Siga nossas redes

Finanças

Ibovespa ameniza baixa após deflação do IPCA e alta da Vale; dólar cai

Índice registrou primeira deflação do ano e acumula alta de 3,16% em 12 meses.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

O Ibovespa encerrou o pregão em queda, enquanto o dólar subiu frente ao real nesta terça-feira (11), com investidores digerindo a queda do IPCA em junho frente ao mês anterior, que pode reforçar a pressão para que o Banco Central (BC) comece a cortar juros, em meio ainda a expectativas pela divulgação de dados de inflação norte-americanos desta semana. O tombo do principal indicador da bolsa brasileira foi amenizado pelas ações da Vale que subiram mais de 3%.

O Ibovespa recuou 0,33%, a 117.554 pontos. Já o dólar caiu 0,44%, negociado a R$ 4,86.

Cenário interno

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu 0,08% em junho, após alta de 0,23% no mês anterior. No acumulado de 12 meses até junho, o IPCA teve alta de 3,16% – acima da meta de inflação, fixada em 3,25% ao ano. Pesquisa da Reuters apontou que a expectativa de analistas era de queda de 0,10% em junho.

Segundo a equipe de research da XP, “as métricas de serviços seguem rodando muito acima da meta de inflação” e reforçam a “visão de que o Banco Central iniciará o ciclo de flexibilização cautelosamente com um corte de 0,25 ponto percentual em agosto, seguido de cortes de 0,50 ponto a partir de setembro, encerrando o ano em 12,0%”.

Destaques da B3

Petrobras

O papel preferencial da Petrobras (PETR4) recuou 1,34%, após notícia de que a estatal estaria buscando dados da Braskem para eventual exercício de preferência na compra de ações.

Copel

O papel da Copel (CPLE3) recuou 1,35%, após acionistas aprovarem uma reforma do estatuto social que permite a privatização da eletricidade paranaense, envolvendo-a em uma sociedade com capital disperso e sem acionista controlador.

Gol

A ação da Gol (GOLL4) caiu 5,88% após o Goldman Sachs rebaixar as recomendações de “comprar” para “neutro”.

Bolsas mundiais

Wall Street

Os principais índices de Wall Street subiram nesta terça-feira antes da divulgação de dados de inflação nos Estados Unidos nesta semana, com os investidores na expectativa de que uma desaceleração nos aumentos dos preços possa apoiar o fim do aperto monetário do Federal Reserve.

O Dow Jones subiu 0,93%, o S&P 500 avançou 0,67%, enquanto o Nasdaq Composite avançou 0,55%.

Ásia e Pacífico

As ações da China e de Hong Kong subiram nesta terça-feira, lideradas pelo setor automobilístico, com os dados de vendas de automóveis em junho permanecendo sólidos, enquanto Pequim estendeu seu suporte ao setor imobiliário, alimentando as esperanças de uma nova rodada de afrouxamento monetário.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, fechou em alta de 0,65%, enquanto o índice de Xangai subiu 0,55%. O índice Hang Seng, de Hong Kong, teve ganho de 0,97%.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,04%, a 32.203 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,97%, a 18.659 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,55%, a 3.221 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,65%, a 3.869 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 1,66%, a 2.562 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 1,48%, a 16.898 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,46%, a 3.163 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 1,50%, a 7.108 pontos.

*Com informações da Reuters e Estadão Conteúdo.

Veja também

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.