Siga nossas redes

Finanças

China restringe acesso ao ChatGPT e penaliza ações de tecnologia

Tencent Holding e Alibaba receberam a recomendação de reguladores que restrinjam o acesso aos serviços do ChatGPT em suas plataformas.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 1 minuto

Algumas das principais ações de tecnologia da China sofreram fortes quedas nesta quinta-feira, 23, após relatos de que o governo chinês está pedindo a empresas pioneiras na inteligência artificial que restrinjam o acesso ao popular chatbot ChatGPT.

Segundo o Nikkei Asia, que citou fontes ligadas ao assunto, a Tencent Holding e o Alibaba receberam a recomendação de reguladores que restrinjam o acesso aos serviços do ChatGPT em suas plataformas, seja diretamente ou por terceiros.

Nesse contexto, ações que haviam subido com investidores chineses interessados no impulso do mercado em torno da inteligência artificial foram penalizadas. Papéis da Beijing Haitian Ruisheng Science Technology, de dados de inteligência artificial, recuaram 8,4% em Xangai nesta quinta-feira, após mais do que triplicarem seu valor até agora neste ano. Hanwang Technology, que desenvolve softwares para reconhecimento, recuou o limite diário, de 10%.

Companhias chinesas correm para lançar alternativas domésticas ao ChatGPT, que poderia ser mais palatável para autoridades do país. A Baidu disse que lançará seu chatbot com inteligência artificial em março. Alibaba também trabalha em um concorrente, mas não deu prazo para o lançamento.

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.