Siga nossas redes

Finanças

Lucro do Itaú superou em até 6% a estimativa de casas de análise

Ação do Itaú subiu forte com o balanço, após Santander e Bradesco decepcionarem o mercado.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 7 minutos

Agência do Banco Itaú (Imagem: Itaú | Divulgação)

Se os números referentes ao quarto trimestre de 2021 reportados por Bradesco (BBDC3 e BBDC4),e Santander (SANB11) decepcionaram o mercado, os resultados do Itaú Unibanco (ITUB3 e ITUB4) vieram na contramão. A instituição financeira anunciou que seu lucro recorrente somou R$ 7,159 bilhões no período, um aumento de 32,9% em relação ao mesmo intervalo de 2020.

O número supera em até 6,10% o estimado por grandes casas de investimentos como Credit Suisse, BTG Pactual, XP Investimentos e Inter Research, o que levou as ações perferenciais do banco a terminarem o pregão de sexta-feira (11) em alta de 5,91%, negociadas a R$ 26,53.

Alexandre Masuda, sócio da SFA Investimentos, destacou o fato de o Itaú ter voltado a registrar um patamar de retorno sobre o patrimônio líquido (ROE, que é quanto o banco consegue rentabilizar com base no patrimônio que possui) de 20% – o que não era visto desde 2019. “O avanço é resultado de sua excelente execução em todas as suas linhas, começando pela carteira de crédito que o banco tem conseguido crescer mesmo com o cenário desafiador”, explicou o especialista.

Massuda também mencionou o maior mix de produtos ofertados, especialmente para pessoas físicas. “Como o cartão de crédito e crédito pessoal que trazem margem financeira maior do que os produtos voltados para empresas”, reiterou.

Em compensação, o cenário foi diferente para os concorrentes que registraram recuo nos lucros no comparativo anual (veja tabela abaixo). O lucro do Bradesco ficou até 8,8% abaixo do projetado por Inter Research, BofA, Ativa Investimentos e BTG Pactual, enquanto o Santander registrou montante 18,80% menor ao calculado por analistas.

Entre os bancos tradicionais, o mercado ainda aguarda o reporte do Banco do Brasil (BBAS3), o que deve ocorrer no próximo dia 15.

Confira a previsão de lucro das casas de investimentos para os bancos

Itaú Unibanco

Casa de investimentoLucro projetado para o 4° trimestreDiferença entre o valor estimado e o reportado pelo Itaú
XP Investimentos R$ 6,991 bilhões 2%
InterR$ 6,804 bilhões 5,20%
BofAR$ 6,786 bilhões 6%
Credit Suisse R$ 6,745 bilhões 6,10%

Bradesco

Casa de investimentoLucro projetado para o 4° trimestreDiferença entre o valor estimado e o reportado pelo Bradesco
Ativa R$ 7,249 bilhões-8,80%
BofAR$ 7,081 bilhões-7%
BTG Pactual R$ 6,868 bilhões -3,70%
InterR$ 6,739 bilhões -1,90%

Santander

Casa de investimentoLucro projetado para o 4° trimestreDiferença entre o valor estimado e o reportado pelo Santander
Ativa R$ 4,776 bilhões -18,80%
BofAR$ 4,498 bilhões -14%
BTG Pactual R$ 4,432 bilhões -12,40%
InterR$ 4,321 bilhões -10,20%

Confira abaixo a análise das casas de investimentos sobre o balanço do Itaú:

Credit Suisse

Ao afirmar que os resultados reportados pelo Itaú devem ser positivos para as ações, Marcelo Telles, Daniel Vaz e Bruna Amorim, analistas do Credit Suisse, disseram enxergar o balanço do banco como um divisor de águas que o diferencia ainda mais de seus pares.

A equipe destacou a forte geração de receita em margem financeira líquida com clientes (NII) e taxas de clientes, crescimento de empréstimos (3,7% acima do previsto pelo Credit) e desempenho da qualidade de ativos como pontos altos do trimestre.

Em relação ao guidance (projeção) divulgado pela instituição, o Credit afirmou que o banco adotou uma postura conservadora para as provisões de devedores duvidosos para 2022, apesar do bom desempenho da qualidade dos ativos, com o objetivo de manter o índice de cobertura estável.

Além disso, o ponto médio do guidance do Itaú deve implicar, na análise do Credit, em um lucro líquido recorrente de R$ 29,9 bilhões (19,3% de ROE), 2% acima de suas previsões, e um crescimento de 11% no comparativo anual.

“Além dos resultados de altíssima qualidade que superaram o consenso, o guidance para 2022 reforça nossa visão de um ambiente de margem financeira líquida com clientes muito forte, impulsionada pela alta da Selic, crescimento de crédito para o varejo e melhor mix (ajudado pelo retorno das linhas de crédito rotativo)”, avaliou a equipe do Credit.

Ao reiterar recomendação de compra para os papéis do Itaú (preço-alvo de R$ 33 para os preferenciais), os analistas acrescentaram que o Itaú continua como a favorito entre os bancos brasileiros.

XP Investimentos

Ao analisar que os resultdados do Itaú foram “contra a corrente”, Renan Manda e Matheus Odaqui, da XP Investimentos, disseram que o banco reportou resultados acima das expectativas no quarto trimestre de 2021, apesar das provisões acima do esperado, principalmente impulsionado pela Margem Financeira Bruta (MFB) mais forte.

“O desempenho da MFB foi atribuído principalmente a um crescimento mais forte da carteira de crédito. Como resultado do crescimento da carteira de crédito, o banco aumentou as provisões no trimestre”, explicaram.

Sobre a qualidade dos ativos, a equipe da XP destacou que o Itaú apresentou a melhor qualidade de resultados entre os pares privados. Embora as provisões tenham aumentado impulsionadas pela expansão da carteira de crédito em produtos de crédito ao consumo, os analistas enxergam a qualidade do ativo como positiva, uma vez que o índice de cobertura (reservas financeiras sobre as despesas) aumentou em 7 pontos percentuais no trimestre para 241% (enquanto o Bradesco e o Santander consumiram cobertura), e a taxa de inadimplência diminuiu, enquanto as registradas pelos pares privados subiram em um ritmo mais acelerado.

A equipe da XP afirmou esperar que o mercado reaja positivamente ao lucro construtivo combinado com a boa qualidade dos resultados no próximo pregão. “No entanto, reiteramos nossa recomendação neutra e preço-alvo de R$ 28 por ação diante do cenário macroeconômico mais desafiador a frente”, afirmaram os analistas.

BofA

Em relatório, Mario Pierry, Flavio Yoshida, Antonio Ruette e Ernesto Gabilondo, analistas do Bank of America (BofA), apontaram a qualidade dos resultados muito mais forte do que o prosposto pelo lucro líquido, com NII de clientes substancialmente acima das expectativas, qualidade de ativos estável e melhor cobertura de reservas.

O banco de investimento reiterou que as projeções para 2022 divulgadas pelo banco, que prevê lucro líquido R$ 31 bilhões (20% ROE), ficou acima da estimativa da casa de R$ 30 bilhões. “O guidance reflete um NII mais forte do que o esperado com clientes, menores ganhos comerciais, maiores encargos de provisão e menor alíquota efetiva de imposto”, disse a equipe do banco.

Além diso, o BofA apontou que o Itaú acelerou o crescimento dos empréstimos mais arriscados, com a avanço dos cartões de crédito e empréstimos pessoais, enquanto o consignado desacelerou.

Inter

A equipe de Research do Inter (BIDI11) escreveu em relatório que resultado do Itaú corrobora com a expectativa da casa investimento de normalização da lucratividade do banco, que mostrou sólido avanço na carteira de crédito e ROAE de volta a patamares de 20%.

O Inter destacou a margem financeira, que avançou 8,7% no comparativo trimestral e registrou R$ 21,2 bilhões, direcionada principalmente pelo forte avanço da margem financeira com clientes, a partir de um maior volume médio sustentado pelo avanço tanto em pessoas físicas quanto em jurídicas e também pelo melhor mix de produtos em função do maior crescimento em produtos rotativos, como cheque especial, crediário e cartão de crédito financiado.

“Por outro lado, a margem com o mercado reduziu 32,6% na variação trimensal, vindo do hedge dos investimentos no exterior e menores resultados com tesouraria”, apontou a casa. Descontando as provisões para devedores duvidosos (PDDs), a margem líquida foi de R$ 15 bilhões, avanço de 5,1% no comparativo trimestral e acima dos 4,4% de aumento projetado pela casa.

A instituição manteve recomendação de compra para o papel preferencial do banco e preço-alvo de de R$ 32.

Compare os lucros divulgados pelos bancos:

Banco Lucro recorrente do 4º trimestre4º trimestre de 2021 x 4º trimestre de 2020
Itaú UnibancoR$ 7,159 bilhões +32,90%
BradescoR$ 6,613 bilhões-2,80%
SantanderR$ 3,88 bilhões-2%

Um combo de motivos para investir hoje: taxa zero de corretagem, liquidez, diversificação e boa rentabilidade. Invista em Fundos de Índice

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Novidade Carteita TOP FII Junho

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu