Siga nossas redes

Economia

Ações Europeias ficam quase estáveis em dia de perdas no setor de saúde e ganhos em bens de consumo

Publicado

em

por

Tempo médio de leitura: 2 minutos

Por Shristi Achar A e Shashwat Chauhan

(Reuters) – As ações europeias fecharam em queda marginal nesta quinta-feira, com as perdas de papéis de peso do setor de saúde compensando os ganhos de ações estimulados por fortes balanços de companhias como Unilever e Kering.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,07%, a 485,27 pontos, depois de subir até 0,3% durante o dia.

O índice de bens pessoais e domésticos liderou a alta entre os setores, impulsionado por um avanço de 7,1% na British American Tobacco, depois que a gigante do tabaco disse que está “trabalhando ativamente” para vender parte de sua participação acionária na ITC da Índia, enquanto os investidores aplaudiam um movimento no sentido de retomar as recompras de ações.

Somando-se aos ganhos do setor, a Unilever subiu 3,2%, depois que a fabricante do sabonete Dove lançou um programa de recompra de ações de 1,5 bilhão de euros e divulgou um aumento nas vendas do quarto trimestre.

A Kering subiu 4,9%, depois que o grupo francês de luxo divulgou vendas do quarto trimestre em linha com as estimativas, com  analistas observando que “não houve grandes surpresas negativas” em seus resultados.

Outros pesos pesados do setor de luxo, como LVMH, Hermes e Richemont subiram entre 1,8% e 3,3%.

“Apesar da relutância do BCE, se pudéssemos ver alguns cortes criteriosos nos juros, isso apenas ajudaria a induzir as coisas… as coisas estão difíceis, mas podemos ver a luz no fim do túnel”, disse Chris Beauchamp, analista-chefe de mercado da plataforma de comércio online IG.

Limitando os ganhos no índice de referência STOXX 600, as ações de forte peso do setor de saúde recuaram 1,9%, pressionadas por uma queda de 6,4% na AstraZeneca, depois que a farmacêutica britânica não cumpriu as estimativas de lucro trimestral.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,44%, a 7.595,48 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,25%, a 16.963,83 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,71%, a 7.665,63 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,28%, a 31.064,15 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,17%, a 9.905,40 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,12%, a 6.112,79 pontos.

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.