Siga nossas redes

Finanças

Ações da Hering saem da bolsa, o que aconteceu?

A mudança ocorre em meio ao processo de fusão da empresa com o Grupo Soma (SOMA3), dono das marcas de vestuário Farm e Animale.

Publicado

em

Vista de loja da Cia. Hering, em São Paulo. 01/2021. Aluísio Alves/REUTERS.

As ações da Cia. Hering (HGTX3) não são mais negociadas na B3 desde o dia 20 de setembro. A mudança ocorreu em meio ao processo de combinação da empresa com o Grupo Soma (SOMA3), dono das marcas de vestuário Farm e Animale, que tem participação de 65,6% no novo negócio, enquanto a Hering é dona de 34,4%.

A operação foi aprovada em assembleia de acionistas das duas companhias em setembro e, em julho, pela Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Com a nova estrutura, os investidores que estavam posicionados em ações da Hering até o dia 17 de setembro receberam ao todo R$ 33 por ação. A quantia foi dividida da seguinte forma: para cada papel que detém da Hering, o acionista recebeu 1,62 em ação do Grupo Soma (ao valor unitário de R$ 14,38), além de uma quantia em dinheiro de R$ 9,54 por ação.

Entenda a operação

Em abril, o Grupo Soma fechou um acordo de fusão com a Hering que foi avaliada em R$ 5,14 bilhões. Do total, R$ 3,64 bilhões foram pagos em ações do Grupo e R$ 1,5 bilhão em dinheiro.

Com o objetivo de levantar capital para adquirir a empresa, o Grupo Soma anunciou uma oferta primária de ações precificada a R$ 19,20 por papel. Na ocasião, a companhia arrecadou R$ 883,4 milhões.

Avaliação do mercado

As casas de investimentos avaliaram como positiva a combinação de negócios entre as varejistas. Em relatório sobre o anúncio da fusão entre as empresas, Danniela Eiger, analista da XP, afirmou que a Hering adiciona a categoria de roupas confortáveis​ e casuais ao portfólio do Grupo Soma, que, por sua vez, pode alavancar e revitalizar o portfólio da Hering por meio de collabs com suas marcas, principalmente a Farm.

Além disso, a fusão pode acrescentar até R$ 6,7 por ação da companhia, com premissas conservadoras, na avalição da XP. Na ocasião, a casa de investimentos reiterou recomendação de compra para as ações do Grupo Soma e preço-alvo para o fim de 2021 em R$ 22.

Dentre os pontos de atenção, a analista apontou riscos de execução, já que a Hering está passando por um processo de reestruturação há bastante tempo, e também que o modelo de franquias se torna um canal mais relevante com a aquisição – já que a Hering é uma franqueadora -, o que não é algo que o Grupo Soma domina.

Eduardo Perez, analista de investimentos da Nu invest, pondera que é necessário entenderá como o segmento varejista de comportará daqui em diante. “O retorno dessa combinação deve ser refletida no médio e longo prazo a medida que os resultados forem sendo divulgados, em especial após a recuperação da pandemia, quando os consumidores devem ter mais confiança para gastos no setor”, explica.

Veja também

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!