Siga nossas redes

Criptonews

Bitcoin ultrapassará US$ 120 mil até 2024, diz Standard Chartered

O autor do best seller ‘Pai’.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

 *ARTIGO

A nova projeção para o preço do bitcoin (BTC) em 2023 e 2024, feita pelo renomado banco britânico Standard Chartered, animou o criptomercado. 

Segundo ele, o bitcoin poderá alcançar a marca de US$ 50 mil ainda neste ano e, de forma ainda mais impressionante, ultrapassar os US$ 120 mil em 2024 — valor que representa aproximadamente 400% da cotação atual da criptomoeda

Um dos pilares que sustenta o otimismo do banco é a aproximação do halving. Previsto para 2024, esse evento resulta em uma diminuição pela metade da recompensa paga para os mineradores da rede e, historicamente, precede altas meteóricas da moeda.

Valorização do BTC após halvings anteriores. Fonte: TradingView, gráfico ‘Bitcoin Halving Cycles Updated’.

Em outras palavras, a projeção do Standard Chartered reflete a contínua valorização do bitcoin no longo prazo e o crescente reconhecimento da criptomoeda como uma reserva de valor confiável.

Mineradores podem fazer preço do bitcoin explodir

Pela oferta máxima de bitcoins existentes é limitada a somente 21 milhões de unidades, a redução na oferta líquida é decorrente da possível ação que os mineradores podem passar a ter.

Isso porque, conforme pontuado pelo Standard Chartered, há uma forte perspectiva de que eles passem a acumular BTC após o halving, aumentando a escassez da moeda.

A título de exemplificação, estima-se que os mineradores vendem a totalidade das novas moedas que obtêm. No entanto, com um aumento expressivo no preço do bitcoin, eles podem optar por vender apenas uma parcela menor de sua oferta, variando de 20% a 30%.

Atualmente, minerados vendem quase todos BTC que ganham como recompensa pelo seu trabalho. Fonte: ycharts.com.

Com uma maior lucratividade, é esperado que eles reduzam a quantidade de moedas vendidas ao longo do tempo, mantendo seus ganhos e diminuindo — ainda mais — a oferta de BTC disponível no mercado.

Como se já não fosse bom o bastante, a combinação de uma oferta reduzida e uma demanda crescente pelo bitcoin tende a gerar efeito “bola de neve”’ de valorização: o histórico de altos retornos da moeda pode atrair novos investidores, tornando-a cada vez mais rara e, consequentemente, mais cara

Além de 2023 e 2024

A volatilidade é uma característica intrínseca das criptomoedas, e os investidores devem estar preparados para enfrentar flutuações de curto prazo. No entanto, para aqueles que têm uma visão atemporal, dão tempo ao tempo e estão dispostos a assumir riscos calculados, o bitcoin oferece possibilidades nunca vistas antes.

Ao contrário das moedas fiduciárias tradicionais, controladas por governos e instituições financeiras, o bitcoin opera em uma rede descentralizada peer-to-peer, na qual pontos de controle central são eliminados.

Essa descentralização oferece vantagens significativas como maior segurança e privacidade financeira, já que cada usuário tem controle direto sobre suas transações e sobre seu próprio dinheiro. 

Sendo assim, embora seja importante estar ciente dos riscos, aqueles que compreendem o potencial do bitcoin para além do seu preço, podem se beneficiar das recompensas oferecidas por esse ativo que, inegavelmente, está reformulando todo sistema financeiro atual.

*As informações, análises e opiniões contidas neste artigo são de inteira responsabilidade do autor e não do InvestNews.

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.