Siga nossas redes

Criptonews

Binance voltou a congelar saques de bitcoin: exchanges são seguras?

Não é a primeira vez que uma corretora de criptomoedas impede investidores de sacar moedas digitais.

Representação ilustrativa da criptomoeda bitcoin

ARTIGO*

Durante uma manhã “sangrenta” no mercado de criptomoedas, a maior corretora de cripto (exchange), Binance, suspendeu o saque de bitcoin (BTC) pelos seus usuários.

Os saques de bitcoin por sua própria rede ficaram suspensos por cerca de 3 horas. Porém, o que chamou atenção foi que o CZ, o CEO da corretora, fez uma publicação em seu Twitter sugerindo que os clientes sacassem a moeda por outras redes, como em BEP-20.

Parece bobeira, mas não é. Caso não saiba, o padrão BEP-20 é o formato de ativos digitais usados na rede BNB Chain (BNB), uma blockchain construída pela própria exchange.

Dessa maneira, é preciso avaliar friamente o caso, pois não é a primeira vez que a corretora congela saques de moedas digitais. 

Como o mercado de criptomoedas não tem “circuit breaker”, mecanismo que as bolsas de valores tradicionais usam para pausar quedas muito bruscas de ativos, o caso mostra que outros métodos podem ser adotados para conter a sangria.

Exchanges são seguras para armazenar criptomoedas?

As exchanges não são como um banco. Deste modo, elas servem apenas para facilitar o acesso às criptomoedas.

A coisa mais importante a se entender sobre o bitcoin é que ele é um ativo de custódia. Se você deixar suas moedas em uma corretora, por exemplo, elas estão tecnicamente sob custódia da plataforma. Ou seja, não pertencem a você.

Isso é um perigo, pois facilmente se encontram registros onde milhares de bitcoins foram perdidos por hacks em exchanges ao longo do tempo.

Por esse motivo, todo investidor de ativos digitais deve estar ciente de que o lugar correto para armazenar criptomoedas em segurança é por meio de uma carteira virtual (wallet), sob a qual possui custódia.

Proteja seu dinheiro. Exemplos anteriores mostram que tanto a Binance quanto outras grandes corretoras de criptomoedas costumam adotar a mesma estratégia de “travas” a saques quando há aumento abrupto na demanda.

*Mayara é co-autora do livro “Trends – Mkt na Era Digital”, publicado pela editora editora Gente. Multidisciplinar, apaixonada por tecnologia, inovação, negócios e comportamento humano.

*As informações, análises e opiniões contidas neste artigo são de inteira responsabilidade do autor e não do InvestNews.


Veja também:

  • Bitcoin Cash: o que é, como funciona e vale a pena investir nessa cripto
  • Microcoin: conheça esse tipo de criptoativo e veja se vale a pena investir
  • Criptogames: como impactam a indústria e os investimentos
  • Chiliz Criptomoeda: o que é e qual o futuro desta cripto

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.