Siga nossas redes

Boletim IN$

Notícias sobre vacinas seguem animando o mercado; o que esperar?

Cenário político nos EUA também mexeu com as bolsas nesta terça.

Publicado

em

A bolsa voltou ao patamar anterior à pandemia. O movimento acompanha o otimismo nos mercados em todo o mundo com as notícias sobre os testes de vacinas contra a covid-19. Esse é o tema do Boletim InvestNews desta terça-feira (24), com Karina Trevizan, às 19h.

O programa comenta ainda as principais notícias do dia, como a divulgação da arrecadação federal em outubro. O resultado foi de R$ 153,9 bilhões arrecadados em impostos e contribuições federais, uma alta de 9,56% sobre o mesmo mês de 2019. Foi a 3ª alta seguida. No entanto, esse avanço foi puxado, principalmente, pelo recolhimento de impostos que tiveram os pagamentos atrasados com aval do governo, como medida para reduzir os efeitos da pandemia sobre a economia.

O dia também teve declarações do secretário do Tesouro, Bruno Funchal, em audiência no Congresso. Ele defendeu projeto que tramita no Congresso para “descarimbar” recursos de fundos, como forma de obter recursos para custear as despesas do governo. “Para vocês terem uma noção, o volume médio de emissões de títulos públicos nos nossos leilões mensais era de 60 bilhões por mês, a gente nos últimos meses ficou em torno de R$ 150 bilhões, R$ 170 bilhões. É um volume muito alto”, disse.

Nesta terça, o Ministério da Economia atualizou as estimativas fiscais para 2020, após passar a prever queda de 4,5% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano – menos que a projeção anterior de 4,98%. Agora, a expectativa oficial é que o déficit primário do governo central de R$ 844 bilhões, ou 11,7% do PIB.

Outros destaques do dia foi a divulgação da prévia da inflação, a promessa do Carrefour de criar um fundo de combate ao racismo e notícias sobre o início de transição de governo nos Estados Unidos após a vitória de Joe Biden sobre Donald Trump.

Investir em Ações é ainda mais fácil com taxa de corretagem ZERO! Aproveite agora

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!