Siga nossas redes

Economia

Analistas elevam previsão para inflação este ano a 4,90%

Aumento nos combustíveis anunciado pela Petrobras alertou Banco Central a revisar as projeções no comportamento dos preços.

Publicado

em

por

Tempo médio de leitura: 2 minutos

A expectativa para a inflação neste ano subiu na pesquisa Focus que o Banco Central divulgou nesta segunda-feira (21), na esteira do aumento dos combustíveis anunciados pela Petrobras, mas o cenário para a política monetária permaneceu inalterado.

Os analistas consultados pelo BC passaram a ver agora uma alta de 4,90% do IPCA em 2023, 0,06 ponto percentual a mais do que no levantamento anterior, depois de a Petrobras ter anunciado reajuste grande de combustíveis na semana passada.

Diante do aumento de 16,3% nos preços médios da gasolina e de 25,8% nos do diesel vendidos a distribuidoras, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, já alertou que a autoridade monetária deve revisar suas projeções para o comportamento dos preços.

A projeção no Focus para o aumento dos preços administrados em 2023 aumentou em 0,90 ponto percentual, chegando agora a 9,93%.

O levantamento, que capta a percepção do mercado para indicadores econômicos, apontou ainda que não houve mudanças nas projeções para a inflação em 2024, 2025 e 2026 –respectivamente de 3,86%, 3,50% e 3,50%

O centro da meta oficial para a inflação em 2023 é de 3,25% e para 2024, 2025 e 2026 é de 3,00%, sempre com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

Apesar desse ajuste, o Focus segue mostrando que a taxa básica de juros Selic deve terminar este ano a 11,75% depois de o BC tê-la cortado em agosto para o nível atual de 13,25%. Para 2024 também segue a projeção de juros a 9,0%.

Para o Produto Interno Bruto (PIB), os especialistas consultados seguem estimando de crescimento de 2,29% em 2023, mas melhoraram a conta para 2024 em 0,03 ponto percentual, a 1,33%.

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.