Siga nossas redes

Economia

Copom eleva taxa Selic para 10,75% ao ano

É o maior patamar desde janeiro de 2017; BC indicou redução do ritmo de alta.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

bc IBC-BR
Sede do BC em Brasília 25/08/2021. REUTERS/Amanda Perobelli

O Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou nesta quarta-feira (2) que decidiu elevar a Selic, a taxa básica de juros, para 10,75% ao ano, em uma alta de 1,5 ponto percentual. Foi o 8º avanço seguido, levando a taxa ao maior patamar desde janeiro de 2017. Na decisão, que foi unânime, o grupo indicou que deve reduzir o ritmo de elevação na próxima reunião.

Mais: Veja ações que pagam dividendos acima da Selic de 10,75%

O Banco Central tem endurecido o ritmo de aperto da Selic em meio à alta da inflação. Em janeiro, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficialsubiu 0,58%, sobre alta de 0,78% no mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado veio acima das expectativas do mercado.

Selic em 10,75% ao ano
Selic em 10,75% ao ano

Em seu comunicado, o Copom informou que antevê como mais adequada, neste momento, a redução do ritmo de ajuste da taxa básica de juros.

“Essa sinalização reflete o estágio do ciclo de aperto, cujos efeitos cumulativos se manifestarão ao longo do horizonte relevante. O Copom enfatiza que os passos futuros da política monetária poderão ser ajustados para assegurar a convergência da inflação para suas metas, e dependerão da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação para o horizonte relevante da política monetária”, diz o comunicado.

O último relatório do Boletim Focus, do Banco Central, apontou que as expectativas para a alta do IPCA subiram para 5,38% em 2022.

Entenda a Selic

A taxa Selic é a média de juros que o governo brasileiro paga por empréstimos tomados dos bancos. A partir dela é que são definidas as taxas de crédito a outras instituições e aos consumidores. Então, quando a Selic sobe, a tendência é que os juros para clientes dos bancos, por exemplo, subam também, e vice-versa. 

Uma das principais funções da Selic é controlar a inflação. A ideia é que, subindo os juros, as pessoas consumam menos, já que o crédito fica mais caro. Então, pela lei da oferta e da demanda, uma redução do consumo levaria por efeito a uma queda dos preços. 

Veja também

Ganhe dinheiro com hospitais, shoppings e outros empreendimentos, tudo com taxa ZERO de corretagem! Invista em Fundos de Investimento Imobiliários

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Novidade Carteita TOP FII Junho

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu