Siga nossas redes

Cafeína

Com salto de 3.800%, cresce número de investidores de BDRs de ETFs

Veja no Cafeína de hoje os BDRs de ETFs mais negociados (e rentáveis) da bolsa.

Publicado

em

Os BDRs de ETFs tiveram um salto de 419 investidores para quase 11 mil quando comparado os doze meses entre setembro de 2020 a setembro de 2021. Uma alta de mais de 3.800%.Destes, os investidores pessoa física representam a maior fatia: pelo menos 10.500 CPFs com algum BDR de ETF em custódia.

Isso aconteceu porque foi somente no ano passado que a CVM liberou ao investidor comum o acesso aos BDRs com lastro em índices. Antes era destinado apenas a investidores com mais de R$ 1 milhão investidos. Tanto que quando analisado o volume negociado, os investidores institucionais detém a maior parcela (61%), seguidos por não residentes (36,2%). O volume movimentado até setembro de 2021 foi de R$ 7,9 bilhões, enquanto em 2020 foi de R$ 160 milhões.

BDRs de ETFs mais rentáveis da B3

Quando levado em consideração os BDRs de ETFs mais negociados, eles não são necessariamente os mais rentáveis. De um ranking com dez, apenas um aparece tanto no levantamento de maior rentabilidade como de negociabilidade..

É o ETF Global Tech, negociado pelo ticker BIXN39. Este fundo é negociado desde 2001 na bolsa de Nova York. Seu benchmark é o S&P Global 1200, um índice exclusivo do setor de tecnologia e informação.

A gestão deste fundo é feita pela Black Rock – que também emitiu o ETF. Quem investe nele está exposto a ações globais de tecnologia, incluindo as Big Techs, como Apple, Microsoft, Amazon, Nvidia, Sansung, Paypal, Intel, e outras.

Só este ano, o BIXN39 rentabilizou 31%. Em 12 meses ele retornou aos seus cotistas 43%.

Já o BDR de ETF mais rentável, segundo a B3, é o CoresmallCap. Ele retornou aos seus acionistas 36% de janeiro a setembro deste ano. Como seu benchmark é o S&P Small Caps, quem investe fica exposto as empresas americanas de crescimento de setores, como: financeiro, da indústria, tecnologia e saúde.

No ranking dos ativos mais rentáveis, tem BDRs com lastro em índices indiano, taiwanês, americano, do setor financeiro, das empresas de média capitalização (mid caps), dividendos e tecnologia.

Já no ranking dos mais negociados, a primeira posição é do BDR de ETF Trust MSCI US, negociado pelo código BEGU39, e gerido e administrado pela BlackRock. Ele segue um índice americano com foco em ESG. Porém, empresas como Apple, Microsoft, Amazon, Alphabet, Facebook e Tesla compõem o portfólio.

Vantagens

Entre as vantagens de se investir em BDRs de ETFs está a praticidade. A negociação é feita em reais, na própria B3. Não é preciso fazer o câmbio entre as moedas ou estar vinculado a bolsas estrangeiras. Outro ponto é estar vinculado a exposição cambial. O que pode ser de certa forma um ponto positivo ou negativo.

Uma desvantagem apontada é o recolhimento de Imposto de Renda. Isso porque se houver ganho de capital a alíquota é de 15% nas operações comuns e 20% nas de day trade.  E quanto aos riscos eles são os mesmos de todo investimento da renda variável. Não tem como antever se teremos lucro ou prejuízo.

Veja também:

  • Guia completo de como funcionam os ETFs

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

Invista na Apple, Amazon, Google, Disney, Netflix em poucos cliques e com taxa ZERO de corretagem! Invista em BDR

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!