Siga nossas redes

Finanças

58% dos brasileiros parcelam compras de automóveis, diz pesquisa

Apenas 2% dizem pagar a maioria das parcelas com atraso. 

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

A maior parte dos brasileiros (58%) utiliza algum meio de parcelamento para comprar um automóvel, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Serasa e divulgada em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (19). A principal alternativa é o financiamento (38%), seguido pelo consórcio (11%) e empréstimo com instituições financeiras (10%). 

Dentre essas pessoas que parcelam a compra de automóveis, 86% dizem pagar todas as parcelas sem atraso; 12% dizem pagar poucas parcelas com atraso; e 2% dizem pagar a maioria das parcelas com atraso. 

Entre os carros comprados pelo grupo completo de entrevistados, 59% são seminovos e os demais são zero quilômetros. Além disso, as principais motivações para a compra do automóvel são ter mais conforto no deslocamento (64%); necessidade de deslocamento eficiente (55%); e economizar tempo de deslocamento (42%).

Vida financeira de brasileiros com automóvel 

A pesquisa indica que 63% dos lares brasileiros têm os custos com automóvel entre os três maiores gastos anuais. Além disso, as despesas com carro representam, para 45% dos entrevistados, até 25% de sua renda familiar. 

Quanto aos custos inesperados em relação ao automóvel, 90% dos entrevistados disseram que já foram surpreendidos com essa circunstância. Entre as despesas emergenciais, destacam-se a necessidade de troca ou conserto de pneu (52%); consertos mecânicos (50%); e multas (38%). A questão permitia mais de uma resposta, por isso os percentuais somam mais do que 100%. 

Agora, quanto às despesas previstas, 18% brasileiros ainda não se planejaram ou não sabem como vão pagar o Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) de 2023. Aos que já se planejaram, 34% já inseriram no orçamento mensal as parcelas para pagar durante o ano; 30% economizaram durante 2022 para fazer o pagamento à vista; e 14% vão utilizar o 13º de 2022 para pagar à vista.  

“Mesmo sendo uma despesa recorrente e sempre na mesma época do ano, o valor ainda pega os motoristas de surpresa”, observa Laís Gabriel, especialista da Serasa. “Nesse cenário, o planejamento financeiro é imprescindível para conseguir estimar os gastos e, quem sabe, investir no pagamento à vista no ano seguinte”, complementa Laís.

De acordo com a pesquisa, 52% dos entrevistados pretendem vender seus carros neste ano. As razões para isso se dividem, alguns querem comprar um carro melhor (65%); outros desejam diminuir custos (11%); pensam em usar o dinheiro para investir (10%); precisam do valor da venda para outro objeto; ou acreditam que os custos de abastecimento estão muito altos (9%).

Uso dos automóveis pelos brasileiros

REUTERS/Ueslei Marcelino

Entre os brasileiros que têm carro, 58% deles afirmam que utilizam o recurso diariamente

As funções mais usuais, no geral, são passeios em fins de semana (78%); para compras e tarefas do dia a dia (77%); locomoção para o trabalho ou local de estudo (62%); para locomoção dos filhos ou outros familiares (56%); e viagens e turismo (42%). 

Além disso, 64% dos entrevistados dizem que a pandemia influenciou os seus hábitos de uso de automóvel. Mas há um equilíbrio entre os motoristas que sentem que o uso atual é maior ou menor em comparação ao período pré-pandemia, 31% acham que diminuiu; 36% acham que nem diminuiu, nem aumentou; e 33% acham que aumentou.  

Veja também:

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.