Siga nossas redes

Geral

Ficou sabendo? Petrobras tem 47 projetos no PAC; plano de demissões da Sabesp

E mais: BIS prepara sistema para conectar moedas digitais de diferentes países, diz Campos Neto.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

Petrobras tem 47 projetos no PAC, todos constam do plano de investimento, diz CEO

A Petrobras (PETR4 e PETR3) conta com 47 projetos na carteira do novo PAC, incluindo nove poços exploratórios em novas fronteiras, como a Margem Equatorial, que ainda precisam de licenciamento, disse o CEO da companhia, Jean Paul Prates, nesta sexta-feira.

Ele observou ainda que todos os projetos incluídos no PAC já constam do plano de negócios 2023-2027 da Petrobras, anunciado anteriormente.

Entre os empreendimentos incluídos no programa federal, o executivo listou ainda sistemas de produção nas bacias de Campos, Santos e Sergipe, projetos de escoamento de gás natural e aumento de capacidade e melhorias em refinarias.

Sabesp teve adesão de cerca de 1.900 funcionários a plano de demissões

A Sabesp (SBSP3) conseguiu uma adesão de cerca de 1.900 funcionários a seu plano de demissão voluntária que tinha estimativa de obter 2 mil participações, com desligamentos ocorrendo em um horizonte de um ano e que exigiram provisionamento de R$ 530 milhões nas contas da empresa no segundo trimestre, afirmaram executivos da companhia nesta sexta-feira.

Máquina da Sabesp trabalha ao lado de bombas da hidrelétrica Jaguari durante estiagem em Bragança Paulista 12/02/2015 REUTERS/Paulo Whitaker

A empresa de saneamento básico controlada pelo governo do Estado de São Paulo divulgou na noite de véspera alta de 76% no lucro líquido do segundo trimestre, impulsionada em parte por ganhos financeiros com câmbio e tarifas maiores.

Apesar das ações de redução de calotes de clientes da gestão que assumiu a empresa no início do ano, o índice de inadimplência da empresa subiu para 4,2% no segundo trimestre ante 3,3% no primeiro trimestre.

BIS prepara sistema para conectar moedas digitais de diferentes países, diz Campos Neto

O Banco de Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês) atua para desenvolver um sistema que conecte moedas digitais de diferentes países, disse nesta sexta-feira o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

“O que a gente almeja agora é conectar pagamentos brasileiros com outros pagamentos”, disse em evento da Associação Comercial do Paraná (ACP).

“É basicamente uma solução que vai conectar as diferentes moedas digitais do mundo através de um sistema único”, acrescentou.

Na apresentação, o presidente do BC afirmou que não é mais necessário ter uma moeda única para facilitar pagamentos ou o comércio internacional, bastando haver sistemas de pagamento digitais interconectados.

(*Com informações da Reuters)

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.