Siga nossas redes

Finanças

Ações de bancos globais tombam após crise com fundo hedge americano

Problemas sofridos pelo Archegos Capital Management teria levado a perdas dos papéis de grupos de mídia.

Publicado

em

por

Reuters
Credit Suisse/Reuters
Agência do Credit Suisse em Berna, Suíça 28/10/2020 REUTERS/Arnd Wiegmann

As ações de Credit Suisse e Nomura Holdings sofreram tombos nesta segunda-feira (29), após os grupos bancários alertarem sobre possíveis grandes perdas causadas por um cliente dos EUA, provavelmente ligadas a problemas sofridos pelo Archegos Capital Management.

Nenhum dos bancos identificou o cliente, mas a revelação veio após papéis dos grupos de mídia americanos ViacomCBS e Discovery e do grupo de entretenimento chinês IQIYI amargarem perdas acentuadas na sexta-feira (26), em reação a vendas de US$ 35 bilhões em blocos de ações pelo Archegos Capital Management, deflagradas por uma chamada de margem pelo Goldman Sachs, segundo o The Wall Street Journal.

Morgan Stanley e outros bancos de investimento também teriam saído de posições ligadas ao fundo na sexta-feira.

Por volta das 8h (de Brasília), a ação do Credit Suisse tinha queda de mais de 13% na Bolsa de Zurique, após o banco suíço dizer em comunicado que um fundo de hedge dos EUA falhou no pagamento de chamadas de margem feitas na semana passada pela instituição e outros bancos.

O papel da Nomura sofreu impacto ainda maior, fechando em baixa de mais de 16% na Bolsa de Tóquio, após dizer que tem cerca de US$ 2 bilhões a recuperar de um cliente dos EUA.

Nesta manhã, os alertas do Credit e da Nomura pressionam as ações de grandes bancos europeus, assim como os papéis de bancos dos EUA negociados no pré-mercado de Nova York. 

Investir é mais fácil do que você imagina. Aqui tem o investimento ideal para o seu perfil. Vem pro Nu invest!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!