Siga nossas redes

Finanças

Ibovespa fecha em alta e retoma os 118 mil pontos, com arcabouço e exterior

Indicador da bolsa brasileira avançou em movimento endossado por Wall Street e puxado, principalmente, pelo avanço de Petrobras e Vale.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 6 minutos

O Ibovespa fechou em alta nesta quarta-feira (23), pelo segundo pregão seguido, em movimento endossado por Wall Street e puxado, principalmente, pelo avanço de Petrobras e Vale, além da reação positiva do mercado local à aprovação do arcabouço fiscal pelo Congresso como pano de fundo. O dólar, por sua vez, caiu ante o real.

No dia, Ibovespa subiu 1,70%, aos 118.135 pontos. O dólar recuou1,73%, a R$ 4,8548.

Arcabouço aprovado

A Câmara dos Deputados concluiu na véspera a votação do novo arcabouço fiscal, medida prioritária para o governo que, embora tenha conseguido vê-la aprovada, não pôde manter na proposta dispositivo que alterava o cálculo do prazo da inflação e abriria um espaço de até R$ 40 bilhões no Orçamento de 2024.

Segundo Márcio Riauba, gerente da mesa de operações da StoneX, a exclusão desse dispositivo “é positiva e é o motivo que fez o dólar cair o que nós vimos agora na abertura”.

O texto do marco fiscal, que agora segue à sanção presidencial, mantém, no entanto, alteração promovida por senadores que exclui do conjunto das despesas o Fundeb e o Fundo Constitucional do Distrito Federal.

“Com a agenda do governo no Congresso sendo destravada, a tendência na nossa visão é de que os ativos consigam se recuperar”, disse equipe da Guide Investimentos em nota nesta quarta-feira.

Cenário externo

Por outro lado, no exterior, dados de pesquisas mostraram que a atividade empresarial na Alemanha e na zona do euro caiu mais do que o esperado em agosto, levantando preocupações sobre a saúde econômica global.

“Um momento simples, com uma crise grande na Europa, a China também ali dando seus sinais de fraqueza… A moeda de porto seguro é o dólar e, com isso, o real (fica) ainda sem tantas direções claras”, disse Riauba, da StoneX.

“E os Estados Unidos (seguem) mantendo sua taxa de juros mais alta por um período prolongado… se aumentar um pouquinho mais, acaba diminuindo a diferença de juros e o dólar acaba sendo atrativo para todos os investidores”, acrescentou ele.

Juros mais altos nos Estados Unidos podem prejudicar o apelo de “carry trade” de moedas consideradas arriscadas, que é o retorno adicional que investimentos denominados nessas divisas – mais rentáveis – oferecem quando comparados a aplicações lastreadas em dólar.

Operadores aguardam agora o discurso do chefe do Federal Reserve, Jerome Powell, no final desta semana no Simpósio de Jackson Hole, em busca de pistas sobre a trajetória da política monetária.

Destaques da B3

As ações da Petrobras (PETR3 e PETR4) encerram em alta, com ganhos de 5,70% e 5,33%, respectivamente, apesar do declínio dos preços do petróleo, com os analistas do BTG Pactual e do Bank of America elevando a recomendação dos papéis da companhia para compra.

O pape da Vale (VALE3) também avançou, 0,70%, apoiado na alta dos futuros de minério de ferro, com os preços na China subindo mais de 5% em meio ao crescente otimismo em relação às perspectivas de demanda no maior produtor de aço do mundo, impulsionado em parte por medidas de apoio.

Eletrobras (ELET3 e ELET6) também teve dia positivo, com ganhos de 7,31% e 5,91%, respectivamente, tendo como pano de fundo anúncio da elétrica de que começou estudos para incorporação de sua subsidiária Furnas, conforme busca simplificar estrutura societária e governança.

Já Pão de Açúcar (PCAR3) teve dia de forte queda, de 19,39%, refletindo ajustes atrelados à cisão de parte da participação do grupo varejista alimentar colombiano Éxito por meio de uma redução de capital. Analistas esperam volatilidade para os papéis nesta sessão, mas avaliam que o “spin-off” irá destravar valor no GPA.

Bolsas mundiais

Wall Street

 As ações dos Estados Unidos terminaram em forte alta nesta quarta-feira, com um avanço das ações da Nvidia antes dos resultados trimestrais da empresa cujos chips são amplamente utilizados para computação de inteligência artificial.

As ações da Nvidia, que divulgou resultados após o fechamento, saltaram 9% e ampliaram um ganho de 3,2% durante o pregão regular.

Nesta quarta, o Dow Jones ganhou 0,54%, para 34.472,98 pontos. O S&P 500 ganhou 1,10%, a 4.436,01 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 1,59%, a 13.721,03 pontos.

Europa

As ações europeias subiram nesta quarta-feira mas fecharam abaixo dos maiores níveis do dia em meio a evidências crescentes de abrandamento da atividade econômica no continente, enquanto fortes ganhos da farmacêutica Roche impulsionaram o índice suíço para o maior patamar em uma semana.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,68%, a 7.320,53 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,15%, a 15.728,41 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,08%, a 7.246,62 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,24%, a 28.233,80 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,02%, a 9.315,60 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,08%, a 6.020,24 pontos.

Ásia e Oceania

As ações da China caíram nesta quarta-feira em meio ao aumento dos temores sobre os riscos de contágio do setor imobiliário do país, desencadeando uma liquidação por parte de investidores estrangeiros.

Um número crescente de empresas chinesas listadas e de gestores de ativos anunciaram planos para recomprar as suas próprias ações ou produtos de financiamento, na sequência de movimentos dos reguladores para revitalizar o mercado e aumentar a confiança dos investidores. No entanto, a medida não conseguiu impressionar os investidores, que aguardam estímulos maiores para resolver os problemas econômicos.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,48%, a 32.010 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,31%, a 17.845 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,34%, a 3.078 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,64%, a 3.696 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,41%, a 2.505 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,85%, a 16.576 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,45%, a 3.174 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,38%, a 7.148 pontos.

(* com informações da Reuters)

Veja também

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.