Siga nossas redes

Finanças

Com cenário favorável para a Petrobras, Ibovespa fecha em alta de 1,8%

Cenário externo se divide entre soluções e conflitos em meio ao Covid-19

Publicado

em

por

InvestNews

O Ibovespa, principal índice da B3, fechou em alta de 1,8% aos 72,253 pontos nesta quinta-feira (2). A alta esteve relacionada ao avanço das discussões entre Russia e Arábia Saudita, que segundo anunciou o presidente americano Donald Trump, teriam concordado em reduzir a produção de petróleo em 15 milhões de barris por dia. As melhorias no exterior propiciaram um dia positivo para a Petrobras (PETR3), cujas ações ordinárias avançaram 8,59%.

O dólar comercial fechou em alta de 0,09%, cotado a R$ 5,266. Na máxima do dia, a moeda americana chegou a R$ 5,281.

Entre as ações mais negociadas do dia subiram: as preferenciais da Petrobras (PETR4) que avançaram 8,46%, negociadas a R$ 15,51. E as ordinárias da companhia (PETR3), com alta de 8,59%, cotadas a R$ 15,43. Os papéis do Itau Unibanco (ITUB4) também tiveram alta de 0,47%, negociados a R$ 21,50.

Ainda nas mais negociadas caíram: a Vale (VALE3) que recuou 1,36%, cotada a R$ 42,78 e as ações do Magazine Luiza (MGLU3) que caíram 4,24%, com preço de R$ 35,89.

Destaques da Bolsa

O destaque positivo do dia foi da Localiza (RENT3) que avançou 10,30%, cotada a R$ 26,14. Entre as maiores altas também estavam: a CVC (CVCB3) que subiu 9,04%, negociada a R$ 10,25. A companhia de viagens aumentou seu desempenho após anúncio do novo diretor presidente para a CVC Corp, Leonel Andrade.

O Carrefour (CRFB3) também estava entre os destaques, com alta de 8,87% e seus papéis cotados a R$ 21,47.

As maiores quedas do dia foram no setor de varejo e saúde, que tem sido afetados pelo Covid-19 nas últimas semanas. O destaque negativo foi da Via Varejo (VVAR3) que recuou 5,81%, negociada a R$ 4,38. Caíram também a Cogna (COGN3), baixa de 5,43%, cotada a R$ 3,66. E a Yduqs (YDUQ3), que perdeu 4,98%, negociada a R$ 20,62.

Luz e sombra

Enquanto a crise do Covid-19 avança há estímulos econômicos que parecem melhorar o cenário global, apesar das complicações. Nesta quinta-feira (2) a possibilidade de negociação entre Russia, Arabia Saudita, EUA e os membros da Opep sobre a produção do petróleo no mundo melhorou os ânimos no mercado. Contudo, o resultado foi ofuscado pelo aumento de pedidos de auxilio desemprego nos EUA, que extrapolou toda previsão dos economistas. Foram 6,649 milhões de pedidos na semana passada, superando os 3,7 milhões de pedidos esperados.

No Brasil, o coronavírus transcende seus impactos. Atualmente são 299 mortos e 7910 contaminados pelo Covid-19. Nas próximas semanas, o governo deve realizar mais de 100 mil testes para identificar a porcentagem da população infectada.

O governo Federal já aplica medidas para sustentar a economia em meio da crise. Entre estas o auxilio de R$ 600 para trabalhadores autônomos, a redução de jornada de trabalho e salário por até três meses em 25%, 50% e 75% (por meio de acordos individuais e coletivos). Contudo, estas estratégias amenizam, mas não devem ser suficientes para impedir o desemprego que pode afetar 3,2 milhões de trabalhadores.

Nesta quarta-feira (1), a Receita Federal também prorrogou o prazo de entrega das declarações do Imposto de Renda de Pessoa Física para 30 de junho. E suspendeu o pagamento de IOF em operações de crédito em até 90 dias. O pagamento do PIS/PASEP, Confins e Previdência Patronal também foi adiado por 2 meses.

Anúncio Patrocinado Dinheiro parado? Não mais! Invista e mudo o jogo! Dinheiro parado? Não mais! Invista e mudo o jogo!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.