Siga nossas redes

Finanças

Ação da Tesla dispara com gestores de fundo avaliando entrada no S&P 500

Em 2020, a companhia acumula alta superior a 400% e é considerada a montadora de veículos mais valiosa do mundo

Publicado

em

por

Reuters
Foto: REUTERS/Arnd Wiegmann

Ame-a ou a odeie, um amplo universo de gestores de portfólio vai em breve se posicionar em ações da montadora norte-americana de veículos elétricos Tesla, que disparou cerca de 10% nesta terça-feira (17) após anúncio de que o papel vai ingressar no índice S&P 500.

O valor de mercado da Tesla subiu mais de 40 bilhões de dólares em meio à antecipação de investidores de que a inclusão do papel no índice acionário mais acompanhado de Wall Street em dezembro vai forçar fundos passivos a comprarem mais de 50 bilhões de dólares em ações da empresa.

A adição da Tesla no S&P 500 também vai forçar gestores de fundos ativos que tentam superar a performance do S&P 500 a olharem mais atentamente para uma companhia que muitos até agora vinham evitando.

“Tesla é uma ação pouco detida por fundos ativos se você comparar com uma ação como Apple “, disse King Lip, estrategista-chefe de investimento da Baker Avenue Asset Management, em São Francisco, que possui ações da Tesla.

Muitos gestores evitaram as ações da Tesla até agora, segundo Lip, porque a baixa lucratividade e dívida elevada da empresa a excluem de listas de gestores de investimentos que avaliam novas oportunidades.

Acumulando alta de mais de 400% em 2020, a Tesla é a montadora de veículos mais valiosa do mundo atualmente, apesar de sua produção ser uma fração do montado por rivais como Toyota, Volkswagen e General Motors.

Muitos investidores avaliam que as ações da Tesla estão em uma bolha e alguns alertaram contra a inclusão do papel no S&P 500 nos níveis atuais.

Com a Tesla no S&P 500, fundos com administração ativa que evitavam as ações da empresa vão se arriscar a ficar para trás da valorização do índice se o rali do papel continuar. E eles vão estar adiante se continuarem evitando os papéis e a performance do papel for revertida.

“Muitos gestores ativos seguem o S&P 500 como sombra, então isso torna difícil para eles ignorarem a Tesla”, disse Quincy Krosby, estrategista-chefe de mercado na Prudential Financial.

Krosby comparou a inclusão da Tesla no S&P 500 à adição gradual de papéis da China aos índices MSCI nos últimos anos, que levou investidores globais que os acompanham a despejarem centenas de bilhões de dólares nos mercados acionários do país.

Diversifique a sua carteira e deixe que um gestor especializado cuida pra você! Invista em Fundos de Investimento!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!