectativas de mercado de diminuição do total e parte pelas expectativas da reunião do Fed na quarta feira, 26/01, para decidir a taxa de juros. A expectativa do mercado é que os juros devam permanecer sem alterações mas o tom da ata da reunião e discursos de dirigentes do Banco Central dos EUA devem impactar os mercados.

Os mercados Europeus iniciam a semana com quedas também pelas expectativas da reunião do Fed porém o fator que mais impacta os mercados é a crescente tensão entre Ucrânia e Rússia. Após uma semana de reposicionamento militar nas fronteiras dos dois países, os EUA e Reino Unido ordenaram a saída de familiares de funcionários de suas embaixadas em Kiev, capital da Ucrânia enquanto a Otan reforçou as defesas posicionadas na parte leste da Europa. Com a Rússia sendo grande provedora de gás aos países europeus, a possibilidade de conflitos na região poderia gerar uma diminuição do fornecimento de gás russo no inverno europeu que elevaria seu preço e do petróleo. Com isso, as performances das bolsas europeias tem destaque com Alemanha: -1,76%, Reino Unido: -1,22%, França: -1,76%, Espanha: -1,78% e o Índice Euro Stoxx: -1,95%.

Cenário no Brasil

A semana começa com destaque para sanção do presidente Bolsonaro da verba de R$ 1,7 bilhão para reajuste dos servidores e com manutenção do total de R$ 4,9 bilhões para o fundo eleitoral. O presidente também vetou R$ 3,1 bilhões em emendas do Orçamento, valor inferior aos R$ 9 bilhões de vetos sugeridos pelo Ministério da Economia.

Mesmo com o presidente dando entrevistas anteriores à sanção da verba garantindo que reajustes não estavam garantidos, o risco agora é que não só haja paralizações de demais categorias do funcionalismo público, como abre espaço para que ações judiciais sejam encaminhadas ao Supremo Tribunal Federal.

Ibovespa

o índice, que teve teve uma semana positiva ao encerrar a sexta feira aos 108.941,68 pontos, pode sentir uma pressão nessa semana ao aumento do risco Brasil e aversão global ao risco em uma semana de reunião do Fed.

A pontuação atual se encontra acima da média diária de 21 períodos (em verde no gráfico) porém a região atual próxima dos 109 mil pontos pode se apresentar como uma resistência dificultando o avanço do Ibov no curto prazo.

Fonte: TradingView

Indicadores econômicos e eventos

Brasil
Boletim Focus
IPC-S da 3ª quadrissemana de janeiro
Balança comercial semanal
BC faz leilão de linha de até US$ 1,5 bilhão
EUA
Fed de Chicago: índice de atividade nacional em dezembro
PMI composto preliminar de janeiro
Alemanha
PMI composto preliminar de janeiro
Zona do Euro
PMI composto preliminar de janeiro
Reino Unido
PMI composto preliminar de janeiro
Coreia do Sul
PIB preliminar do 4TRI

Fique livre do Imposto de Renda na hora de investir! Invista em LCI e LCA!

Anúncio Patrocinado Super Week Temporada de balanços Super Week Temporada de balanços
ANÚNCIO PATROCINADO      Conheça a carteira recomenda de dividendos

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Carteira Top 10