Siga nossas redes

Finanças

Entre touros e ursos: por que “bull” e “bear” market?

A teoria mais conhecida sobre a origem das expressões diz que elas derivam do movimento dos animais. Mas a história pode ser bem mais complexa que isso.

Publicado

em

Crédito: Wikipedia Commons

No mercado financeiro, “bull market” é conhecido como uma tendência de alta de um mercado ou investimento, enquanto o “bear market” significa uma tendência de baixa. Aqueles que buscam o porquê dessas expressões podem concluir que elas têm origem no movimento natural do animal, já que o urso, ao atacar, move as patas de cima para baixo. Já o touro faz um movimento de baixo para cima com os chifres.

LEIA MAIS: Conheça alguns dos maiores ‘bulls’ e ‘bears’ da Bolsa brasileira

Claro que a ideia de ursos e touros brigando pela pressão de vendas do mercado financeiro soa até poética, mas há indícios de que o real significado das expressões esteja bem além disso.

A pele do urso

Segundo o dicionário norte-americano Merriam-Webster, o urso foi o primeiro a aparecer na jogada. Etimologistas ouvidos pelo dicionário afirmam que a história toda começou com o provérbio que diz que “não é sábio vender a pele do urso antes de capturá-lo”.

Ela se refere a uma prática comum já no século XVII: vender previamente produtos que estariam no estoque em uma data específica do futuro. Isso era feito com a expectativa de que os preços desses ativos cairiam em breve, situação que inclusive levava muitas vezes o vendedor original a comprar os produtos de volta no futuro, a um preço mais baixo. 

Aos poucos, a expressão passou a ser usada não somente para designar investidores que apostavam na queda de um ativo, mas também para a tendência de queda em si.

Alexander Pope. Créditos: Wikipedia Commons

Alexander Pope, um dos maiores poetas britânicos, escreveu em 1720: “Os deuses cuidarão de nossos estoques; a Europa, satisfeita, aceita o touro; e Júpiter, com alegria, vai adiar o urso”.

No começo de 1700, especuladores da bolsa de Londres que operavam baseados na queda de algum ativo passaram a ser chamados de “vendedores de pele de urso”. Em 1720, segundo o Merriam-Webster, o termo “bear market” ganhou ainda mais tração durante a “quebra dos Mares do Sul”.

Companhia dos Mares do Sul

A Companhia dos Mares do Sul foi criada em 1711 pelo lorde inglês Robert Harley, para aliviar a dívida pública britânica contraída durante a Guerra de Sucessão Espanhola.

Ao fazer comércio entre a Inglaterra e as colônias espanholas na América Latina, a companhia quebrou em 1720, quando uma forte onda de especulação em torno de seus papéis levou milhares de investidores à falência. Até hoje, especialistas consideram a “quebra dos Mares do Sul” uma das maiores bolhas financeiras da história.

O termo “bear market” já era usado antes da dissolução da companhia, mas o episódio popularizou o uso do termo.

O touro

A origem do termo “bull market” aparece de forma mais nebulosa na história. Enquanto alguns dizem que ela só apareceu a partir do poema de Alexander Pope, outros dizem que a origem do termo vem da antiga prática da “briga” ou “luta” de touros.

Vários animais eram colocados na arena contra os touros, principalmente cachorros e…ursos! Muitos dizem que foi a partir dessa rivalidade forçada que o touro surgiu como um oposto aos ursos, e assim, o termo também ganhou tração.  

Independentemente da origem, esses termos estão mais do que presentes no vocabulário dos investidores e nos ajudam a entender o cenário econômico mundial há muito tempo.

Quer saber mais sobre grandes bulls e bears da história da bolsa brasileira? Então não deixa de conferir essa lista que o Investnews preparou para vocês.

Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.