Siga nossas redes

Geral

5 fatos para hoje: Anvisa suspende Coronavac; Embraer amplia perdas

Anvisa alega que a suspensão ocorreu por causa de um “evento adverso grave”.

Publicado

em

por

InvestNews
vacina

1 – Anvisa interrompe estudos da Coronavac após “evento adverso grave”

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou, em nota, que suspendeu os estudos clínicos da vacina Coronavac, uma das que estão em estudo contra o novo coronavírus. A suspensão ocorreu por causa de um “evento adverso grave” ocorrido. A Anvisa não informou qual evento seria. Pode ser desde a internação de um voluntário até a sua morte.

FLASH: Vacina contra covid pode atrasar por embate político

De acordo com a agência, esse evento adverso ocorreu em 29 de outubro. Agora, a agência reguladora vai analisar os dados observados até o momento e julgar sobre o risco/benefício da continuidade do estudo.

“Com a interrupção do estudo, nenhum novo voluntário poderá ser vacinado. A Anvisa reitera que, segundo regulamentos nacionais e internacionais de Boas Práticas Clínicas, os dados sobre voluntários de pesquisas clínicas devem ser mantidos em sigilo, em conformidade com princípios de confidencialidade, dignidade humana e proteção dos participantes”, acrescentou a agência, em nota.

2 – Magazine Luiza tem lucro líquido de R$ 206 milhões no trimestre, queda de 12,4%

O Magazine Luiza (MGLU3) registrou lucro líquido de R$ 206 milhões no terceiro trimestre de 2020, queda de 12,4% em relação ao mesmo período de 2019. No critério ajustado, a varejista teve ganhos de R$ 216 milhões, avanço de 69,6% em relação ao apresentado um ano atrás. O ajuste desconsidera o crédito fiscal reconhecido no terceiro trimestre de 2019 e outros dados não recorrentes.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 546,1 milhões entre julho e setembro, uma alta de 9% na comparação anual. No critério ajustado, o indicador ficou em R$ 561,2 milhões, alta de 41,2%. Enquanto isso, em razão da maior penetração do e-commerce, a empresa diminuiu sua margem bruta ajustada de 30,6% para 26,2%. A queda, segundo escreve a companhia na divulgação de resultados, tem a ver com a maior participação das vendas online no total.

As vendas totais da companhia, atingiram R$ 12,3 bilhões no terceiro trimestre, alta de 81,2% em relação ao registrado um ano atrás. E o e-commerce representou 66,3% das vendas do trimestre, ante 48,3% um ano atrás.

3 – Embraer tem prejuízo líquido ao acionista de R$ 649 milhões no 3º trimestre

A fabricante brasileira de aviões Embraer (EMBR3) registrou um prejuízo líquido atribuído ao acionista controlador de R$ 649 milhões (R$ 0,88 por ação) no terceiro trimestre de 2020, uma ampliação das perdas se comparado ao resultado também negativo em R$ 314,4 milhões registrados no terceiro trimestre de 2019. De forma geral, a empresa foi novamente prejudicada pela pandemia da covid-19, assim como pelo cancelamento do negócio com a Boeing envolvendo o braço comercial do grupo brasileiro – que levou a uma queda significativa na produção de aeronaves.

O Ebitda ajustado da empresa fechou negativo em R$ 40,7 milhões contra um resultado positivo de R$ 75 milhões um ano antes. A margem Ebitda ajustada ficou negativa em 1% contra um resultado positivo de 1,6% um ano antes.

A Receita líquida teve queda de 13% no trimestre na comparação anual e ficou em R$ 4,09 bilhões, principalmente em função das quedas nas entregas da Aviação Executiva e especialmente da Aviação Comercial. “Essa queda foi parcialmente compensada pelo aumento de 106% (na comparação entre o terceiro trimestre de 2020 e terceiro trimestre de 2019) das receitas de Defesa & Segurança no trimestre, que foram impactadas no primeiro semestre do ano já que, algumas entregas foram postergadas em função das restrições de viagens impostas pela covid-19 como o fechamento de fronteiras de alguns países clientes”, explicou a fabricante.

4 – BTG Pactual tem lucro líquido de R$ 1 bilhão no 3º trimestre, estável ante 1 ano

O BTG Pactual (BPAC3) registrou lucro líquido de R$ 1,002 bilhão no intervalo de julho a setembro deste ano, estável em relação ao observado um ano antes, quando atingiu R$ 1,003 bilhão. Ante o segundo trimestre do ano o lucro cresceu 2,5%. Pelo critério ajustado, o lucro foi a R$ 1,016 bilhão, recuo de 5% na base anual, porém um aumento de 3% em comparação com o observado ente abril e junho deste ano.

“Estamos muito orgulhosos com o resultado apresentado em todas as linhas de negócio, principalmente nas franquias de cliente, com recorde de captações e chegando a mais de R$ 550 bilhões em ativos sob gestão e custódia. Além disso, em linha com nossa estratégia de manter a robustez do nosso balanço, obtivemos os melhores índices de capitalização e liquidez da indústria. Continuamos a cumprir o nosso papel de apoiar a economia com a concessão de crédito para clientes atuando em diversos setores de atividade, mantendo a alta qualidade do nosso portfólio”, afirmou, em nota enviada à imprensa, o presidente do banco, Roberto Sallouti.

5 – Linx tem lucro líquido de R$ 3 milhões no 3º trimestre, queda de 84,5% em um ano

A Linx (LINX3) registrou lucro líquido de R$ 3 milhões no terceiro trimestre de 2020, queda de 84,5% em relação ao mesmo período de 2019 e retração de 74,8% na comparação com o segundo trimestre. De acordo com a empresa, a piora reflete o impacto negativo no resultado financeiro com a redução gradual do CDI no período e aumento no custo da dívida da companhia, além de maiores custos de publicidade e implementação, efeitos das aquisições de empresas e consolidação das respectivas estruturas de custos e reversão líquida de earn-outs nos períodos.

Já o Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) totalizou R$ 44,635 milhões no terceiro trimestre, alta de 11,3% em relação a igual época do 2019. Na comparação com o segundo trimestre, porém, houve queda de 9,8%. O Ebitda ajustado atingiu R$ 57,4 milhões entre julho e setembro, acréscimo de 21,7% na comparação anual e queda de 4,7% em relação ao segundo trimestre. A receita recorrente atingiu R$ 215,5 milhões no terceiro trimestre, representando 85% da receita operacional bruta, aceleração de 18,5% em um ano e avanço de 3,7% ante o segundo trimestre.

“Destaca-se a contribuição da receita recorrente no trimestre como consequência da aceleração do processo de transformação digital dos varejistas. Adicionalmente, as evoluções são explicadas por iniciativas vinculadas ao quadro de funcionários e seus benefícios, postergação ou cancelamento de convenções e eventos e redução de despesas com viagem e hospedagem”, explicou a empresa em seu relatório trimestral.

*Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil

Proteja seu patrimônio das variações cambiais ou ganhe dinheiro com elas. Invista em Contratos de Dólar pela Easynvest!

Anúncio Patrocinado BDR BDR

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.