Siga nossas redes

Economia

Fed anuncia redução de compras de títulos a partir de novembro

O corte será de US$ 15 bilhões nas compras de US$ 120 bilhões por mês em Treasuries e títulos lastreados em hipotecas.

Publicado

em

fed alta de juros inflação dos eua
Reuters

Federal Reserve informou nesta quarta-feira (03) que começará a reduzir suas compras mensais de títulos em novembro e tem planos de encerrá-las em 2022, mas manteve a opinião de que a inflação alta será “transitória” e provavelmente não exigirá um aumento rápido dos juros.

No entanto, o banco central norte-americano apontou dificuldades globais de oferta como mais um risco à inflação, afirmando que esses fatores “devem ser transitórios”, mas que precisarão diminuir para garantir a esperada desaceleração da inflação.

“À luz do novo progresso substancial que a economia fez”, o Fed disse que começará a reduzir suas compras de títulos, como esperado, marcando a mudança formal ante as políticas adotadas em março de 2020 para combater a crise econômica e as demissões causadas pela pandemia de covid-19.

No entanto, mesmo ao anunciar um corte mensal de US$ 15 bilhões em suas compras de US$ 120 bilhões por mês em Treasuries e títulos lastreados em hipotecas, o Fed fez pouco para sinalizar quando começará a próxima fase de “normalização” da política monetária ao elevar os juros.

“A atividade econômica e o emprego continuam a se fortalecer”, disse o Comitê Federal de Mercado Aberto ao final de reunião de dois dias, mas não alterou sua intenção de deixar a taxa básica de juros perto de zero até que a inflação atinja 2% e esteja “a caminho de superar moderadamente 2% por algum tempo”.

No geral, o Fed disse ainda acreditar que a inflação alta recente vai desacelerar, mas a pequena mudança na linguagem indica que as autoridades do Fed acreditam que o processo vai levar mais tempo.

A inflação medida pelo PCE, índice preferido do Fed, está o dobro da meta desde maio, mas as autoridades estão relutantes em mudar seu cenário para a política monetária até que esteja claro que o ritmo de aumentos de preços não irá enfraquecer sozinho.

Taxa de juros

O Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) decidiu manter a taxa dos Fed funds na faixa entre 0% e 0,25% ao ano, em decisão unânime.

O Fed também decidiu manter a taxa de juros sobre excesso de reservas (IOER, na sigla em inglês) em 0,15% e a taxa de desconto em 0,25%.

(*Com informações de Reuters e Estadão Conteúdo)

Leia também

Ganhe dinheiro com hospitais, shoppings e outros empreendimentos, tudo com taxa ZERO de corretagem! Invista em Fundos de Investimento Imobiliários

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!