Siga nossas redes

Criptonews

Após bloqueio de saques, BlueBenx diz que sofreu golpe e faz demissões

Fintech diz que abrirá mão de sua sede e de ativos físicos para ressarcir os cerca de 2,5 mil clientes afetados.

Após clientes terem sido impedidos de sacar criptoativos, a plataforma de criptomoedas BlueBenx informou ter sido alvo de um golpe e disse que prepara uma reestruturação. A empresa demitiu funcionários e afirma ter se desfeito de ativos físicos, como sua própria sede, para ressarcir os clientes que ficaram sem recursos.

A BlueBenx estima que cerca de 2,5 mil dos 25 mil clientes da plataforma tenham sido afetados pelo golpe. Segundo a companhia, o plano de recuperação prevê que esses clientes poderão resgatar suas aplicações a partir de 2023.

BlueBenx
BlueBenx. (Crédito: Divulgação)

Em comunicado, a empresa declarou que golpistas se passaram por representantes de uma exchange (corretora de criptomoedas) ao negociar a listagem do seu próprio token, o Benx. “Os supostos representantes exigiram um pagamento de US$ 200 mil, além do envio de 25 milhões de unidades do token Benx, como requisito para listar o ativo na empresa de comércio e negociação de criptoativos”, disse a fintech.

Segundo a BueBenx, após o pagamento e envio dos tokens, o falso representante captou os valores e fez milhares de retiradas nos pools onde a empresa mantinha seu token listado na DeFi. Como consequência, os ativos investidos no BlueBenx Finance, incluindo fundos de reserva em USDT, ficaram sem liquidez.

Demissões e ativos físicos

Em comunicado, a plataforma informou que, por segurança, demitiu parte dos colaboradores e fornecedores com acesso privilegiado, como forma de limitar o acesso às contas. “Essa decisão ocorreu para que o Comitê de Gestão de Crise pudesse efetuar diligências de investigação de processos internos e externos sem quaisquer conflitos de interesse”, disse a companhia.

Além disso, a fintech esclareceu também que abriu mão de sua sede e ativos físicos para poder cumprir com suas obrigações legais e contratuais com os clientes.

“Desde esse momento, o plano passou a ser o de dar garantia, segurança e confiabilidade sobre os montantes investidos pelos investidores e tokenizar todos os bens disponíveis, incluindo saldos remanescentes e valores que serão recebidos por meio da negociação dos ativos da empresa, como softwares, equipamentos e demais bens”, informou em comunicado à imprensa.

A BlueBenx acrescentou que, assim que os valores forem levantados, a empresa irá utilizá-los para cumprir com as obrigações com clientes e o mercado.

Veja também:

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.