Siga nossas redes

Negócios

Ação da Petrobras sobe mesmo após prejuízo de R$ 48,5 bi. Saiba por quê

Estatal se viu prejudicada pela guerra nos preços do petróleo, que derrubou as cotações para níveis historicamente baixos.

Publicado

em

Petrobras

A Petrobras (PETR4; PETR3) anunciou que teve um prejuízo líquido atribuído aos acionistas de R$ 48,523 bilhões no primeiro trimestre de 2020, em comparação a um lucro líquido de R$ 4,031 bilhões no mesmo período do ano passado. Mesmo assim, as ações preferenciais da estatal (PETR4) subiam ao redor de 2,5% por volta das 15h desta sexta-feira (15), negociadas em R$ 17,98.

MAIS: Para entender a crise do petróleo: a guerra de preços tem futuro?

Segundo a companhia, o prejuízo foi puxado pela revisão (impairment) de preços dos ativos da estatal. Foi preciso reavaliar de R$ 63 bilhões em ativos em razão dos ajustes nos preços do Brent no longo prazo, olhando o contexto global pós-coronavírus.

Além disso, o resultado final foi impactado pela maior despesa financeira da petrolífera, de R$ 21,1 bilhões. O número é bem superior aos R$ 8,4 bilhões do primeiro trimestre do ano passado. O aumento se deve ao custo do serviço da dívida, que aumentou com a alta do dólar.

Guerra de preços pesou

A estatal brasileira foi severamente penalizada nos meses de março e abril pela guerra de preços do petróleo no exterior, que derrubou a cotação do barril para níveis historicamente baixos. O agravamento da pandemia da Covid-19 também ajudou a intensificar a crise da empresa, que paralisou a produção em suas plataformas.

Com isso, a Petrobras revisou para baixo sua projeção de longo prazo para os preços do Petróleo. O barril de Brent passou de US$ 65 para R$ 50.

Em mensagem aos acionistas, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, escreveu que “as mudanças de comportamento gestadas durante a fase de distanciamento social e a continuação de estímulos governamentais à substituição dos combustíveis fosseis são outros fatores que nos levam a ter uma visão mais cautelosa sobre a evolução dos preços do petróleo ao longo dos próximos anos.

Geração de caixa animou investidores

Apesar do prejuízo bilionário, a geração de caixa da companhia animou os investidores, ajudando as ações a subirem. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da petroleira foi de R$ 37,504 bilhões no trimestre, frente os R$ 27,4 bilhões no mesmo período do ano passado, o que significa portanto alta de 36,4%. Em relação ao quarto trimestre do ano passado, o Ebitda representa alta de 2,7%.

A receita líquida somou R$ 75,469 bilhões entre janeiro e março de 2020, o que representa alta de 6,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Na comparação com o quarto trimestre, a receita líquida apresentou queda de 7,7%.

Para analistas da Levante Investimentos, embora o prejuízo bilionário possa parecer desastroso, as linhas de Ebitda e receita foram surpreendentemente positivas e devem prevalecer na interpretação dos resultados.

“A companhia mostrou certa resiliência neste “primeiro capítulo” de pandemia e provou estar colocando em prática o seu compromisso de aumentar o retorno sobre o capital investido”, escreveram em relatório nesta sexta.

Anúncio Patrocinado Dinheiro parado? Não mais! Invista e mudo o jogo! Dinheiro parado? Não mais! Invista e mudo o jogo!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.