Siga nossas redes

Análise

Morning Call: preço das ações da Eletrobras e novos executivos da Petrobras

Os principais fatos que podem impactar os mercados e uma breve análise do nosso índice Bovespa.

Cenário Global e de Bolsa de Valores

A semana encerra na Ásia com alta apenas nas bolsas chinesas, muito por conta do fluxo positivo de pouco mais de 18 bilhões de iuanes, valor este que só foi superado em 9 de dezembro de 2021. O setor mais beneficiado positivamente neste pregão foi o automotivo, como por exemplo a fabricante de carros elétricos BYD com alta de +8,19%. Porém vale destacar que este não foi o comportamento visto nas outras bolsas, o Nikkei em Tóquio encerrou o dia com queda de -1,49%, Hang Seng em Hong Kong -0,29% e STRAITS TIMES em Cingapura -0,87%.

As negociações começam agitadas na Europa, com as bolsas sendo pressionadas e em compasso de espera para os dados de inflação a serem divulgados nos Estados Unidos hoje às 9:30. Se o dia por lá encerrar em queda, será a quarta sessão seguida de baixa e a pior semana desde fevereiro para o DAX, que neste momento opera em baixa de -1,47%. Não é diferente na França onde o CAC realiza -1,65% e em Londres o FTSE caía -1,20%. Lembrando que a preocupação gira em torno da inflação e o petróleo do tipo Brent por enquanto não dá trégua, neste momento ele opera em alta de +1,10% aos $124.20 dólares.

O mercado norte americano não conseguiu sustentar o dia de ontem em terreno positivo, e o alerta para este risco estava no comportamento do Dow Jones Transportation Average. Onde na quarta feira ele já havia sinalizado uma pressão vendedora diferente do que foi visto nas outras bolsas. Ele era o único índice nos Estados Unidos que ainda não tinha ampliado a sua volatilidade e agora ele pode buscar valores -10% abaixo dos atuais. Lembrando que isso pode ocorrer ao longo de algumas semanas e não necessariamente no curtíssimo prazo. Fora isso, foco na inflação que será divulgado agora pela manhã às 9:30.

Cenário no Brasil e Ibovespa

Hoje pode ser interessante acompanhar o comportamento das ações da Petrobras, para entender se o mercado gostou ou não da indicação do novo presidente do colegiado, Gileno Gurjão e Caio Mario para o cargo de CEO da companhia. Lembrando que no curto prazo as ações realizam se comparado a máxima atingida em maio, enquanto o petróleo está em sua máxima no mesmo período. Já as ações da Eletrobras podem refletir a precificação da oferta feita ao mercado, que ficou em $42,00, o que não é muito diferente do preço de fechamento do último pregão. O montante total levantado foi de pouco mais de 29 bilhões de reais.

Seguimos pelo quarto pregão consecutivo abaixo da média exponencial de 9 dias e enquanto respeitar ela como resistência o viés para o curto prazo seria de queda. Lembrando que o fechamento de ontem está aproximadamente 2% abaixo desta média, isso significa que uma alta da mesma amplitude ainda permaneceria com a visão negativa para o curto prazo. Suporte mais relevante só na região inferior do alargamento como sinalizado no gráfico.

Indicadores econômicos e eventos

09:00BRAVendas no varejo
09:30EUAIPC-núcleo
10:45EURDiscurso Christine Lagarde, presidente do BCE
11:00EUAConfiança do consumidor Michigan
11:00EUAÍndice Michigan de percepção do consumidor
13:00EUARelatório WASDE

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.