Siga nossas redes

Finanças

Ibovespa fecha em alta, aos 108 mil pontos; dólar cai

Comunicado do Federal Reserve sobre a redução de compra de títulos, com intenção de conter a inflação nos EUA, influenciou o pregão desta quinta-feira.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 4 minutos

ibovespa
REUTERS/Amanda Perobelli

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, operou e encerrou o pregão em alta nesta quinta-feira (16), enquanto acompanhava os futuros de ações em Nova York, após o Federal Reserve anunciar na véspera uma aceleração na retirada de estímulos monetários diante de pressões inflacionárias. O dólar, por sua vez, caiu.

Ainda no exterior, decisões de política monetária no continente europeu movimentam a sessão, enquanto no cenário interno, investidores digeriam conteúdo do Relatório Trimestral de Inflação (RTI) divulgado pela manhã pelo Banco Central.

O Ibovespa avançou 0,83%, aos 108.326 pontos. Já o dólar recuou 0,47%, comercializado a R$ 5,6786.

Os mercados financeiros globais ainda surfaram nesta quinta-feira no otimismo do fim do pregão da véspera, quando as avaliações positivas do banco central norte-americano sobre a economia patrocinaram um rali em ativos de risco, e nesta sessão o foco se volta para as decisões de política monetária na zona do euro (BCE) e no Reino Unido (BoE).

Dólar reverte ganhos

O Banco Central vendeu US$ 830 milhões em leilão de moeda estrangeira à vista no mercado de câmbio nesta quarta-feira, fazendo a divisa norte-americana devolver completamente os ganhos registrados mais cedo na sessão contra o real.

Essa é quarta vez em cinco sessões que o Banco Central faz intervenção do tipo no mercado de câmbio, de olho – segundo alguns participantes do mercado – em movimento sazonal de saída de recursos do país com a aproximação do fim do ano.

O total injetado nos mercados em moeda à vista com as operações dos últimos dias chegou a US$ 3,372 bilhões com o leilão desta quinta-feira.

Destaques da B3

As ações da Qualicorp saltaram forte nesta quinta-feira (16) após a Rede D’Or receber aprovação da Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para elevar participação na companhia de planos de saúde. A NotreDame Intermédica também subiu após o Conselho aprovar a fusão da companhia com a Hapvida, que também registrava avanço. Na outra ponta, os papéis da Méliuz tiveram a pior queda do pregão. Confira os destaques.

Bolsas mundiais

Wall Street

Os principais índices de Wall Street abriram em alta nesta quinta-feira, depois de o banco central norte-americano anunciar uma redução mais rápida do estímulo adotado durante a pandemia, acalmando os nervos em torno do aumento das pressões sobre os preços.

Às 11:40 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,27%, a 36.022,91 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançava 0,02%, a 15.569,12 pontos.

O S&P 500 abriu em alta de 0,20%, a 4.719,13 pontos.

Ásia e Pacífico

Um índice das principais ações chinesas terminou em alta nesta quinta-feira, com ganhos nos setores industrial e financeiro compensando a fraqueza nas empresas de consumo básico, enquanto papéis do setor de energia tiveram alta graças aos fortes preços do petróleo e do carvão.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 2,13%, aos 29.066,32 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,23%, a 23.475,50 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,75%, a 3.675,02 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,58%, a 5.034,73 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,57%, a 3.006,41 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,71%, a 17.785,74 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,45%, a 3.128,80 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,43%, a 7.295,70 pontos.

Europa

As ações europeias tiveram seu melhor dia em uma semana nesta quinta-feira, lideradas por ganhos em bancos e mineradoras, depois de o Banco Central Europeu (BCE) prometer apoio contínuo à economia, mas ainda optando por retirar gradativamente os estímulos.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,25%, a 7.260,61 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,03%, a 15.636,40 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,12%, a 7.005,07 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,44%, a 26.782,44 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,27%, a 8.380,00 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,34%, a 5.447,62 pontos.

Com informações da Reuters

Veja também

Investimento com rentabilidade acima da média em Renda Fixa? Invista em Debêntures. invista já.

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Carteira de Dividendos Agosto

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu