Siga nossas redes

Finanças

Ibovespa zera ganhos pressionada pela Vale e fecha nos 104 mil pontos; dólar cai

Mineradora sinalizou que os efeitos provocados pela pandemia ainda serão sentidos no segundo semestre de 2020

Publicado

em

por

InvestNews
bolsa de valores

Após bater os 105 mil pontos na manhã desta terça-feira (21), o Ibovespa, principal índice da B3, operou com volatilidade e fechou o dia com leve queda de 0,11% aos 104.309 pontos. A bolsa de valores se distanciou dos índices americanos Dow Jones e S&P 500 que avançaram 0,60% e 0,17%, respectivamente. Já o Nasdaq recuou 0,81%.

O desempenho da bolsa foi fruto de uma leve correção de mercado, contudo também pesou no índice a queda das ações da Vale, que respondem por 10,5% da carteira teórica do Ibovespa. A ação da mineradora (VALE3) chegou a cair quase 3% nesta terça. A queda dos papéis ocorreu após a divulgação dos dados da produção de minério de ferro da companhia na segunda-feira à noite. O relatório aponta que a pandemia afetou a produção da commoditie.

A companhia produziu 127,2 milhões de toneladas de minério de ferro entre janeiro e junho, o que representa um recuo de 7,1% em comparação a um ano antes. Com isso as ações da Vale (VALE3) encerraram o dia em queda de 1,81%.

No cenário externo, investidores ficaram animados com acordo da União Europeia de liberar um pacto de 750 bilhões de euros em estímulos de recuperação econômica por causa dos impactos da pandemia.

Nos Estados Unidos também se debate a possibilidade de ter um pacote de ajuda financeira, especialmente para alguns estados que devem voltar ao isolamento. O partido republicano americano deve inserir a pauta no senado nos próximos dias.

Com um clima mais estável, o dólar chegou ao menor patamar em quase um mês. O dólar comercial fechou cotado a R$ 5,212, com variação negativa de 2,44%. Na máxima do dia a moeda americana chegou a R$ 5,303.

Entre as ações mais negociadas do dia, além da Vale, recuou a Via Varejo (VVAR3) que fechou em queda de 2,60%. A companhia varejista esta envolvida em um processo de investigação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) após divulgar por “erro” no Twitter que teve ganhos de 2500% nas vendas de maio e junho, comparado ao mesmo período em 2019. O post supervalorizou as ações da companhia ontem.

Em fato relevante, a Via Varejo informou que as mensagens no Twitter não foram autorizadas e por isso foram retiradas do ar assim que a área de Relações com o Investidor soube. Contudo, ontem foi a data de vencimento de opções na B3, o que foi enxergado por alguns investidores como tentativa de manipulação de mercado.

Outro destaque entre as mais negociadas foram as preferencias da Petrobras (PETR4) que fecharam em alta de 2,77%. A companhia seguiu a alta do petróleo que avançou quase 3%, nos contratos de Brent e WTI. Outra notícia que impactou no papel foi o anúncio de que a francesa Engie comprou a fatia de 10% da Petrobras na Transportadora Associada de Gás (TAG). O valor da operação foi de R$ 1,1 bilhão.

Destaques da bolsa

Entre as maiores altas do dia estão companhias do setor de alimentos. Entre estas, Pão de Açúcar (PCAR3) e Ambev (ABEV3) que fecharam em alta de 6,93% e 3,97%. Subiu também a CVC Brasil (CVCB3) que avançou 4,76%.

O destaque negativo do dia foi a Qualicorp (QUAL3) que viu suas ações despencarem após a prisão do ex-presidente da empresa, José Seripieri Filho, durante a manhã em São Paulo. Os papéis da companhia fecharam em queda de 6,41%.

Outra ação que teve impacto após mandado de busca e apreensão foi a JHSF (JHSF3) que fechou em queda de 5,23%.

Ainda entre as maiores quedas do dia estavam IRB Brasil (IRBR3) e o banco BTG Pactual (BPAC11) que recuaram 4,48% e 3,46%, respectivamente.

Contexto interno

No Brasil, a reforma tributária de Paulo Guedes volta a andar, desta vez com o projeto de lei que unifica as cobranças de PIS e Cofins em um novo tipo de tributo, mais conhecido como Contribuição Social sobre Operações de Bens e Serviços (CBS).

O ministro da Economia enviou ao Congresso na tarde desta terça-feira (21) a primeira fase da proposta da reforma tributária do governo federal. A entrega foi feita em cerimônia com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Esta etapa da reforma tributária só inclui impostos federais e está entre as pautas da agenda econômica. O objetivo é tentar melhorar a eficiência na arrecadação de impostos e ajudar a equilibrar o quadro fiscal, em meio a gastos públicos crescentes durante a pandemia do novo coronavírus. Ficam para depois questões como tributos sobre dividendos, Imposto de Renda e um imposto sobre transações eletrônicas.

Veja mais em: Entenda em 6 pontos a proposta da reforma tributária de Paulo Guedes

Em pronunciamento à imprensa, Guedes disse confiar no “Congresso reformista” e mencionou a “boa vontade” do Parlamento com as propostas do governo. Segundo o ministro, cabe ao Congresso dizer se vai legislar para todos – União, Estados e municípios – ou não. “Não posso invadir território de prefeitos e governadores falando de ISS [imposto municipal de serviços] e ICMS [imposto estadual sobre o consumo]”, disse.

Bolsas americanas

As bolsas de Nova York fecharam o pregão desta terça-feira sem direção única. Apesar do otimismo do mercado com a aprovação do fundo de recuperação da União Europeia e com avanços em potenciais vacinas contra a covid-19, o índice acionário Nasdaq passou por uma realização de lucros, após ter atingido máxima intraday na abertura dos negócios. As reuniões em Washington para debater um novo pacote de estímulos do governo do presidente Donald Trump também são monitoradas por investidores.

No fechamento da sessão, o Dow Jones subiu 0,60%, a 26.840,40 pontos, S&P 500 avançou 0,17%, a 3.257,30 pontos, e o Nasdaq recuou 0,81%, a 10.680,36 pontos, em realização de lucros após ter subido 2,51% na segunda-feira.

“O novo acordo de estímulo europeu inspirou um estado de espírito de risco para muitos investidores e os holofotes rapidamente se voltaram a Washington para um esforço semelhante”, avalia o analista Ian Lyngen, do BMO Capital Markets. Os líderes da União Europeia chegaram a um consenso sobre o fundo de recuperação econômica de 750 bilhões de euros nesta madrugada (de Brasília).

Nos Estados Unidos, as negociações para um novo pacote fiscal começaram hoje. O líder do Partido Republicano no Senado, Mitch McConnell, disse que deve introduzir o projeto na Casa nos próximos dias, mas que há divergências sobre um possível corte nos impostos sobre a folha de pagamento, defendido pela Casa Branca.

Há também divergências entre os republicanos e os democratas sobre o pacote, mas analistas do banco britânico NatWest acreditam que até 10 de agosto, quando o Congresso americano entra em recesso, algum acordo deve ser fechado.

“Estímulos e o otimismo com vacinas estão apoiando ganhos nas ações globais”, comentam analista da corretora americana LPL Financial. Desde ontem, o apetite por risco é apoiado por resultados promissores em testes de vacinas experimentais contra a covid-19, como a desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca. No entanto, o avanço da pandemia nos EUA ainda gera cautela.

No S&P 500, o setor de tecnologia liderou as perdas, com recuo de 1,27%, e o subíndice de energia registrou a maior alta, de 5,66%. As ações da Coca-Cola subiram 2,32%, após a companhia ter divulgado hoje o balanço do segundo trimestre, com resultados que agradaram ao mercado. Já os papéis da IBM, que divulgou ontem o balanço, após o fechamento em Nova York, recuaram 0,64%, depois de terem subido durante boa parte do pregão.

*Com Estadão Conteúdo

Ganhe dinheiro sendo sócio das maiores empresas do Brasil: Invista pela Easynvest!

Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.