Siga nossas redes

Geral

3 fatos para hoje: governo anuncia medidas para facilitar crédito; Rio Tinto

E mais: Biden vai anunciar doação de US$ 500 milhões para Fundo Amazônia, diz Casa Branca.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 4 minutos

Nesta véspera de feriado de Tiradentes, a agenda econômica no Brasil segue esvaziada, com o mercado aguardando pelo balanço da Usiminas (USIM5).

Nos Estados Unidos, investidores aguardam pelo resultado de American Express e AT&T.

Os mercados asiáticos fecharam em baixa, na sua maioria, com investidores ainda com cautela apesar da segunda maior economia do mundo ter divulgado dados econômicos do primeiro trimestre acima das expectativas.

Veja destaques para esta quinta-feira, 20.

1 – Governo anuncia medidas para facilitar acesso a crédito e reduzir juros

O governo vai lançar nesta quinta-feira 13 medidas com o objetivo de facilitar o acesso e reduzir as taxas de juros no mercado de crédito, em um momento de aperto no Brasil da oferta.

Segundo documento divulgado pelo Ministério da Fazenda, as medidas devem resultar na ampliação do acesso a crédito de forma sustentável, reduzindo custos operacionais, inadimplência e taxas de juros do crédito final aos consumidor.

“Pretende-se, principalmente, reduzir barreiras e ineficiências existentes no mercado de crédito; proteger investidores no mercado de capitais; melhorar o funcionamento das instituições que dão suporte aos mercados bancário e de capitais; e aprimorar o processo de utilização de garantias”, disse a nota.

As medidas estão divididas em três eixos: mercado de crédito bancário, mercado de capitais e mercado de seguros.

2 – Biden vai anunciar doação de US$ 500 milhões para Fundo Amazônia, diz Casa Branca

O presidente norte-americano Joe Biden irá anunciar uma doação de 500 milhões de dólares ao Fundo Amazônia, nesta quinta-feira, durante o Fórum Virtual de Grandes Economias sobre Clima e Energia.

De acordo com documento divulgado nesta manhã pela Casa Branca, a doação será feita diante do “renovado compromisso do Brasil de acabar com o desmatamento até 2050.”

“O presidente também chamara outros líderes a apoiarem o Fundo Amazônia”, afirma o texto.

Em março, durante visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Washington, o governo Biden ofereceu uma doação de 50 milhões ao fundo. O valor acabou não sendo divulgado por ter sido considerado baixo frente a compromissos assumidos por outros países.

O valor a ser anunciado por Biden está dentro de um pacote de investimentos no combate às mudanças climáticas aprovados pelo Congresso norte-americano.

Outro anúncio a ser feito será o da Corporação Norte-americana de Desenvolvimento Financeiro, uma agência de desenvolvimento do governo, em um programa de 50 milhões de dólares com o banco BTG Pactual para tentar levantar até 1 bilhão de dólares no investimento em recuperação de terras degradadas no Brasil, Uruguai e Chile.

3 – Rio Tinto tem embarque recorde de minério de ferro no 1º tri e vê inflação com cautela

A Rio Tinto informou nesta quarta-feira que marcou um salto de mais de 15% nos embarques de minério de ferro do primeiro trimestre, superando as estimativas, uma vez que aumentou a produção em sua mina Gudai-Darri na região de Pilbara, na Austrália Ocidental.

A maior produtora de minério de ferro do mundo embarcou 82,5 milhões de toneladas do ingrediente siderúrgico das operações de Pilbara nos três meses encerrados em 31 de março, um recorde para o trimestre. Isso comparado com 71,5 milhões de toneladas um ano antes.

A mina greenfield Gudai-Darri, de 3,1 bilhões de dólares, da Rio Tinto foi inaugurada em 2022 e deve atingir sua capacidade nominal anual de 43 milhões de toneladas em 2023.

No entanto, a mineradora alertou que a inflação “persistentemente alta” nos EUA e o aperto das condições de crédito devido à potencial crise bancária pesarão sobre a atividade econômica em geral.

Logo da Rio Tinto 10/04/2023 REUTERS/Dado Ruvic/Illustration

O relatório da Rio Tinto vem em meio a uma recuperação nos preços do minério de ferro, que foram auxiliados pela suspensão da política de “Covid zero” na China, principal consumidora de metais, e pelas medidas do país para apoiar o setor imobiliário em dificuldades.

A companhia reafirmou sua previsão de embarques anuais de minério de ferro entre 320 milhões e 335 milhões de toneladas e a estimativa de custo unitário de 21 a 22,5 dólares por tonelada de minério de Pilbara.

A Rio Tinto, no entanto, cortou sua previsão de cobre extraído para uma faixa de 590 mil a 640 mil toneladas, de uma faixa de 650 mil a 710 mil toneladas, devido ao impacto de uma interrupção na correia transportadora na mina Kennecott, no Alasca, e aos desafios geotécnicos com a mina a céu aberto em Mina Escondida, no Chile.

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.