Siga nossas redes

Finanças

Yduqs ultrapassa CVC e termina o dia em alta de 11%; Cyrela sobe mais de 9%

Os papéis da Petrobras ficaram com as maiores quedas do Ibovespa no acumulado da semana, enquanto a CVC emplacou a maior alta.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 4 minutos

As ações da empresa de educação Yduqs terminaram a sexta-feira (18) no topo das maiores altas do principal indicador da B3, o Ibovespa, à frente da operadora de turismo CVC, que ficou com o segundo melhor desempenho do indicador. A empresa de viagens também registrou a maior alta no acumulado semanal.

Os papéis das empresas de commodities também terminaram o dia com valorização em meio ao avanço das matérias-primas contribuindo para o desempenho positivo do indicador. Entretanto, no acumulado da semana, o papel preferencial da Petrobras emplacou a maior queda.

Após divulgação do balanço do quarto trimestre, as ações da construtora Cyrela subiram forte.

A varejista Lojas Renner, empresa de energia CPFL, a administradora de shoppings BR Malls e a bolsa brasileira B3 também terminaram em alta.

A rede de clínicas Fleury encerrou com o pior desempenho do Ibovespa. Somente nove companhias do indicador encerraram o pregão em queda. Confira os destaques registrados do dia.

Yduqs

A Yduqs (YDUQ3) terminou o dia em alta de 11,13%, a R$ 17,57. A companhia chegou a cair 10,48% na quarta-feira (16) em meio à divulgação do balanço trimestral. Na semana, a queda acumulada chega a 2,50%.

CVC

CVC (CVCB3) subiu 9,80%, para R$ 13,45, liderando as altas do pregão. A empresa reportou na última terça-feira (18) prejuízo líquido de R$ 145,8 milhões no quarto trimestre do ano passado, revertendo lucro de R$ 392,5 milhões do mesmo intervalo de 2020, quando foi favorecida por efeitos extraordinários. A receita líquida da companhia cresceu 92,9% no trimestre, ante o mesmo intervalo de 2020, para R$ 314 milhões.

Em relatório, Luiz Guanais, Gabriel Disselli e Victor Rogatis, analistas do BTG Pactual, escreveram que, assim como nos trimestres anteriores, os números operacionais da CVC apresentaram uma grande melhora no comparativo anual, “embora ainda impactados pelas restrições de viagens e pelo cenário macro”. Confira mais informações sobre a opinião dos analistas

Commodities

As ações da mineradora Vale, das siderúrgicas (exceto CSN) e das petroleiras também terminaram em alta em meio ao avanço das commodities:

ATIVOREGFECREGVAR
CSNA325,68-0,47
PETR333,160,88
VALE396,091,9
PETR430,612
USIM514,62,17
GGBR430,493,25
USIM313,523,76

Cyrela

Cyrela (CYRE3) terminou em forte alta de 9,39%, para R$ 16,08, após reportar lucro líquido de R$ 218 milhões no quarto trimestre, queda de 16,7% sobre o resultado de um ano antes.

A queda ocorre em meio à desaceleração sentida pelo mercado imobiliário do país por conta da alta dos juros e inflação. Analistas, em média, esperavam lucro líquido de R$ 226,6 milhões no quarto trimestre, segundo dados da Refinitiv.

Lojas Renner

A Lojas Renner (LREN3) subiu 5,46%, a R$ 24,15. A empresa anunciou na véspera que teve lucro líquido de R$ 415,8 milhões nos três últimos meses do ano passado, crescimento de 17,5% ante mesmo período de 2020. Analistas, em média, esperavam lucro de R$ 435,3 milhões, para a Lojas Renner no período, segundo dados da Refinitiv.

CPFL

CPFL Energia (CPFE3) teve ganhos de 1,51%, para R$ 32,23. A empresa obteve um lucro líquido de R$ 1,33 bilhão no último trimestre de 2021, alta de 34,5% no comparativo anual, impulsionada principalmente pelo desempenho do negócio de distribuição, que viu um aumento das vendas em meio à retomada das atividades comercial e industrial.

B3

B3 (B3SA3) subiu 1,51%, negociada a R$ 14,11. A operadora de infraestrutura de mercado anunciou na véspera que seu lucro líquido somou R$ 1,229 bilhão no quarto trimestre de 2021, aumento de 6% sobre um ano antes. O resultado veio quase em linha com a previsão média de analistas consultados pela Refinitiv, de R$ 1,27 bilhão. A receita líquida caiu 4,4% ano a ano, para R$ 2,179 bilhões. A pesquisa Refinitv apontava R$ 2,18 bilhões.

BR Malls

BR Malls (BRML3) encerrou com leve alta de 0,12%, para R$ 8,63. A companhia informou na véspera que reportou lucro de R$ 48,2 milhões no quarto trimestre de 2021, queda de 22,5% em relação a mesma etapa de 2020. A previsão média de analistas consultados pela Refinitiv era de R$ 125,7 milhões. A companhia informou ainda que seu conselho de administração decidiu, por unanimidade, rejeitar a nova oferta de combinação de negócios enviada pela rival Aliansce Sonae.

Fleury

O Fleury (FLRY3) recuou 2,14%, negociado a R$ 16,50. A companhia reportou queda de 57,6% no lucro ajustado entre outubro e dezembro na comparação anual, uma vez que maiores despesas ofuscaram o leve crescimento das receitas no período.

Destaques da semana

Maiores altas

TickerVariação semanal em %
CVCB327,49
JHSF323,28
BIDI1118,02
AZUL417,7
NTCO317,2

Maiores quedas

TickerVariação semanal em %
PETR4-5,79
PETR3-4,74
CMIN3-4,66
BRML3-3,47
YDUQ3-2,5

Quer ganhar dinheiro com aluguéis e sem taxa de corretagem? Invista em Fundos de Investimento Imobiliários

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Carteira de Dividendos Julho

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu