Siga nossas redes

Economia

Emprego: onde estão as vagas de trabalho criadas na quarentena

Enquanto alguns setores discutem saídas para encontrar profissionais; veja os setores que mais estão contratando.

Publicado

em

vagas emprego

Enquanto alguns setores discutem saídas para evitar demissões em massa, outros se desdobram para preencher vagas de trabalho às pressas, diante da nova dinâmica da economia deflagrada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

CARREIRA: 5 dicas para ser mais produtivo na quarentena

Um levantamento enviado ao InvestNews pela empresa de recrutamento Catho mostra os cargos que tiveram a maior abertura de vagas durante o mês de março.

O estudo compara o mês passado com março de 2019 e revela que cargos da área da saúde, supermercadista, farmácia e logística foram os que mais demandaram novos profissionais desde o início do isolamento social. Devido à urgência de saúde na pandemia, funções como enfermeiro de UTI obtiveram um aumento de 718% nas vagas.

Segundo a Catho, profissões relacionadas à área da saúde chegaram a abrir mais de 3,7 mil vagas em uma única semana no mês de março, enquanto a área de supermercados ofereceu mais de 6 mil oportunidades.

 A fundadora da Cia de Talentos, Sofia Esteves, destaca que além das áreas de saúde e varejo de alimentos e logística, outras áreas também estão demandando mais profissionais durante a pandemia:

  • Finanças (controladoria e planejamento financeiro)
  • Desenvolvimento de novos produtos e serviços
  • Gestão de Pessoas com perfil mais estratégico que operacional
  • Área comercial com foco em e-commerce e tecnologia 
  • Programação e design de aplicativos 

Fernando Mantovani, diretor-executivo da Robert Half, afirma que os setores estão repaginando muitos processos e seus modelos de negócios, mas avalia que muita coisa será melhor após o período da baixa. Ele prevê que o segmento de seguros deve ganhar espaço numa próxima e breve etapa.

“Vemos impacto negativo nos setores associados ao varejo de bens semiduráveis e duráveis, na cadeia automotiva e linha branca. O impacto positivo está na indústria farmacêutica, no serviço de delivery e logística – com maiores reflexos nos alimentícios-, além das áreas de recursos humanos, tecnologia, financeira e toda a cadeia de saúde”, diz Mantovani.

E as demissões?

A especialista em carreira e recolocação profissional Tais Targa observa que além de uma onda de demissões em massa por causa da paralisação da economia, as empresas estão demitindo para substituir profissionais mais alinhados com o momento desafiador. “Não são vagas extintas. As empresas querem profissionais com mais competitividade e conhecimento em tecnologia para lidar com a nova situação”, explica.

Mantovani, da Robert Half, afirma que, no início, muitas empresas optaram por congelar as vagas para avaliar o cenário, mas houve nas últimas semanas uma retomada das contratações. Ele conta que houve uma pequena queda nas contratações, mas as áreas que estão sendo estimuladas pela crise ampliaram seus quadros de colaboradores.

“Vemos um aumento de contratações por projetos temporários. Apesar do cenário desafiador, mesmo em setores impactados pela crise, como o automotivo, temos trabalhado em contrações para posições estratégicas”, diz Mantovani.

Segundo Taís, a crise desencadeou uma busca por trabalhadores capaz de fazer “mais com menos”, o que significa produzir melhor, mas em condições remotas e com um salário menor. “Isso é bom para quem está desempregado, mas ruim para quem perde seu trabalho”.

A especialista em carreira acrescenta que as vagas estão sendo preenchidas com mais facilidade, porque os profissionais estão mais disponíveis com o isolamento, enquanto antes muitos estavam em viagens ou de férias. 

Adaptação o isolamento

Segundo Sofia, da Cia de Talentos, os processos de contratação estão acontecendo no ambiente virtual, com a ajuda de ferramentas de inteligência artificial, neurociência e entrevistas pela internet. “É a hora de os profissionais aproveitarem para se capacitar e turbinar seus conhecimentos com trabalho remoto, liderança remota, gestão do tempo e cursos na área de atuação”, diz. 

Sofia acrescenta que, em tempos de isolamento social, é importante buscar capacitação corporativa e contínuo aprendizado. “A pandemia exigiu uma adaptação rápida de trabalhadores e empresas, principalmente ao home office. Com a crise, a mudança foi brusca e desafia empresas, líderes e funcionários a entenderem como trabalhar com pessoas e cenários diversos”. 

Veja abaixo as empresas que abriram vagas durante a quarentena:

Carrefour Brasil

Após afastarem funcionários de grupos de risco e com suspeita de terem contraído o coronavírus, o Carrefour Brasil abriu 4 mil vagas temporárias e planeja contratar mais 1 mil nos próximos dias. O grupo tem hoje cerca de 86 mil funcionários no país.

Assaí

O Assaí Atacadista, pertencente ao GPA, abriu novas vagas de emprego. Há oportunidades para as funções de chefe de Seção; consultor de marketing; técnico de segurança do Trabalho; nutricionista e operador de loja. Os interessados devem cadastrar os currículos. pela internet.

Via Varejo

A Via Varejo está com dezenas de vagas para contratação imediata de profissionais para a área de Tecnologia da Informação (TI). O foco está na admissão de desenvolvedores de softwares (front end e back end), analistas de dados e outras funções. As vagas estão disponíveis no LinkedIn e no site da empresa. Em São Caetano do Sul (SP), foram abertas 100 vagas.

Itaú Unibanco

O Itaú Unibanco abriu processo online para preencher 200 posições abertas na área de tecnologia, para vagas como analistas de qualidade e testes, engenheiros de software e arquitetos de soluções.

Pepsico

A PepsiCo informou que possui cerca de 100 vagas em aberto a serem preenchidas. Os interessados podem se candidatar pela internet, por meio da página no LinkedIn.

Grupo Pão de Açúcar

O GPA já concluiu o processo seletivo para a contratação de mais de 5 mil profissionais temporários durante o período de quarentena. Segundo a assessoria de imprensa, não há mais vagas em aberto no momento.


Ganhe dinheiro sem sair de casa. Invista pela Easynvest!

Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.