Siga nossas redes

Geral

5 fatos para saber hoje: retorno à poupança e novo rodízio em SP

A poupança volta à tona; presidente amplia atividades essencias; e o que a China está disposta a fazer para combater a crise.

Publicado

em

por

InvestNews
rodízio sp

1 – Poupança substitui aplicação na renda fixa

Investimento mais popular entre os brasileiros, a Poupança rende 70% da taxa Selic, que foi fixada em 3% pelo Copom na última quarta-feira (6). Isso significa que a aplicação rende atualmente 2,1% ao ano – uma das rentabilidades mais baixas na renda fixa.

Mesmo assim, milhares de brasileiros aplicaram suas economias na Poupança em abril, fazendo com que a captação líquida no mês – o volume de recursos que entrou menos o volume de recursos que saiu – fosse positiva em R$ 30,46 bilhões – a maior desde 1995.

Para efeito de comparação, durante todo o ano de 2019, a captação líquida total da Poupança foi de R$ 13,33 bilhões, segundo dados divulgados pelo Banco Central.

De acordo com a Economática, a Poupança rendeu 72,3% do CDI em março ante 30,04% para os fundos de renda fixa. Mas isso não quer dizer que quem trocou os fundos pela poupança na virada de março para abril vai se dar bem. Em 12 meses, a vantagem ainda é dos fundos.

2 – China promete novas medidas para sustentar economia atingida por coronavírus

O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) vai lançar novas medidas para sustentar a economia doméstica, que foi gravemente atingida pelo surto do novo coronavírus, e manter sua política monetária flexível, de modo a afastar riscos.

O PBoC disse no domingo (10) que, até o fim do ano, dará maior ênfase à manutenção do crescimento econômico e dos empregos e, ao mesmo tempo, a esforços para eliminação da pobreza.

Em relatório de política monetária referente ao primeiro trimestre, o BC chinês afirmou que irá manter sua política flexível e a liquidez, em níveis razoáveis. Ao contrário do que fez no documento anterior, o PBoC não se mostrou contrário a inundar a economia com excesso de crédito.

3 – Presidente vai ampliar lista de essenciais

O presidente Jair Bolsonaro disse no domingo (10) que vai ampliar o rol de atividades essenciais durante a pandemia da covid-19, ou seja, autorizadas a funcionar a despeito das medidas de distanciamento social. “Amanhã (hoje) devo botar mais algumas profissões como essenciais. Vou abrir, já que eles não querem abrir, a gente vai abrindo aí”, afirmou Bolsonaro a apoiadores, em frente ao Palácio da Alvorada.

Na quinta-feira (7), Bolsonaro decretou que as atividades industriais e a construção civil também são essenciais em meio ao avanço do novo coronavírus.

O presidente é crítico a restrições ao trabalho e comércio durante a pandemia. A medida foi adotada no mesmo dia em que Bolsonaro, acompanhado de um grupo de empresários e ministros, foi ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedir que medidas restritivas nos Estados sejam amenizadas.

4 – Avianca Holdings entra com pedido de reestruturação nos EUA

A Avianca Holdings entrou com um pedido de reestruturação (Chapter 11, do código de falência na lei americana) nos Estados Unidos, diante do impacto da crise do coronavírus para os negócios da empresa. Em comunicado, ela afirma que, apesar de uma estratégia eficaz para mudar o perfil de sua dívida em 2019 e de uma bem-sucedida execução de seu plano de negócios até meados de março, a medida foi necessária, por causa da “velocidade e da escala” da crise.

A companhia afirma que o processo supervisionado por tribunal tem como objetivo manter as operações da Avianca, preservar empregos, manter as relações com os passageiros e “promover a recuperação econômica na Colômbia e em outros mercados cruciais”. Além disso, diz que está comprometida a continuar a servir seus clientes com serviços “seguros” e “confiáveis”, conforme as restrições de viagem por causa da covid-19 sejam “gradualmente retiradas”.

A Avianca informa também no comunicado que continua a manter discussões com governos a respeito do apoio financeiro para seus negócios. A empresa diz que a reestruturação no âmbito do “Chapter 11” nos EUA é o melhor meio de proteger viagens aéreas essenciais e os serviços de transportes aéreos na Colômbia e em outros mercados pela América Latina.

5 – SP tem novo rodízio de veículos a partir de hoje

Começa a valer hoje (11) o novo rodízio de veículos da cidade de São Paulo. Após quase dois meses suspenso por causa da pandemia de covid-19, o novo rodízio será agora ainda maior: vai funcionar em toda a cidade e pelo período de 24 horas, além de restringir ainda mais a quantidade de veículos por dia.

Pelo novo rodízio, os veículos com placa de final par (0, 2, 4, 6 e 8) só poderão circular nos dias pares. Os carros com placas que terminam em número ímpar (1, 3, 5, 7 e 9) poderão circular nos outros dias. Dessa forma, os veículos estão liberados para trafegar pela cidade dia sim, dia não, inclusive nos feriados e fins de semana. A medida só não valerá no dia 31 de maio, quando ambos poderão circular.

Segundo o prefeito da cidade, Bruno Covas, a ideia do rodízio é restringir ainda mais a circulação de pessoas, principalmente quando o isolamento social na cidade tem ficado abaixo dos 50% – valor mínimo considerado satisfatório para diminuir a propagação do coronavírus.

*Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil

Que tal investir com toda a experiência e conhecimento dos melhores gestores do mercado? Escolha seus Fundos de Investimento na Easynvest!

Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.