Siga nossas redes

Conta+

Invista como Warren Buffett: 7 mandamentos que você precisa usar

Dony De Nuccio mostra as regras de investimento inteligente que fizeram Warren Buffett se tornar o maior investidor do mundo, e as ações de sua empresa subirem 15.000% desde o IPO

Publicado

em

Você sabe qual é a ação mais cara do mundo negociada em bolsa de valores? É a da Berkshire Hathaway. São impressionantes US$ 280 mil por ação!

Mas como uma única ação pode valer tanto? Se você gosta de investimentos, é bem possível que já tenha se ligado em uma das razões: essa é a empresa de Warren Buffett.

Completando 90 anos em agosto, ele é um ícone do mundo dos negócios. Já foi o homem mais rico do mundo, em 2008. Hoje ainda está na lista dos mais ricos, em quarto lugar, com uma fortuna de mais de US$ 70 bilhões.

Mas, ao contrário de outros bilionários da lista (como Bill Gates, o fundador da Microsoft, e Jeff Bezos, da Amazon)  não precisou revolucionar o mundo dos computadores ou o varejo.

O talento de Buffett é encontrar bons negócios. E ele faz isso seguindo um mantra: investimento de valor.

Se você tivesse investido mil dólares em ações da empresa de Warren Buffett em 1964, hoje não teria do que reclamar.

Naquele ano, quando houve o IPO da empresa, uma ação da Berkshire Hathaway valia 19 dólares. Ou seja, uma valorização de 15.000% até hoje!

E se em vez de comprar apenas um lote você continuasse comprando mil dólares em ações todo ano? Você teria feito um investimento nominal de US$ 56 mil. Mas seu patrimônio hoje valeria US$ 124 milhões!

Atualmente o conglomerado de Warren Buffett tem 9% da Coca-Cola, 26% da fabricante de alimentos Kraft-Heinz e 17% do cartão de crédito American Express. Na financeira Wells Fargo, a participação é de 10%, no Bank of America é 7% e na Apple, 4%. A empresa tem ainda uma pequena participação na Amazon, de 0,1%. E também é dona de 8% das ações da Stone, empresa brasileira de pagamentos.

Com o tempo, a Berkshire também passou a assumir o controle de empresas. Hoje os ramos de atuação vão de ferrovias e jornais a produção de sorvete, seguros, jóias e até de pilhas.

Mas, apesar de todos esses negócios terem dado certo, o valor da ação não é só resultado dos lucros. Pesam também duas decisões, tomadas por Warren Buffett muito tempo atrás e mantidas até hoje.

1) A Berkshire nunca fez uma pulverização das ações classe A, que dão direito a voto – mesmo sendo comum no mercado essa operação de aumentar a quantidade de ações e diminuir o seu valor nominal, até para que fiquem mais acessíveis e negociáveis.

2) Nunca pagou dividendos a seus acionistas. O lucro nos negócios é incorporado ao patrimônio da empresa, que passa a valer mais, o que acaba se refletindo no preço das ações. Existe uma questão: o papel acaba tendo poucos acionistas e baixa liquidez. Por muito tempo a Berkshire não fazia parte do S&P-500, um dos principais índices de ações dos Estados Unidos, devido à baixa liquidez. Só passou a entrar na lista em 2010.

Warren Buffett defende que seja assim. Ele explica: nesses moldes, só os investidores de longo prazo se interessam pelas ações, deixando de fora os especuladores.

No programa Conta+, Dony De Nuccio apresenta 7 dicas de ouro do maior investidor de todos os tempos. São práticas cruciais de Warren Buffett para investir de forma inteligente, que você precisa conhecer e aplicar nos seus investimentos também!

Ganhe dinheiro sendo sócio das maiores empresas do Brasil: Invista pela Easynvest!

Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.