Siga nossas redes

Claudia Kodja

Guia completo para um plano de previdência

A aposentadoria é uma preocupação de muitos, mas poucos encaram este desafio de frente.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 9 minutos

“Como vou manter meu padrão de vida e viver com dignidade no período da minha aposentadoria ou quando o mercado de trabalho limitar os acessos em função da minha idade avançada?”

Inicialmente vamos esclarecer alguns conceitos importantes. Mas primeiro de tudo: não confunda aposentadoria com previdência.

Aposentadoria Aposentadoria se refere ao período no qual um cidadão interrompe sua atividade profissional remunerada, parcial ou integralmente, tendo o sustento apoiado pela pensão social, fornecida pelo governo, e/ou por investimentos próprios, acumulados.
Previdência Previdência se refere aos produtos e estratégias financeiras, que visam acumular recursos para manter o seu padrão de vida no período da aposentadoria.  1. A previdência gerida pelo governo é chamada de Previdência Social e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é responsável pelo seu pagamento. 2. A previdência gerida por instituições financeiras privadas é chamada de Previdência Privada (ou Complementar) e a Susep (Superintendência de Seguros Privados) é o órgão da administração pública responsável pela fiscalização.

A possibilidade de contar apenas com a renda da Previdência Social, aquele direito adquirido por aqueles que contribuem com um seguro público, oferecido pelo INSS – Instituto Nacional de Previdência Social – poderá limitar, significativamente, o seu padrão de vida, ao longo da sua aposentadoria. 

Valor médio das aposentadorias pagas pelo INSS (em R$)

MÉDIA GERALR$ 1.792,42
MÉDIA POR IDADER$ 1.507,83
MÉDIA POR INVALIDEZR$ 1.547,19
MÉDIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃOR$ 2.881,62
TETO MÁXIMO DO INSS EM 2024R$ 7.786,02
Benefícios Concedidos pela Previdência Social – Boletim Estatístico 2023
*Valor máximo que pode ser pago por um benefício previdenciário


O desenvolvimento de um plano de investimento voluntário, destinado a custear o consumo e bem-estar na aposentadoria, é o que chamamos de Previdência Privada. Investir em um Plano de Previdência Privada implica em poupar recursos financeiros e investir, especificamente, com o objetivo de garantir acesso um fluxo de caixa constante, após o início da sua aposentadoria. 

O objetivo de ter um  plano de previdência privada é garantir a estabilidade financeira no período da aposentadoria, sem correr o risco de depender de terceiros.

Muitas pessoas têm dúvidas sobre como desenvolver uma previdência privada, mas você está prestes a desvendar todas as alternativas e mistérios por trás dessa modalidade de investimento.

Descubra agora mesmo, como funciona uma Previdência Privada!

Como construir um plano?

Conceitualmente,  a construção de um plano de aposentadoria envolve algumas considerações:  

Primeiro Passo: Análise da sua situação financeira atual e o quanto pode destinar ao seu Plano de Previdência.

Segundo Passo: Estimativa da renda necessária para se sustentar financeira no período da aposentadoria. Para realizar esta estimativa, você deverá considerar a inflação, o estilo de vida que gostaria de ter neste período e a manutenção do seu plano de saúde.

Terceiro Passo: Determine o ponto de partida do seu Plano de Previdência, ou seja, com que idade irá começar os investimentos destinados à sua aposentadoria.

Quarto Passo: Quanto tempo você tem para investir em seu Plano de Previdência, ou seja, se você começa a investir no seu Plano de Previdência com 30 anos e pretende se aposentar aos 60 anos, você terá 30 anos para investir para sua aposentadoria.

Quinto Passo: Estime seu período de usufruto da aposentadoria ou o prazo da sua aposentadoria, por exemplo, se você pretende se aposentar ao 60 e a longevidade média do brasileiro, considerando gênero e classe social, é de 84 anos, seu período de usufruto é de 24 anos.

Sexta Passo: Caso esteja já tenha investimentos acumulados, considere se parte deste valor poderia reservado para o seu Plano de Previdência.

Do ponto de vista prático, esqueça os conceitos, simplesmente comece a investir para sua aposentadoria. 

Separe, periodicamente e rigorosamente, um percentual dos seus ganhos e destine a uma categoria de investimento adequada ao seu perfil e destinado ao usufruto na sua aposentadoria. 

Com o tempo e a capitalização, os seus investimentos para aposentadoria vão tomando corpo, as estimativas se tornarão mais aceitáveis, seus objetivos acessíveis, renunciar a parte da sua renda para aposentadoria será menos doloroso.

Na prática, comece a investir para a sua aposentadoria hoje e com o tempo, calcular o seu déficit previdenciário e elaborar um Plano de Previdência fará mais sentido.

Como investir?

“Ah, sim! Você vai falar sobre esses fundos de previdência vendidos por bancos, seguradoras e corretoras.”

Não! Por favor, não confunda plano de previdência privada, com fundos de previdência privada.

Não delegue a sua segurança financeiro na aposentadoria, ao governo ou a uma instituição financeira, eles não têm disposição, interesse e os escrúpulos necessários, para atender aos seus objetivos financeiros. 

Como falei no tópico anterior, seu Plano de Previdência Privada é algo projetado e controlado por você, que atenda aos seus interesses. Com alguma informação, todos podem desenvolver uma estratégia de investimento adequada e diversificada, para o seu Plano de Previdência Privado.

Maliciosamente, Fundos de Previdência são chamados de Planos de Previdência. São vendidos como uma forma de abater a renda tributável anual, evitar o imposto cobrado semestralmente da maioria dos fundos de investimento e até como um instrumento de flexibilizar a sucessão patrimonial, em caso de morte do titular, menos como uma forma segura de renda na aposentadoria.

Se você perguntar aos investidores de Fundos de Previdência, quando poderá usufruir da renda, de quanto será essa renda e por quanto tempo, poucos saberão responder.

A simples compra de um Fundo de Previdência no sistema bancário, não irá garantir a sua aposentadoria, mas sim, a escolha de uma estratégia diversificada de investimentos, que considere o seu perfil e seus objetivos.

Quais as estratégias de investimento?

Não existe uma Aposentadoria igual para todos e, como tal, não existe um Plano de Previdência, que sirva para todos. Mas a maioria dos investidores deve construir seu Plano de Previdência, a partir de algumas considerações. 

  • Potencial de Valorização:é importante que a rentabilidade líquida, (deduzido os custos), da sua carteira de investimentos para aposentadoria supere a inflação. A inflação é um elemento vital no planejamento da sua aposentadoria. Se você não conseguir acompanhar o aumento dos custos, poderá comprometer seu padrão de vida significativamente, ao longo do tempo.
  • Renda Garantida:incluir fontes de renda garantida e um fluxo de caixa constate em seu Plano de Previdência ajudará a cobrir despesas essenciais, garantindo a subsistência e a liberdade de aproveitar mais a vida.
  • Acesso e Controle: qual nível de acesso (liquidez) e controle você terá sobre seus investimentos, no período da aposentadoria? Para alguns, mais experientes, instruídos e disciplinados o acesso e controle sobre seus investimentos no período da aposentadoria é preferível, para os menos organizados financeiramente, ter acesso a montantes regulares e suficientes na aposentadoria, pode ser mais seguro.

Um Plano de Previdência Privada pode incluir diversas estratégias de investimentos, separei 4 das mais disponíveis e seguras.

Viver de Juros e Dividendos: o objetivo é acumular recursos financeiros suficientes, de forma que os rendimentos e/ou dividendos gerados pelo montante deste capital, atenda a necessidade de renda no período da aposentadoria. A estratégia de investimento neste caso poderia reunir títulos privados com cupons semestrais, tesouro com juros semestrais, ações que pagam dividendos. Atenção: esta estratégia exige uma gestão ativa, atenção a necessidade de reinvestimento dos títulos vencidos, exposição ao risco de variação dos juros e/ou do mercado de ações.

Saques da Carteira de Investimentos: a plano considera saques programados de seus rendimentos e do principal dos investimentos. Atenção: esta estratégia exige uma gestão ativa e controle para que o excesso de saques, não comprometa demasiadamente o saldo – pesquise os métodos tradicionais de saque dos recursos investidos para aposentadoria.

Renda Garantida: este plano considera a aquisição de produtos financeiros que garantem um fluxo de renda constante no futuro, como Fundos de Previdência e títulos do Tesouro Direto Renda+. Atenção: ao aderir a esta estratégia, você renuncia ao controle sobre seus investimentos para aposentadoria em troca de uma renda programada; a grande maioria dos produtos financeiros brasileiros oferecem renda garantida por tempo determinado e não renda vitalícia; o mercado de fundos de previdência brasileiro possui custos elevados e uma rentabilidade média histórica inconsistente.

Renda Imobiliária: este plano considera o investimento em ativos imobilizados para futura obtenção de renda, através da sua locação. A aquisição de imóveis conta com a valorização do principal investido, no longo prazo e a possibilidade de um fluxo de renda, através do pagamento de aluguel.

Atenção: a aquisição de imóveis depende de um investimento inicial alto e/ou de financiamento imobiliário, investimentos imobiliários tem liquidez inferior o que pode dificultar a sua conversão em dinheiro no caso de uma necessidade, imóveis sofrem depreciação e carecem de manutenção periódica, o valor e a renda imobiliária variam conforme as condições do mercado.

Você deseja um plano de previdência personalizado, que considere seu estilo de vida e a manutenção de uma renda estável na aposentadoria?  Entre em contato com a Kodja Consultoria de Investimentos e saiba como podemos ajudá-lo. 

As informações desta coluna são de inteira responsabilidade do autor e não do InvestNews e das instituições com as quais ele possui ligação. 

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.