Siga nossas redes

Finanças

CVM aceita acordo de R$ 5 mi com XP e diretores por instabilidades na Clear

De acordo com o jornal ‘Valor Econômico’, serão pagos R$ 2,8 milhões pela corretora e o restante por seus executivos.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 2 minutos

XP e Itaú
XP/Divulgação

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aceitou uma proposta de acordo por parte da XP Investimentos, Guilherme Benchimol e três diretores da empresa, em um caso envolvendo instabilidades na plataforma da Clear entre 2019 e 2020.

O termo de compromisso inclui a corretora, Benchimol e Bernardo Botelho, Fabrício de Almeida e Carlos Alberto Ferreira Filho.

De acordo com o jornal “Valor Econômico”, serão pagos à CVM um total de R$ 5 milhões, de modo que R$ 2,8 milhões sairão da corretora e o restante, de Benchimol e os demais executivos.

Segundo a CVM, a Procuradoria Federal Especializada junto à Autarquia (PFE-CVM) concluiu não existir impedimento jurídico para o acordo, após os envolvidos cumprirem os requisitos para sua legalidade, como a indenização dos prejuízos dos investidores.  

Ao analisar o caso e após negociações, o Comitê de Termo de Compromisso (CTC) entendeu que não seria conveniente aceitar a proposta, tendo em vista que os valores “ficaram distantes do que seria a contrapartida adequada”.  No entanto, o colegiado da CVM divergiu do CTC e aceitou o acordo.

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.