Siga nossas redes

Geral

3 fatos para hoje: Lucro da Suzano sobe 222%; Cosan amarga queda; GM faz cortes

A GM está cortando centenas de cargos assalariados e de nível executivo em uma iniciativa para diminuir custos e simplificar operações.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 5 minutos

1 – Suzano tem alta de 22% no lucro líquido

A Suzano (SUZB3) registrou lucro líquido de R$ 7,459 bilhões no quarto trimestre de 2022, uma alta de 222% em relação ao mesmo período de 2021, quando havia sido de R$ 2,313 bilhões. Na comparação com o terceiro trimestre de 2022, a alta foi de 37%.

A companhia cita dois motivos para a alta em relação ao terceiro trimestre: a variação positiva no resultado financeiro, por sua vez decorrente do impacto positivo da valorização cambial sobre a dívida e resultado positivo das operações com derivativos; e pelo maior lucro operacional, explicado pela elevação na rubrica outras receitas operacionais e da receita líquida, que compensou a elevação no CPV e no SG&A.

Já o maior lucro líquido em comparação ao quarto trimestre é explicado “pela variação positiva no resultado financeiro, como resultado da valorização cambial sobre a dívida e sobre a marcação a mercado das operações com derivativos, e pelo aumento no resultado operacional, por sua vez em função da elevação da receita líquida e outras receitas operacionais, a despeito do maior CPV e maior SG&A”.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da Suzano atingiu R$ 8,175 bilhões no quarto trimestre, alta de 29% em um ano, mas caiu 5% na comparação ao terceiro trimestre. Esse recuo, de acordo com a empresa, se deu “principalmente pelo maior CPV base caixa e pelo maior SG&A, sobretudo pelas maiores despesas administrativas em função da elevação dos gastos com pessoal (remuneração variável)”.

A receita líquida da Suzano no quarto trimestre somou R$ 14,370 bilhões, alta de 25% sobre o mesmo trimestre de 2021. A empresa afirma que esse crescimento se explica pelo maior preço médio líquido da celulose em dólar (+31%) e preço médio líquido de papel (+39%) no período. A alta, porém, foi de apenas 1% ante o terceiro trimestre de 2022.

2 – Lucro líquido da Cosan cai 36,9% no 4º trimestre

O conglomerado Cosan registrou lucro líquido de R$ 806 milhões no quarto trimestre de 2022, queda de 36,9% ante igual período do ano anterior, puxada pelos resultados da companhia de açúcar e etanol do grupo, a Raízen, conforme balanço financeiro divulgado nesta terça-feira.

A Cosan disse, no entanto, que o desempenho da Raízen foi parcialmente compensado por resultados melhores na Compass e Rumo, além do efeito de reavaliação das terras da Radar na Cosan Investimentos.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado somou R$ 4,81 bilhões no intervalo de outubro a dezembro de 2022, alta de 74,2% no comparativo anual.

“(O avanço ocorreu) devido principalmente ao resultado da reavaliação das propriedades agrícolas do portfólio da Radar que totalizou 1,3 bilhão de reais e ao resultado robusto da Rumo”, disse a Cosan sobre o Ebitda do período.

Em termos ajustados, o lucro líquido da Cosan atingiu R$ 654,8 milhões no trimestre, aumento de 59,2% comparado ao mesmo período do ano anterior.

A reavaliação das propriedades agrícolas da Radar, bem como o incremento dos resultados da Compass e da Rumo, foram os motivos de aumento para o lucro líquido ajustado da Cosan, afirmou a empresa.

A Raízen, joint venture entre a Cosan e a Shell, já havia divulgado neste mês seu resultado referente ao terceiro trimestre do ano-safra 2022/23, indicando um desempenho negativo.

A receita líquida consolidada pela Cosan no quarto trimestre do ano passado atingiu 41 bilhões de reais, alta de 19,4% no ano a ano.

A geração de caixa para acionistas (FCFE), foi de 9 bilhões de reais no trimestre, 12,9 vezes maior no comparativo anual, “reflexo da captação dos empréstimos na modalidade 4131 para aquisição das ações da Vale, geração de caixa operacional na Rumo e na Compass e venda dos terminais de elevação portuária T16 e T19 na Rumo”.

RESULTADO ANUAL

Em 2022, o lucro líquido da Cosan caiu 81,4% para 1,176 bilhão de reais. Com ajuste, o resultado também indica queda, mas de 40,2%, para 1,618 bilhão.

Por outro lado, o Ebitda ajustado aumentou 32,9% no ano passado, para 15,76 bilhões de reais, enquanto a receita líquida cresceu 43,4%, a 162,25 bilhões de reais.

3 – GM faz corte global de centenas de empregos para reduzir custos

Linha de montagem da General Motors 19/03/2018 REUTERS/Rebecca Cook

A General Motors Co GM.N está cortando centenas de cargos assalariados e de nível executivo, em uma iniciativa para diminuir custos e simplificar operações, disse uma pessoa informada sobre o assunto à Reuters na véspera.

As reduções globais estão em “poucas centenas”, afirmou a fonte.

O diretor de pessoal da GM, Arden Hoffman, disse em uma carta aos funcionários nesta terça-feira que a montadora de Detroit está “comprometida com 2 bilhões em economia de custos nos próximos dois anos, o que encontraremos reduzindo despesas corporativas, despesas gerais e complexidade em todos os nossos produtos”.

Os cortes foram relatados anteriormente pelo Detroit News.

A GM divulgou a meta de corte de custos de 2 bilhões de dólares em janeiro. A montadora disse no primeiro mês do ano que não planejava fazer demissões. Nesta terça-feira, a empresa não caracterizou os cortes como demissões.

A GM disse que essa ação na terça-feira segue a “calibração de desempenho mais recente” e citou um “esforço geral de redução de custos estruturais”.

As ações da GM fecharam em baixa de 1,5%.

Com Reuters e Estadão

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.