Siga nossas redes

Geral

LinkedIn: veja 10 dicas para melhorar seu perfil e se destacar na plataforma

Preencher o perfil por completo, fazer um bom uso de palavras-chave e manter engajamento na rede aumentam as chances de sucesso na busca de emprego e visibilidade.

Publicado

em

Em meio a um cenário de pandemia e taxas de desemprego recordes, usar as plataformas online para buscar emprego e fazer novos contatos profissionais tem sido essencial.

Aos que estão procurando uma recolocação ou novas oportunidades, é necessário ganhar visibilidade no mercado de trabalho. E, para isso, o LinkedIn, a maior rede social profissional do mundo, tem sido uma ferramenta cada vez mais importante e buscada em tempos de crise.

Hoje, são mais de 740 milhões de usuários na plataforma, sendo mais de 47 milhões só de brasileiros. O engajamento na rede social apresentou um crescimento recorde de 48% no número de conversas no último trimestre de 2020 em comparação com o mesmo período do ano anterior. O envio de mensagem também aumentou, atingindo um crescimento de 30% ano a ano.

Em meio a esse volume de usuários e, consequentemente, possíveis concorrentes, não basta ter um simples perfil no LinkedIn. Para alcançar o objetivo desejado, se destacar, ser notado e encontrado, é preciso dominar algumas técnicas para ter bons resultados e alcançar um perfil campeão, termo usado pelo LinkedIn para qualificar os perfis que têm um bom ranking nas buscas.

LinkedIn além do currículo

 A especialista e coach em LinkedIn Luciane Borges diz que a rede social não é e não deve ser uma cópia do currículo. Trata-se de uma plataforma de networking, conhecimento, engajamento profissional, de contratações e com diferentes maneiras de alavancar oportunidades para carreira e negócios. A partir do LinkedIn, explica a especialista, é possível buscar, por exemplo, recolocação profissional, gerar influência, construir marca pessoal, conseguir promoção e carreira no exterior.

 “O LinkedIn é uma um ambiente online fundamental e recomendável para qualquer pessoa em qualquer etapa da sua carreira, buscando impacto profissional, seja para a carreira ou negócios, tanto por parte de realizações e conquistas, como de crescimento profissional. Não é só para engravatados e executivos, mas para qualquer pessoa que busca crescimento profissional e quer se tornar influente na sua área. É um portal para o crescimento de imagem e reputação ao longo Da carreira e não somente uma busca por recolocação”, destaca.

Já a especialista em LinkedIn e em Marketing Digital Carol Dostal explica que a rede social profissional é um grande banco de dados e pesquisa, que, com o passar do tempo, consegue fazer uma ligação entre tudo e todos, permitindo, cada vez mais, ajudar profissionais independentes. Para ela, um bom perfil de LinkedIn é aquele que o usuário da rede mostra a sua essência, o que se propõe a oferecer e o que tem de melhor.

O InvestNews entrevistou as especialistas, que passaram as principais dicas para quem quer melhorar e alcançar um perfil campeão na plataforma. Confira:

1 –  Adeque seu perfil

Para quem já tem um perfil criado, o usuário tem que se perguntar qual é o objetivo, o propósito, interesses de carreira atual e o que espera da rede. O perfil precisa estar de acordo com as respostas destas perguntas.

Seguindo para a parte técnica, Borges explica que são 4 os perfis no LinkedIn: iniciante, intermediário, avançado e o campeão. Segundo a especialista, o perfil campeão aumenta em 14 vezes a chance de ser localizado em um mecanismo de busca.

Para ter esse perfil, é preciso que todos os campos essenciais estejam preenchidos, assim, o algoritmo do LinkedIn fará essa consideração.  Além disso, é importante também fazer um bom uso de palavras-chave em todos estes campos.

2- Chame a atenção dos recrutadores

Apesar de ser relativo o que cada recrutador busca no LinkedIn, é importante o perfil ter um título chamativo, um resumo interessante e cativante e uma foto que venda uma imagem de credibilidade. Esses são os principais pontos que podem conquistar uma primeira atenção do recrutador, instigando a curiosidade para ler o perfil.

Como as empresas, além das experiências e conhecimentos, acabam, muitas vezes, buscando profissionais que tenham valores parecidos aos dela, é importante também o usuário conseguir trazer humanização aos textos que insere no seu perfil, e não somente números. Assim, vale explicar o que de diferente fez com seu conhecimento, fugindo do “clichê”.

3 – Deixe o perfil mais atraente, com qualidade e diferencial

É importante ter um perfil atraente para o sistema e atrativo para o mercado de trabalho. Atrativo significa ter palavras-chave que permitem a localização da expertise, talentos, experiências e interesses profissionais  do usuário.

Já para ser atraente para o mercado de trabalho, é interessante usar uma narrativa para contar história, trajetória, descrição de habilidades e, principalmente, deixar claro qual é a solução que o talento do usuário pode prover para a empresa que vai contratar.

Um perfil ganha mais qualidade também quando consegue responder às seguintes perguntas: quem é você, o que você faz e como você pode ajudar quem está vendo o seu perfil.

Mesmo sem muita experiência profissional, é possível ter um perfil interessante. Para isso, é importante colocar o maior número de palavras-chave pelos campos essenciais, descrever todas as atividades que você desempenha de forma detalhada e, além disso, usar a plataforma para construir um networking, pois ele pode acabar contribuindo para ter sucesso ao longo da carreira.

4- Faça o perfil gerar oportunidades

Não adianta somente montar o perfil e esperar o sistema fazer tudo por si só, pois não é assim que a plataforma funciona.

Para gerar destaque na rede social, são importantes três pilares: perfil, conexões e atuação. O perfil precisa estar bem montado, com foco no mercado. Além disso, é importante ter uma rede de conexão robusta, com foco no objetivo do usuário, e atuação estratégica, baseada em compartilhamento, comentário, curtida, pesquisa de conteúdo e engajamento com as pessoas da rede.

5 – Fuja dos principais erros

Os principais equívocos na plataforma são: não ter um objetivo claro com a rede, fazer do perfil uma cópia do currículo, não usar palavras-chave, se envolver em debates polêmicos, não usar todas as funcionalidades da rede, passar imagem de pessoa interesseira e não interessante, não ter em mente que é uma rede de networking, deixar de agir, interagir e se expor na plataforma.

Outro equívoco que não deve ser cometido é citar no título do perfil que está em busca de recolocação. O uso dessa frase não favorece o algoritmo, já que não é uma palavra-chave a ser buscada por recrutadores. O recomendável é sempre deixar no título a profissão que o usuário tem ou o cargo que busca para que, assim, possa ser encontrado.

6 – Reavalie os principais pontos do perfil

  • Foto: perfil com foto tem de 7 a 12 vezes mais chances de ser localizado. Nela, o usuário tem que passar a imagem que o recrutador vai encontrar em uma entrevista ou reunião de negócios. Por isso, evite fotos usando óculos de sol, boné, expressões faciais exageradas, fotos dentro de carro, abraçando pessoas e em momento de lazer.
  • Resumo: após o título, o resumo é o segundo campo mais lido de um perfil na plataforma.  Ele tem que ser construído com palavras-chave em um estilo mais narrativo, em primeira pessoa, que traga conteúdo que gere impacto, falando de propósitos, objetivos e conquistas. É importante também que ele gere empatia e engajamento, trazendo o maior número de informações para que possa ser contatado.
  • Experiência profissional: é o campo que pode mais se aproximar ao de um currículo. É importante que as informações estejam inseridas de forma sucinta, além de o usuário conseguir mostrar o talento que pode fornecer ao recrutador, o que motivou a contratação por determinada empresa, os resultados e as principais conquistas. Caso as empresas que o profissional trabalhou não sejam muito conhecidas, é válido também colocar um parágrafo explicando sobre elas.
  • Formação acadêmica: é importante inserir toda as informações possíveis que o profissional tenha.
  • Recomendações: a recomendação das competências é mais relacionada ao mecanismo de busca. Com ela, o próprio usuário determina suas qualificações e competências. Assim, ele mostra como quer ser reconhecido pelas pessoas. A outra opção de recomendação é a solicitada. Neste caso, é importante pedir para algum par profissional, colega de faculdade, ex-chefe, subordinado, cliente, pessoas que de alguma forma tiveram alguma vivência com o usuário. Essa recomendação pode ser um fato decisório para um recrutador.

7 – Tenha o perfil em um outro idioma

O perfil em outro idioma é recomendável para o usuário que fale outras línguas, que busca oportunidades no exterior ou em multinacionais dentro do Brasil.

8 – Mantenha-se ativo, atualizado e notado

Para isso, o perfil precisa estar completo. O usuário, constantemente, deve construir rede de conexões, compartilhar conteúdo, usar as ferramentas multimídias, promover engajamento e interação com as pessoas. O importante é ser ativo dentro do que se propõe a fazer, tendo um foco. Estas ações melhoram o ranqueamento do perfil pelo algoritmo.

Além disso, o uso de hashtags tem peso significativo na rede, já que o perfil do usuário pode ser visto por pessoas que seguem o termo e não só as que acompanham o profissional. Usada de forma estratégia, as hashtags ampliam a possibilidade de ter um post visualizado pela rede.

9 – Faça um networking humanizado

Além de ter foco no algoritmo, é válido também a empatia, um networking humanizado e constante com as pessoas da rede. É importante se mostrar interessante e aberto, sendo genuíno e autêntico, o que permite novas oportunidades, aprendizados, vivências e, consequentemente, indicações e negócios.

É interessante também tentar entender o que os outros estão fazendo e, a partir daí, traçar associações e sempre focar no objetivo do seu perfil, pois o sucesso no LinkedIn vai depender do que o usuário decidiu ao ingressar na rede.

10 – Reforce sua marca pessoal na rede

Um  bom perfil de LinkedIn é aquele que consegue também reforçar a imagem e a marca pessoal de qualquer profissional.

O usuário tem que conseguir se posicionar como um líder influente na sua área de atuação e ser reconhecido, independentemente do seu cargo ou função.

Investir em Ações é ainda mais fácil com taxa de corretagem ZERO! Aproveite agora

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.