Siga nossas redes

Análise

Morning Call: novas críticas ao BC podem fazer IBOV se descolar do exterior

Os mercados globais seguem em alta nesta sexta-feira com novos discursos de autoridades do Fed apoiando a alta mais branda, de 0,25 p.p., ajudando as bolsas de fora enquanto o Ibovespa continua sentindo o peso dos rumos da Petrobras e de novas críticas ao BC.

Depois de um início de quinta-feira conturbada com os índices norte-americanos sentindo as declarações de integrantes do Fed a favor de juros mais altos e por mais tempo novamente, no final do dia o sentimento foi de alívio após Raphael Bostic, presidente do Fed de Atlanta, dizer em discurso ser a favor de um nível de juros entre 5% e 5,25% e que o Fed pode manter o ritmo de alta na taxa de juros em 0,25 ponto percentual. Isso ajudou o S&P500 a ter ganhos de 0,76% no fim do dia, o Dow Jones avançou 1,05% e o Nasdaq teve alta de 0,73%.

Já no Brasil, o Ibovespa fechou em queda nesta quinta-feira (2), em dia marcado pela busca de novas perspectivas para a taxa de juros após a notícia de que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil encolheu 0,2% no quarto trimestre de 2022. Investidores também seguiram de olho nos balanços corporativos, inclusive da Petrobras, e no cenário externo. O índice, que encerrou o dia em queda de 1,01% aos 103.326 pontos, teve forte influência da queda das ações da Petrobras com perdas de 2,61% nas ações preferenciais e 2,75% das ordinárias.

Mercados hoje

  • Ásia: Acompanhando a melhora do humor no fechamento de ontem nos EUA, as bolsas asiáticas fecham a sexta-feira com ganhos de 1,56% no Nikkei, 0,68% no Hang Seng, 0,54% em Shanghai, 0,06% no Taiex e 0,17% no Kospi.
  • Europa: Os índices europeus também abrem a sexta-feira com ganhos repercutindo não só as falas de Raphael Bostic mas também aos dados do Índice de Gerentes de Compras, o PMI, de alguns países europeus como França, Reino Unido e da zona do Euro, todos com avanço nas pontuações e acima da linha de corte de 50 pontos que indicam uma melhor das perspectivas econômicas dos gerentes de compras de vários setores econômicos de cada país. Com isso, os ganhos chegam a 1,09% no DAX, 0,32% no FTSE, 0,80% no CAC, 1,14% no IBEX e 0,96% no Euro Stoxx no começo do dia.
  • EUA: Os pré-mercados estendem os ganhos de ontem com avanço nos contratos futuros de índices no começo desta sexta-feira com altas de 1,05% no Dow Jones, 0,76% do S&P500 e 0,73% no Nasdaq. Entre os indicadores do dia, o PMI dos setor de serviços, de não-manufatura e o índice composto de fevereiro ficam em destaque enquanto novos discursos de integrantes do Fed, Thomas Barkin e Michelle Bowman, estão programados.

Mercado brasileiro

Entre os destaques corporativos de quinta-feira que impactaram o Ibovespa, a Petrobras divulgou que encerrou os três últimos meses do ano passado com lucro líquido de R$ 43,3 bilhões, um avanço de 37,6% em relação ao mesmo período de 2021. Já no acumulado de 2022, a Petrobras teve um ganho recorde de R$ 188,3 bilhões, uma alta de 76,6% ante o ano anterior. A estatal anunciou ainda que seu conselho de administração autorizou o envio da proposta de distribuição de dividendos com valor correspondente a R$ 2,74 brutos por ação preferencial e ordinária para aprovação da Assembleia Geral de Acionistas, prevista para 27 de abril de 2023. O montante do provento soma R$ 35,8 bilhões.

O presidente da companhia, Jean Paul Prates, disse em reunião de divulgação dos dados que é preciso que o investidor reconheça o fato de ser sócio do Estado brasileiro como uma vantagem. “Tem que ser bom ser sócio do Estado brasileiro, não pode ser um ônus, tem que ser um bônus.” Um pouco depois da fala de Prates, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva critico a distribuição de dividendos anunciada pela Petrobras.

E o presidente também voltou a criticar a atuação do BC com o patamar de juros atual impedindo o crescimento econômico em entrevista ao BandNews. Lula disse que a economia brasileira não cresceu em 2022 como resultado dos juros altos que teriam impactado também o desemprego e a massa salarial. Os dados do IBGE e da Pnad contínua, contudo, mostraram um crescimento de 2,9% do PIB em 2022 e o desemprego em 7,9%, menor nível desde 2014.

Entre os indicadores do dia, o PMI composto e de serviços do Brasil referentes a fevereiro e o Índice de Preços ao Produtor, o IPP, serão divulgados e seguem no radar dos investidores.

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.