Siga nossas redes

Finanças

Bolsa fecha em baixa e dólar cai, de olho no cenário externo

No noticiário político, o mercado monitora o andamento da CPI da Covid.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 5 minutos

B3 ibovespa e dólar

O Ibovespa, principal índice da B3, fechou em baixa nesta quinta-feira (29), enquanto o dólar mudou de rumo e fechou em queda em relação ao real, com o mercado ainda de olho na política monetária dos Estados Unidos. O dia é marcado por alta dos retornos dos Treasuries (títulos de dívida norte-americanos) com as perspectivas de juros baixos, além do otimismo sobre a retomada dos EUA e Europa.

O Ibovespa caiu 0,82%, aos 120.066 pontos. O dólar perdeu 0,41%, comercializado a R$ 5,337. Veja mais cotações.

No radar dos investidores também ficava a notícia de que o Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA cresceu a uma taxa anualizada de 6,4% no trimestre passado, o segundo ritmo mais forte desde o terceiro trimestre de 2003.

As evidências de retomada econômica vêm um dia após o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, propor um novo plano de gastos de US$ 1,8 trilhão durante discurso ao Congresso do país. Juntas, todas as suas propostas para ajuda às famílias e investimento em infraestrutura totalizam cerca de US$ 4 trilhões.

No noticiário político, o mercado monitora o andamento da CPI da Covid. A comissão convocou para depoimento o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e os ex-titulares da pasta Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello, além do presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres.

Ainda entre os destaques de Brasília dos últimos dias estão as mudanças de cargo no Ministério da Economia e determinações do Supremo Tribunal Federal (STF) para que o governo Jair Bolsonaro adote providências para a realização do censo de 2021, que havia sido cancelado devido a cortes orçamentários.

Destaques da bolsa

LOJAS AMERICANAS (LAME4) caiu 5,17%, enquanto B2W (BTOW3) subiu 7,69%. Os conselhos das duas empresas aprovaram na véspera a proposta de fusão, o que abre caminho para uma listagem nos Estados Unidos.

GOL (GOLL4) caiu 1,24%, após reportar prejuízo de R$ 2,5 bilhões, ante perda de R$ 900 milhões no último trimestre de 2020.

EMBRAER (EMBR3) perdeu 4,31%. A empresa teve prejuízo líquido de US$ 90 milhões no primeiro trimestre, ante perda líquida de US$ 300 milhões um ano antes

CSN (CSNA3) perdeu 2,2%. A empresa teve lucro líquido de cerca de R$ 5,7 bilhões no primeiro trimestre, revertendo desempenho negativo de R$ 1,3 bilhão apurado um ano antes. Em relatório, o BTG Pactual classificou os resultados como sólidos e reiterou sua recomendação de compra para a ação.

A operadora de shoppings centers MULTIPLAN (MULT3) caiu 2,17% após informar que teve lucro líquido de R$ 46,3 milhões de janeiro ao fim de março, queda de quase 74% ano a ano.

CAIXA SEGURIDADE (CXSE3) subiu 3,9%, na estreia do braço de seguros e previdência da Caixa Econômica Federal no pregão, após sua oferta inicial de ações (IPO) que movimentou cerca de R$ 5 bilhões.

Bolsas globais

Os índices S&P 500 e Nasdaq atingiram máximas recordes nesta quinta-feira, ajudados por um rali nas ações de tecnologia após resultados fortes de Apple e Facebook, enquanto dados econômicos positivos sustentavam apostas de recuperação econômica mais rápida.

Às 11:30 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,1%, a 33.855 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,459459%, a 4.202 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,1%, a 14.065 pontos.

As ações europeias fecharam em queda nesta quinta-feira, com um aumento nos rendimentos dos títulos da zona do euro levando a realização de lucros em patamares quase recordes, enquanto as ações dos bancos atingiram máximas em 14 meses após resultados trimestrais fortes.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,03%, a 6.961,48 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,90%, a 15.154,20 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,07%, a 6.302,57 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,74%, a 24.278,20 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,27%, a 8.823,20 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,31%, a 5.083,29 pontos.

As ações da China encerraram a sessão em alta nesta quinta-feira, sustentadas por ganhos no setor financeiro depois que algumas grandes empresas relataram lucros robustos no primeiro trimestre, enquanto algumas altas alocações de fundos mútuos no setor bancário também ofereceram suporte.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei permaneceu fechado.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,80%, a 29.303 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,52%, a 3.474 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,88%, a 5.164 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,23%, a 3.174 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX ficou estável, a 17.566 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,06%, a 3.221 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,25%, a 7.082 pontos.

*Com Reuters e Estadão Conteúdo

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.