Siga nossas redes

Economia

Autonomia do BC sinaliza progresso na agenda de reformas, diz Moody’s

A agência de classificação de risco avalia também que a medida melhora a credibilidade da política monetária.

Publicado

em

por

Reuters
Sede do Banco Central, em Brasília 29/10/2019 REUTERS/Adriano Machado

A aprovação pelo Congresso do projeto que confere autonomia formal ao Banco Central indica melhora da credibilidade da política monetária dos últimos anos e sinaliza progresso na agenda de reformas estruturais do governo, disse nesta quinta-feira (11) Samar Maziad, vice-presidente da agência de classificação de risco Moody’s.

Leia também: Veja a lista de países que possuem BCs autônomos ou independentes

Simbolicamente pinçada como a primeira medida a ser votada sob a gestão do novo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), a proposta – que visa garantir à instituição financeira que execute suas tarefas sem risco de interferência político-partidária – segue à sanção presidencial.

Nenhuma das tentativas de alterar o texto obteve votos suficientes e, por isso, ele teve sua tramitação concluída no Congresso Nacional.

“Nossa perspectiva é a de que avançar com reformas fiscais para assegurar o cumprimento do teto de gastos continua sendo fundamental para a manutenção do perfil de crédito do Brasil”, acrescentou Maziad, que também é analista sênior para o rating soberano do Brasil.

A Moody’s atribui rating “Ba2” para o crédito soberano do Brasil, abaixo do chamado grau de investimento, com perspectiva estável.

Ganhe dinheiro com hospitais, shoppings e outros empreendimentos, tudo com taxa ZERO de corretagem! Invista em Fundos de Investimento Imobiliários

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!