Siga nossas redes

Carteira de Ações Recomendadas Mensal

A carteira de ações Easy Top 10 reflete as dez principais recomendações dos analistas da Easynvest, cujo histórico foi iniciado em junho de 2020 e divulgada no início de cada mês.

Carteira Top 10

Delay de 15 minutos

TOP 5 AÇÕES

Código Potencial Preço Preço Alvo Retorno Data de Entrada
ITUB4 +5.03% R$ 32,37 R$34,00
+44.38%
29/05/2020
B3SA3 +28.0% R$ 17,18 R$22,00
-2.22%
30/06/2020
VALE3 +18.0% R$ 110,13 R$130,00
+94.64%
30/09/2020
TAEE11 +14.4% R$ 39,33 R$45,00
+50.51%
31/07/2020
ENEV3 +17.8% R$ 17,82 R$21,00
+48.12%
30/09/2020
BRFS3 +4.45% R$ 28,72 R$30,00
+32.35%
01/03/2021
SLCE3 +24.5% R$ 48,19 R$60,00
+102.39%
29/05/2020
MULT3 +8.69% R$ 25,76 R$28,00
+15.46%
30/11/2020
WEGE3 +28.2% R$ 35,09 R$45,00
+2.63%
01/06/2021
TOTS3 +9.34% R$ 36,58 R$40,00
+7.46%
01/06/2021

Desempenho da carteira

+57.62%

Desempenho do Ibovespa no mesmo período

+44.41%

Objetivo

O objetivo desta carteira é superar o índice Ibovespa em longo prazo. Para isso, a equipe de análise faz criteriosas análises técnica e fundamentalista que buscam maximizar o ganho de capital.

Perfil do investidor

Conservador Moderado Experiente

Diferencial

Simplificação: posicionamento a um grupo selecionado de companhias com tendências de valorização, sem a necessidade de replicar todas as ações do Ibovespa.

Acompanhamento: a dinâmica dos mercados faz com que as ações ganhem ou percam atratividade ao longo do tempo. Monitoramos cada empresa sugerida para garantir o melhor momento de compra e venda das ações e buscar uma performance da carteira acima da média do mercado (índice Bovespa).

Continuidade: mensalmente, o investidor terá acesso a um novo relatório sobre a carteira com os detalhes sobre as ações que a compõem, nossas estimativas para os próximos meses e possíveis trocas dos ativos.

Atualização

✓ Para o mês de junho realizamos trocas na carteira:
✓ Saiu: MGLU3 e CYRE3;
✓ Entrou: TOTS3 e WEGE3;
Os setores de maior peso na carteira são: financeiro (17%), energia (22%) e commodities (33%), porém com exposição também à bens de capital (11%), tecnologia (11%), imobiliário/shopping (6%).

Itaú Unibanco (ITUB4)

Ler análise completa

Com sede na cidade de São Paulo e 95 anos de história, o Itaú é o maior banco privado do país e uma das empresa mais valiosa da América Latina, atuando em todas as modalidades de atividades bancárias. A história do Itaú teve início em 1924 a partir da criação da Casa Moreira Salles, por João Moreira Salles, em Poços de Caldas, interior de Minas Gerais. Atuando em todos os ramos da atividade bancária, o Itaú opera carteiras: comercial, de investimento, de crédito imobiliário, financiamento, arrendamento mercantil e de câmbio. As operações do Banco Itaú estão divididas em dois segmentos principais: Banco de Varejo: engloba clientes de varejo, clientes de alta renda, micro e pequenas empresas, além de produtos e serviços a não correntistas. Banco de Atacado: é responsável pelos clientes com elevado patrimônio financeiro (private banking), pelas unidades da América Latina, banking para médias e grandes empresas por meio do Itaú BBA (unidade responsável por clientes corporativos e pela atuação como banco de investimento).
Tese de investimento e diferenciais:
Atualmente, a posição de liderança do Itaú é incontestável, com mais de R$250 bilhões em valor de mercado, mais de 430 mil acionistas, em torno de 56 milhões de clientes, 97 mil colaboradores no Brasil e no exterior, 4,5 mil agências, 46 mil caixas eletrônicos, marca reconhecida de multinacional brasileira e importante provedor de crédito para expansão das atividades econômicas no país. O diferencial de uma instituição financeira deste porte, é a sua capacidade de dar crédito ao mercado, além de uma maior variedade de serviços e produtos que fidelizam o cliente a concentrar suas atividades bancárias no banco. O mercado está em plena transformação digital com as fintechs chegando para ficar, isso é fato! Mas o Itaú tem plena consciência deste movimento e capacidade de investir em desenvolvimento para melhorar a experiência do cliente digital e se enquadrar nesta nova realidade. Vale destacar que o banco Itaú possui ferramentas e serviços tecnológicos avançados (app e internet banking e caixas eletrônicos), porém o avanço digital precisa ser feito na sua estrutura e processos internos para reduzir custos e conseguir repassar serviços mais baratos aos clientes.
Resultado:
O Itaú Unibanco divulgou resultado acima do esperado pelo mercado, com redução de provisões para perdas com empréstimos e os ganhos de tesouraria. O lucro líquido recorrente foi de R$ 6,3 bilhões, 63% acima dos resultados do ano anterior. As provisões caíram 59% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, quando o Itaú destinou bilhões de reais para cobrir perdas potenciais decorrentes das medidas de isolamento social.A queda nas provisões indica que o banco acredita que a segunda onda de pandemia que o Brasil atravessa não levará a uma piora na qualidade dos ativos nos próximos meses. O índice de inadimplência (90 dias) manteve-se estável em 2,3%. A margem financeira aumentou 4,7% em relação ao primeiro trimestre de 2020, para R$ 18,6 bilhões, impulsionada por ganhos de tesouraria. O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) subiu a 18,5% de 12,8% um ano atrás, e também acima do trimestre anterior. A carteira de crédito do Itaú cresceu 4,2% no trimestre, puxada por veículos, crédito imobiliário e empréstimos a grandes empresas.
Visão técnica:
ITUB4 tenta sair de um movimento lateral (congestão), desde 05 de março, em torno de R$28 e sob as médias móveis de 21 e 200 períodos. O rompimento e consolidação acima deste nível é importante para retomar a tendência de alta.

B3 – Brasil Bolsa Balcão (B3SA3)

Ler análise completa

Com constante investimento em tecnologia, a B3 é uma das principais companhias de infraestrutura de mercado financeiro do mundo, oferecendo serviços de negociação na Bolsa e pós negociação (clearing), assim como registro de balcão e infraestrutura de financiamento. A B3 foi constituída em março de 2017, a partir da junção da BM&F Bovespa (Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo) com a Central de Custódia e Liquidação Financeiras de Títulos Privados – CETIP.A B3 oferece soluções de sistemas e serviços para os mercados de ações, derivativos de ações, financeiros e de mercadorias, títulos de renda fixa, cotas de fundos, títulos públicos federais e moedas à vista. Ainda dentro de produtos listados, disponibiliza serviço de listagem e de depositária central para os ativos negociados em seus ambientes, bem como distribuição de dados relacionados a esses mercados. Atua também no mercado de balcão, provendo infraestrutura para registro de instrumentos financeiros por bancos e derivativos customizados, assim como para o registro e depósito de títulos de dívida corporativa. E para a cadeia de financiamento de veículos e imóveis, oferece produtos e serviços que aceleram o processo de análise e aprovação de crédito em território nacional.
Tese de investimento e diferenciais:
No ano passado, o mercado de capital no Brasil, passaram por um momento inédito que combinou volatilidade gerada pelas incertezas que acompanham a crise atual a um cenário de taxas de juros em patamares historicamente baixos. Tal dinâmica teve como efeito uma busca por parte dos investidores, principalmente os locais, por diversificação de seus portfólios além dos tradicionais títulos públicos. Este movimento surpreendente foi evidenciado pelo crescimento dos volumes negociados nos principais mercados de atuação da bolsa brasileira. O vigor dessa demanda encorajou empresas a retomarem seus planos de captação de recursos, tanto no mercado de dívida quanto de ações, no qual vimos o pipeline de IPOs e follow-ons voltar a crescer. A B3 é a única bolsa de valores, mercadorias e futuros que opera no Brasil e é a maior depositária de títulos de renda fixa na América Latina, reinando sozinha em um mercado de grande potencial de crescimento.
Resultado:
A B3 divulgou resultado referente ao primeiro trimestre acima das expectativas, beneficiada por um ambiente ainda forte com ofertas de ações e pela volatilidade do mercado, que impulsionou os volumes e as receitas no período. A empresa deinfraestrutura de mercado financeiro teve um lucro líquido ajustado de R$ 1,3 bilhão, avanço de 15% em um ano e pouco acima da previsão média de analistas consultados pela Refinitiv, de 1,2 bilhão de reais. Já o resultado operacional medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (ebitda) somou R$ 1,9 bilhão, também acima das previsões. No trimestre, as cinco oferta iniciais de ações (IPOs) e as sete ofertas subsequentes (follow-ons) movimentaram R$ 32,8 bilhões. O movimento só não foi maior devido à volatilidade no mercado que, se elevou os volumes de negócios, por outro lado levou mais de 30 empresas a desistirem de listagem na bolsa. Mesmo com uma política recente de redução de tarifas, a receita da B3 avançou 25%, para R$ 2,4 bilhões, crescendo mais que as despesas (+10,6%).
Visão técnica:
B3SA3 está próxima de uma zona de suporte importante, em torno de R$ 16,50, que se rompida, poderá deixar situação de curto prazo com um viés mais negativo.

Vale (VALE3)

Ler análise completa

A Vale S.A. é uma empresa de mineração e metais criada em 1942 como a estatal Companhia Vale do Rio Doce. Mas a Vale é hoje uma empresa privada que figura entre as maiores mineradoras globais, suas operações estão presentes em mais de 30 países. A atividade principal da Vale é a extração de minerais e produção de metais. Além disso, a companhia também realiza operações de logística em cerca de 38 países, sendo que dentro do Brasil é líder nesta atividade. A operação de logística da Vale inclui ferrovias e portos interligados à sua exploração de minerais e a partir de suas afiliadas, a empresa também possui operações nos setores de energia elétrica e siderurgia.
Tese de investimento e diferenciais:
A Vale é a maior produtora mundial de minério de ferro e níquel. A vantagem competitiva está na qualidade, pois as rochas encontradas em Carajás são formadas por 67% de teor de minério de ferro, o teor mais alto do planeta. E não para por aí, pois o Brasil possui 10% das reservas mundiais de manganês, destes, 70% são produzidos pela Vale. A companhia também produz carvão, insumo essencial para a transformação de minério de ferro em aço e cobre, que é o terceiro metal mais utilizado no mundo, atrás do ferro e do alumínio.Com um valor de mercado em torno de R$ 500 bilhões, a Vale é a empresa mais valiosa da América Latina e está listada no Novo Mercado da B3, que exige padrões de governança corporativa diferenciadas. Embora ainda haja dúvidas sobre o fim da covid e normalização do comércio e da indústria, a atividade de mineração é considerada pelo governo como uma atividade essencial e provavelmente o segmento terá um impacto menor e está apresentando um bom desempenho. Olhando para o mercado internacional, as economias dos EUA e da Europa podem se recuperar de forma relativamente rápida da recessão e vão se juntar a uma economia já forte na China. No mercado interno, também haverá uma recuperação econômica em 2021 que beneficiará o setor de mineração.
Resultado:
A Vale registrou lucro líquido de 5,5 bilhões de dólares no primeiro trimestre de 2021, com um salto na comparação com os 239 milhões de dólares do mesmo período do ano passado, impulsionado por alta dos preços do minério de ferro. Com a força das vendas de minério de ferro, a receita líquida da Vale somou 12,6 bilhões de dólares entre janeiro e março, alta de 81% na comparação com um ano antes. A empresa teve um lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (ebitda) ajustado de 8,4 bilhões de dólares, recorde para um primeiro trimestre. A alavancagem representada pela relação dívida líquida/ebitda da companhia caiu de 1,54 em 2019 para 0,05, demonstrando uma situação muito confortável em relação ao seu endividamento. Ao final do primeiro trimestre, a Vale possuía o equivalente a R$ 74 bilhões em caixa.O cenário de oferta insuficiente mais a forte demanda da China, que elevou o preço da commodity no primeiro trimestre vai permanecer ao longo do segundo trimestre. A Vale produziu 68 milhões de toneladas de minério de ferro no período, alta de 14% ante o ano anterior, avançando em seu plano de estabilização e retomada operacional, após diversas paralisações realizadas para aprimorar a segurança de atividades, após grandes desastres com barragens.
Visão técnica:
VALE3 segue com uma tendência principal de alta, porém corrigindo no curto prazo. Após alcançar sua máxima histórica no dia 10 de maio (R$ 120,45), seria natural uma realização de lucro antes de seguir rumo ao preço alvo.

Taesa (TAEE11)

Ler análise completa

A Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A. (TAESA) é um dos maiores grupos privados de transmissão de energia elétrica do Brasil em termos de Receita Anual Permitida (RAP).A Taesa implementa, opera e mantém serviços e instalações de transmissão de energia elétrica tanto para o Sistema Interligado Nacional do Brasil quanto para os setores de transmissão de energia elétrica de outros países.A maior parte de sua receita é gerada pela empresa na forma de compensação pelos investimentos na construção das linhas de transmissão e pelos serviços de operação e manutenção que presta em todo o Brasil.
Tese de investimento e diferenciais:
O setor de Energia Elétricas é considerado um dos setores mais defensivos da bolsa e de grande representatividade no índice Bovespa, pagador de gordos dividendos.Além disso, fornece serviços essenciais e de utilidade pública, sofrem menor impacto no atual contexto de pandemia e de outras crises, possui maior previsibilidade de receitas com concessões de longo prazo, demanda resiliente, baixa necessidade de reinvestimentos e elevada barreira de entrada para novos players.Atualmente a Taesa conta com 10.980 km de linhas em operação e 2.599 km de linhas em construção, totalizando 13.579 km de extensão e 97 subestações.A empresa possui presença em todas as 5 Regiões do país (18 Estados e o Distrito Federal). Com R$ 13 bilhões em valor de mercado, atualmente a Taesa detém 39 concessões de transmissão com prazo médio de 16,5 anos.Outro ponto forte da companhia é a distribuição de dividendos consistente, com payout histórico acima de 70%, que só é possível graças a receitas altamente previsíveis, fixas e reajustadas anualmente pela inflação.
Resultado:
A Taesa, controlada pela estatal mineira Cemig e pela colombiana ISA, registrou lucro líquido de R$ 556 milhões no primeiro trimestre de 2021, um avanço de 42,1% na comparação anual.O avanço no lucro líquido se deve principalmente aos maiores índices macroeconômicos registrados nos períodos comparados, com efeito do IGP-M que acumulou 6,2% neste primeiro trimestre. A receita líquida totalizou R$ 386 milhões no primeiro trimestre, alta de 3,6% em relação ao mesmo período de 2020.
Visão técnica:
TAEE11 segue em uma consistente tendência de alta no curto e longo prazo, com topos e fundos ascendentes e médias móveis (21 e 200 períodos) posicionadas abaixo e afastadas do gráfico de preços, que sinaliza uma tendência bem definida.

Eneva (ENEV3)

Ler análise completa

Integrante de um dos setores mais estáveis da Bolsa, a Eneva surgiu da reestruturação da OGX Maranhão em 2013 e já é a maior operadora privada de gás natural e terceira maior empresa em capacidade térmica no país. Hoje, a Eneva é uma empresa integrada de energia, com negócios complementares em geração de energia elétrica, exploração e produção de hidrocarbonetos no Brasil.
Tese de investimento e diferenciais:
A Eneva é a maior operadora privada de gás natural do Brasil, com uma capacidade de produção de 8,4 milhões de m3 por dia. Em 2021, com o início das operações na Bacia do Amazonas, a capacidade de produção de gás natural atingirá 9,0 milhões de m3 por dia. Atualmente opera 10 campos de gás natural nas Bacias do Parnaíba e Amazonas e, adicionalmente, possui contratos de concessão para exploração e produção de hidrocarbonetos em mais de 62.000 km2.Com um valor de mercado em torno de R$ 20 bilhões, a Eneva é listada no Novo Mercado, grau mais elevado dentre os níveis diferenciados de governança corporativa da B3.Como diferencial, a Eneva foi pioneira na adoção do Reservoir-to-Wire (R2W), modelo de negócios com integração total desde a exploração de gás natural até a comercialização da energia gerada. A atuação em toda a cadeia de valor confere à Eneva uma plataforma de crescimento para capturar uma ampla variedade de oportunidades em áreas estratégicas no setor de energia.Além de um modelo de negócios excepcional, a empresa ainda dispõe de várias opcionalidades capazes de destravar valor como: Mudança de matriz energética brasileira, ainda muito dependente da fonte hídrica; Possibilidade de exploração de petróleo (empresa já encontrou, mas estuda a viabilidade).
Resultado:
A Eneva registrou um lucro líquido de R$ 203 milhões no primeiro trimestre, alta de 13% ante o mesmo período de 2020, com impulso da grande geração térmica da companhia em meio aos baixos níveis históricos dos reservatórios de hidrelétricas no início do ano. Como resultado, o lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (ebitda) ajustado foi recorde para um primeiro trimestre, de R$ 446 milhões, alta de 2,8%.A posição de caixa e equivalentes ficou em R$ 2,1 bilhões no final do trimestre e a alavancagem (dívida líquida/ebitda) em 3,2. Há boas perspectivas para o ano, diante do cenário hidrológico, porém cada vez mais a Enerva representa a importância e necessidade das térmicas no abastecimento do país e diversificação da matriz energética brasileira.
Visão técnica:
Após se aproximar de R$ 19,00 no dia 12 de abril, ENEV3 fez um forte movimento de correção que foi interrompido no nível de R$ 15,00. Agora tenta uma recuperação e estamos acompanhando para ver se terá força suficiente para seguir rumo ao preço alvo.

BRF – Brasil Foods (BRFS3)

Ler análise completa

Com mais de 85 anos de história e uma equipe maior que muitas cidades do Brasil, a BR Foods (BRF) conta com mais de 90 mil colaboradores, espalhados por mais de 130 países, atendendo milhares de clientes em todo o mundo. A companhia foi formada em 2012, a partir da fusão entre a Sadia e a Perdigão, em um processo que iniciou em 2009. A BRF se tornou uma das maiores companhias de alimentos do mundo, atuando com exportação em nível global e possui uma grande participação no mercado interno. No seu portfólio, a empresa possui em torno de 30 marcas com mais de 5 mil itens, em 40 plantas industriais e 47 centros de distribuição, sendo 27 deles no exterior. A BRF é uma produtora internacional de alimentos proteicos frescos e congelados. Os segmentos da empresa são "in natura" (aves, suínos, bovinos e outros) e alimentos processados. O portfólio de produtos inclui carnes marinadas, congeladas, inteiras e cortadas, carnes especiais, produtos em porções e pratos preparados congelados. A empresa também oferece margarinas, doces, sanduíches, maionese e ração animal. Suas marcas mais conhecidas são Sadia, Chester, Paty, Perdigão, Qualy, Banvit, Sulina e Kidelli. Internacionalmente, a marca líder do portfólio é a Sadia, que está presente em várias categorias em países do Oriente Médio. Geograficamente, as vendas são distribuídas igualmente entre o Brasil e os mercados internacionais.
Tese de investimento e diferenciais:
Como estratégia de negócios, a BRF estabelece metas que visam ampliação da sua participação no mercado global nos próximos anos, dentre elas:
  • Possuir um portfólio de marcas globais: as protagonistas são Sadia e Qualy.
  • Focar esforços nas categorias globais principais: cortes de suínos e aves de valor agregado, frios, empanados e
  • refeições cozidas, pratos prontos e práticos.
  • Capturar oportunidades globais: tem avançado passos importantes para solidificar a BRF como companhia global no Oriente Médio, Ásia, Europa Oriental, Reino Unido e América Latina.
Vantagens competitivas:
  • Liderança no mercado brasileiro de alimentos, com marcas fortes e presença global.
  • Ampla rede de distribuição no Brasil e nos mercados internacionais.
  • Produtos de baixo custo em um crescente mercado global.
  • Localização geográfica estratégica e diversificada.
  • Ênfase na qualidade, segurança e portfólio diversificado de produtos.
  • Equipe de gestores experientes e altamente qualificados.
Resultado:
a BRF teve um lucro líquido de R$ 22 milhões no primeiro trimestre de 2021, revertendo o prejuízo de R$ 38 milhões registrado no mesmo período do ano passado. A receita líquida, apesar do volume estagnado, avançou 18%, chegando a R$ 10,5 bilhões, com avanço tanto no mercado nacional quanto no internacional e mesmo com o volume de vendas no mercado brasileiro caindo, a receita no país também avançou por conta da combinação de mix de produtos e preços. A alta da receita, em parte impulsionada pelo aumento de 20% no preço médio das proteínas, porém, impactada pelos maiores custos com os produtos vendidos, que avançou 25%, com as matérias-primas custando R$ 8,39 bilhões, ante R$ 6,69 bilhões no mesmo período do ano passado. Os custos elevados, segundo a BRF, são explicados pelo aumento dos preços dos grãos, pela desvalorização cambial (insumos mais caros) e pelo frete mais caro. A BRF viu seu Ebitda ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) recuar 1,4%, para R$ 1,2 bilhão. A margem Ebitda ficou em 11,6%, queda de 2,4 pontos percentuais no ano.A BRF fecha o primeiro trimestre de 2021 com uma dívida líquida de R$ 15,3 bilhões, alta de 8,2% na comparação com o final de 2020, mas caindo na comparação com o primeiro trimestre de 2020, e com um múltiplo de alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida/ebitda, de 2,96, ante 2,68 nos três primeiros meses de 2020.
Visão técnica:
BRFS3 sentiu o impacto da queda do setor de frigorífico na bolsa em abril e chegou a cair abaixo dos R$ 20,50. Porém, em um movimento abrupto subiu 29% em uma semana e retoma a tendência de alta.

SLC Agrícola (SLCE3)

Ler análise completa

A SLC Agrícola foi fundada em 1977, é uma das maiores produtoras mundiais de grãos e fibras, focada na produção de algodão, soja e milho. Foi uma das primeiras empresas do setor a ter ações negociadas em Bolsa de Valores no mundo, tornando-se uma referência no seu segmento. Ao longo de sua história, a SLC Agrícola desenvolveu uma sólida expertise na prospecção e aquisição de terras em novas fronteiras agrícolas. O processo de aquisição de terras com alto potencial produtivo também visa capturar a valorização imobiliária no Brasil em função das vantagens comparativas em relação aos principais produtores agrícolas do mundo, tais como Estados Unidos, China, Índia e Argentina.A Empresa optou por um modelo de negócio híbrido, que pode ser subdividido em três abordagens básicas:
  • Operação agrícola em terras desenvolvidas próprias;
  • Operação agrícola em terras arrendadas (e Joint Ventures);
  • Aquisição de terras brutas para transformação e venda.
Tese de investimento e diferenciais:
Com um valor de mercado em torno de R$ 8 bilhões, a SLC é listada no Novo Mercado, grau mais elevado dentre os níveis diferenciados de governança corporativa da B3. Atualmente possui 17 Unidades de Produção estrategicamente localizadas em 6 estados brasileiros (Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Piauí, Bahia e Maranhão) que totalizam mais de 448 mil hectares. A empresa também está em processo de combinação de negócios com a Terra Santa Agro, o que deve elevar a área da SLC em aproximadamente 130 mil hectares uma vez que o acordo seja concluído, se tornando a maior companhia do setor em área plantada no Brasil.A diversificação da localização de suas propriedades minimiza os potenciais riscos climáticos regionais e a incidência de pragas e doenças. A geração de valor pela companhia se materializa em diversas iniciativas de ESG, como o uso mais eficiente de insumos impulsionado pela tecnologia, a qualificação e inclusão digital dos colaboradores, o desenvolvimento das comunidades em que atua e a preservação do meio ambiente como condição necessária para o desenvolvimento futuro das atividades.
Resultado:
A SLC Agrícola registrou alta de 140% no lucro líquido do primeiro trimestre ante o mesmo período do ano anterior, para R$ 376,8 milhões, com aumento do valor dos ativos biológicos de soja, em meio a preços mais altos das commodities agrícolas. A companhia, uma das maiores produtoras de grãos do Brasil, encerrou mais uma safra com recorde de produtividade na cultura da soja em 2020/21, pelo quarto ano consecutivo e 12% superior à média nacional. A geração de caixa medida pelo ebitda ajustado somou R$ 272,5 milhões, com crescimento de 49% em relação ao mesmo período do ano passado. A receita líquida cresceu 30% no trimestre, com os ganhos do algodão em pluma, produto que possui maior valor agregado, sendo 23% superiores aos registrados um ano antes. Além disso, todas as culturas obtiveram aumento do preço unitário versus o mesmo trimestre do ano anterior.
Visão técnica:
SLCE3 segue em forte tendência de alta, sem descanso, rumo ao preço alvo. Mas, seria natural uma correção próxima de R$ 50,00, antes de dar continuidade ao movimento ascendente.

Multiplan (MULT3)

Ler análise completa

Fundada em 1975 por José Isaac Peres, a Multiplan é uma empresa imobiliária full-service, planejando, desenvolvendo, detendo e administrando um dos maiores e melhores portfólios de ativos comerciais do país. Entre 1975 a 1985, a empresa inaugurou seus cinco primeiros shoppings. O primeiro, BH Shopping, em Belo Horizonte, foi construído em frente ao trevo rodoviário que deu origem ao logotipo da Multiplan. Em seguida vieram o Ribeirão Shopping, em Ribeirão Preto; o Barra Shopping, no Rio de Janeiro; o Morumbi Shopping, em São Paulo; e o Park Shopping, em Brasília. A Multiplan lançou também o condomínio residencial de alto luxo Chácara Santa Elena em São Paulo, seu primeiro empreendimento imobiliário. O conceito de shopping center da Multiplan, moldado ao longo de mais de quatro décadas de história, reúne comércio, lazer, entretenimento e serviços, criando muito mais valor do que ser apenas um centro de compras. A Multiplan é uma empresa imobiliária e atua em quatro segmentos principais no Brasil: Propriedades para locação, Imóveis para venda, Projetos e Gestão. A maior parte da receita é proveniente do segmento de imóveis para locação, que aluga shopping centers. O segmento de imóveis para venda, constrói e vende imóveis no entorno dos shoppings.
Tese de investimento e diferenciais:
O portfólio da Multiplan está localizado nas principais regiões do Brasil, estrategicamente posicionado no vetor de crescimento dos grandes centros urbanos, impulsionando o desenvolvimento do entorno e contribuindo diretamente para a melhoria da qualidade de vida da população. A Companhia também é pioneira na execução de projetos multiuso, construindo nas proximidades de seus shoppings, edifícios comerciais, prédios residenciais e hotéis, que geram sinergias e fluxo de consumidores para os shoppings, ao mesmo tempo em que valorizam toda região. A Multiplan detém 19 shopping centers com Área Bruta Locável (ABL) total de 832.614 m2 (650.762 m2 de ABL própria). Os shopping centers da Multiplan possuem, somados, mais de 5.400 operações, que geram um tráfego anual estimado em 180 milhões de visitas. Adicionalmente, a Multiplan possui uma participação média de 92% em dois conjuntos de torres comerciais com ABL própria de 80.878 m2, que combinada à ABL de shopping center somam uma ABL total de 920.172 m2.
Resultado:
A operadora de shoppings centers Multiplan teve lucro líquido de R$ 46,3 milhões no primeiro trimestre de 2021, um recuo de quase 74% sobre o mesmo período do ano passado, impactada por medidas de isolamento social que atingiram a receita. O faturamento líquido do grupo recuou 18% no período, para 266 milhões de reais, afetado por quedas de cerca de 20% nas receitas com aluguel e de serviços, além de retrocesso de 45% nas receitas com estacionamento. A empresa afirmou que manteve "caso a caso" condições facilitadas de operação para os lojistas criadas em 2020, algo que incluiu redução de aluguel, condomínio e outras taxas. O resultado era amplamente esperado pelo mercado, pois os shoppings operaram 63% do horário regular no primeiro trimestre e as vendas dos lojistas foram 72% equivalentes às vendas do primeiro trimestre de 2020. Nenhum shopping operou em seu horário regular, fevereiro deste ano teve um sábado a menos e feriados adicionais foram decretados em algumas cidades do Brasil o que impactou negativamente os números de vendas ao longo do trimestre.
Visão técnica:
MULT3 segue indefinida sobre as médias móveis, mas tenta uma reação. Para buscar o preço alvo, será necessários consolidar-se acima da forte resistência em torno de R$ 25,00.

WEG (WEGE3)

Ler análise completa

Fundada em 1961, a WEG é uma empresa global de equipamentos eletroeletrônicos, atuando principalmente no setor de bens de capital com soluções em máquinas elétricas, automação e tintas, para diversos setores, incluindo infraestrutura, siderurgia, papel e celulose, petróleo e gás, mineração, entre muitos outros. A WEG se destaca em inovação pelo desenvolvimento constante de soluções para atender as grandes tendências voltadas a eficiência energética, energias renováveis e mobilidade elétrica. Com operações industriais em 12 países e presença comercial em mais de 135 países, a companhia possui mais de 33 mil colaboradores distribuídos pelo mundo. Em 2020 a WEG atingiu faturamento líquido de R$ 17,5 bilhões, destes 56% proveniente das vendas realizados fora do Brasil. As áreas de negócios são divididas da seguinte forma:Equipamentos Eletroeletrônicos Industriais (52% da receita): esta área inclui os motores elétricos, drives e equipamentos e serviços de automação industrial e serviços de manutenção. Os motores elétricos e demais equipamentos têm aplicação em praticamente todos os segmentos industriais, em equipamentos como compressores, bombas e ventiladores, por exemplo. Geração, Transmissão e Distribuição de Energia (33% da receita): os produtos e serviços incluídos nesta área são os geradores elétricos para usinas hidráulicas e térmicas (biomassa), turbinas hidráulicas (PCH e CGH), aerogeradores, transformadores, subestações, painéis de controle e serviços de integração de sistemas. Motores para Uso Doméstico (10% da receita): o foco de atuação nesta área é o mercado de motores monofásicos para bens de consumo durável, como lavadoras de roupas, geladeiras, aparelhos de ar condicionado, bombas de água, entre outros. Tintas e Vernizes (5% da receita): nesta área de atuação, inclui tintas líquidas, tintas em pó e os vernizes eletro-isolantes.
Tese de investimento e diferenciais:
resiliência, consistência e lucratividade. Mesmo passado por diversos ciclos desafiadores, a Weg entregou, de 2010 a 2020, um crescimento de receita de quase 15% ao ano, alcançando uma receita líquida de mais de R$ 17 bilhões no ano de 2020. Atuando como fornecedora para diversos setores estratégicos e mercados distintos, ainda há um enorme potencial de crescimento para a WEG nos próximos anos, como por exemplo; a tendência global na busca de fontes renováveis de energia e motores elétricos mais eficientes de carros elétricos. Em todas essas demandas globais, a Weg se encontra preparada e bem posicionada para atuar.
Resultado:
impulsionada pela retomada econômica no mercado interno, a receita líquida total no primeiro trimestre de 2021 evoluiu 36% na comparação anual, alcançando R$ 5,1 bilhões. As vendas no mercado externo atingiram R$ 2,7 bilhões, um avanço de 35% ante o 1T20, sinalizando uma recuperação gradual da atividade industrial nas principais regiões do mundo. Com a recuperação em curso e uma atividade operacional próxima à normalidade, a linha de custos dos produtos vendidos cresceu em uma menor proporção. Dessa forma, a margem bruta da Weg evoluiu 2,4 pontos percentuais na comparação anual. As despesas com vendas gerais e administrativas cresceram aproximadamente 20%, ainda assim, a companhia reportou um lucro operacional (ebitda) de R$ 1 bilhão, um avanço de 64% ante o 1T20. Por fim, a Weg reportou um lucro líquido de R$ 764 milhões, o que representa um crescimento de mais de 70% na comparação com o primeiro trimestre de 2020. Além disso, a empresa registrou mais de R$ 400 milhões em geração de caixa e terminou o período com quase R$ 3,4 bilhões em posição financeira líquida.
Visão técnica:
WEGE3 após a longa correção, interrompe o movimento de queda aos R$ 31,20 e deu os primeiros sinais de que pode buscar um repique de alta no curto prazo. Mais confirmações serão necessárias para reverter a tendência.

TOTVS (TOTS3)

Ler análise completa

Líder absoluta em sistemas e plataformas para gestão de empresas, a TOTVS entrega produtividade para mais de 40 mil clientes por meio da digitalização dos negócios. Indo muito além do ERP, oferece serviços financeiros e soluções debusiness performance, investindo aproximadamente R$ 1,9 bilhão em pesquisa e desenvolvimento nos últimos cinco anos para atender as exigências de 12 setores estratégicos da economia. Como uma empresa originalmente brasileira, a TOTVS apoia o crescimento e a sustentabilidade de milhares de negócios e empreendedores, de norte a sul do país, por meio de sua tecnologia. Com mais de 50% de market share no Brasil e entre os 3 principais players na América Latina, a TOTVS atua principalmente no Brasil, mas possui clientes em mais de 40 países, com presença nos principais centros de negócios, explorando o potencial e as vocações econômicas regionais.
Tese de investimento e diferenciais:
A Tecnologia é um setor de alto valor agregado e com potencial para contribuir decisivamente para a sustentação de novos ciclos de desenvolvimento no país, impactando positivamente e de modo abrangente todas as cadeias produtivas, contribuindo para um Brasil cada vez mais digital, próspero, produtivo, inclusivo e sustentável. Estamos vivenciando uma nova era digital movida pelo advento de novas tecnologias disruptivas e profundas transformações nos comportamentos dos indivíduos, que passam a consumir os produtos e serviços de uma forma diferente, e das organizações, que são desafiadas a revalidarem seus próprios modelos de negócio. Neste contexto, transformação é a palavra que melhor resume o momento pelo qual a TOTVS e todas as demais empresas, sejam elas grandes ou pequenas, pertencentes ou não ao mundo de tecnologia, estão passando ou irão passar. Quem não incorporar a variável digital ao planejamento estratégico ficará obsoleto, pois a velocidade de transformação do mundo exige respostas cada vez mais rápidas das organizações.Nossa tese é reforçada em alguns pilares da companhia como: posição de liderança e marca forte; plataforma de distribuição eficiente no Brasil e em mais de 40 países atendendo clientes de todos os portes; portfólio amplo, diverso e flexível; modelo de negócios com histórico de crescimento e rentabilidade; histórico de aquisições; time executivo qualificado e experiente e forte governança corporativa.A Totvs vem surpreendendo o mercado mostrando a força e a resiliência de seus resultados. Continua avançando em um modelo de negócio escalável e confirma a percepção de qualidade de seus produtos por parte dos clientes.
Resultado:
No primeiro trimestre de 2021, a TOTVS apresentou uma evolução de 15% da receita líquida recorrentes. Como resultado desse avanço, muito mais rentáveis e escaláveis, a Totvs continuou progredindo em sua eficiência operacional. Com isso, a margem bruta de tecnologia no período atingiu 72%, maior patamar histórico. Por fim, a companhia reportou um lucro líquido de R$ 96 milhões, uma evolução de 43% na comparação anual.
Visão técnica:
TOTS3 segue em movimento de recuperação, deixando um fundo no nível dos R$ 30,00 para traz e buscando se aproximar da resistência em torno de R$ 34,45, o rompimento para cima desta é muito importante.

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.

Sobre o Analista

Hugo Simas Carone

José Falcão C. Castro

Analista de Investimentos na Easynvest com 15 anos de experiência no mercado financeiro, atuando com análise, consultoria de investimentos e mesa de operações Bovespa e BM&F.

Formado em Administração de Empresas com pós-graduação em Gestão Financeira, possui as certificações CFP® e CNPI-P.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.