Siga nossas redes

Cafeína

Como diversificar na renda fixa com o ciclo de queda na Selic?

De debêntures, CDBs, fundos e Tesouro IPCA+: veja quais são as recomendações para a renda fixa.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 1 minuto

Com o ciclo de baixa da Selic já em curso, especialistas seguem recomendando que o investidor de renda fixa siga atento aos movimentos da inflação antes de escolher como alocar seus recursos. Nesse cenário, as recomendações variam entre debêntures, CDBsfundos e Tesouro IPCA+.

Analistas apontam que com o corte da Selic, mesmo que a taxa siga elevada e mantenha a renda fixa ainda atrativa, “os perfis moderados e arrojados verão uma mudança na postura de bancos e corretoras, sugerindo mais ativos com maior risco”.

Ainda assim, há boas oportunidades sem os solavancos da renda variável, tema deste Cafeína, apresentado por Dony De Nuccio.

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.