Siga nossas redes

Geral

5G pelo mundo: quais países estão inovando com a tecnologia?

Coreia do Sul, Japão e China são considerados líderes globais no uso da tecnologia que chega ao Brasil após seu primeiro leilão.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 9 minutos

5g

O Brasil entrou oficialmente em um mundo novo nesta sexta-feira (5), após o leilão de 5G (nova geração de internet móvel) render R$ 47,2 bilhões, com lotes nas faixas 700 MHz, 3,5 GHz, 2,3 GHz e 26 GHz. Com isso, o país passa a integrar uma lista que até então tinha 65 países e 1662 cidades no mundo que já contavam com a tecnologia 5G até junho, segundo um levantamento da Viavi Solutions.

De acordo com o estudo, a China lidera hoje esta corrida pelo 5G, com 376 cidades conectadas, seguida pelos Estados Unidos, com 248, e Filipinas, com 95. Confira na imagem:

5G é benchmark internacional

Segundo projeções da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o início da implementação do 5G no Brasil deve ocorrer até julho de 2022. Para preparar a adoção da tecnologia, o governo federal coordenou um estudo com a consultoria Deloitte, o Relatório do ecossistema 5G Brasil, para identificar as melhores práticas em países considerados referências em 5G e inovação. O estudo ocorreu entre julho e agosto deste ano.

Para apontar as nações que podem ser consideradas referências, o estudo utilizou dois critérios: maturidade no 5G e maturidade em inovação.

Em relação à maturidade no 5G foram observados aspectos como a implementação da tecnologia em cada país, estágio dos leilões, número de testes realizados, quantidade de operadoras com a tecnologia, percentual de território coberto, número de empresas fortes em tecnologia 5G e softwares.

Já no que refere a inovação, foram observados o número de pesquisadores na educação superior, concentração de empresas de tecnologia, atividade de patentes, índice de produtividade, investimentos em pesquisa e desenvolvimento, entre outros.

A partir destes critérios, entre os países promotores do 5G, estão na vanguarda desta tecnologia e são considerados líderes globais três asiáticos:

  • Coreia do Sul
  • Japão
  • China

Já na categoria de pioneiros da adoção do 5G e que estão no Top 20 inovação do mundo, além de serem considerados benchmark para o Brasil, estão:

  • Estados Unidos
  • Suécia
  • Israel
  • Alemanha
  • Reino Unido
  • Irlanda

Contudo, neste grupo, também é possível encontrar a Singapura, Suíça, Dinamarca, Finlândia, Holanda, Áustria. Além da Noruega, França, Bélgica, Itália e Austrália.

Ainda considerando os pioneiros em adoção do 5G mas com inovação semelhante à do Brasil estão a Rússia (considerada referência para o Brasil), além da Espanha, Catar, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos.

Já no último grupo do levantamento, estão os países com características de inovação e adoção de 5G semelhantes ao Brasil, são estes:

  • Colômbia
  • Índia (considerada benchmark)

O grupo também inclui Chile, Argentina e México.

Países pioneiros no 5G

Segundo Marcelo Leite, diretor de Portfólio e Estratégia da Sencinet, a Coreia do Sul é líder absoluto quando se fala de tecnologia 5G, porque foi a primeira nação a implementar esta rede e até 2025 deve ter 60% da sua população conectada.

Já o Japão, China e Estados Unidos também contam com implementações importantes e segundo Leite lideram o desenvolvimento de novas aplicações utilizando a tecnologia. “Estes países estão na vanguarda principalmente por serem centros de alto desenvolvimento tecnológico, com um ambiente propício de 5G em diversas aplicações e modelos de negócios”, aponta.

Outro destaque destas nações é a simplicidade na regulamentação para utilizar o espectro de frequências do 5G. “Nestes países, isso foi rapidamente equacionado e as frequências distribuídas”, reforça.

Na América Latina, o processo ainda é demorado mas já teve os primeiros passos, de acordo com Leite após o Brasil implantar a rede 5G, outros países que devem aderir a tecnologia na sequência são Chile e México.

5G pelo mundo

Para entender como diversas nações estão unindo 5G e inovação nos setores da economia, o InvestNews solicitou um levantamento para quatro especialistas da área. Veja a seguir as considerações de cada um:

Marcelo Leite, diretor de Portfólio e Estratégia da Sencinet

Entre as principais inovações fruto do 5G, Leite destaca o Broadcast de eventos esportivos, em que a cobertura ocorre utilizando câmeras 5G que facilitam a mobilidade dos jornalistas, que deixam de depender de cabos ou fios. Segundo o diretor da Sencinet, esta ferramenta já é utilizada em eventos de golf nos Estados Unidos e no Reino Unido, empresas como a British Telecom, já aplicam este formato para cobertura de jogos de futebol.

Outra inovação é o uso de Wi-Fi em trens e estações de metrô do Reino Unido, um exemplo é a companhia Vodafone que instalou 5G em um trecho das linhas de trem e metrô para a população ter acesso à internet a bordo.

Internet das Coisas (Iot) para o agribusiness, Leite cita como exemplo o aplicativo MooCall da Irlanda, que instala chips no gado para monitoramento.

O 5G também impacta no segmento de logística, é o caso do porto de Zeebrugge, no noroeste da Bélgica, que conta com automação por meio de uma licença privada de LTE/5G.

Leite também destaca o impacto na educação, por exemplo, a New Southeastern University, localizada na Flórida, implementou a rede 5G para garantir que todos os seus estudantes tenham acesso aos diversos conteúdos utilizados no ensino.

Ericson Scorsim, advogado e consultor de tecnologias e telecomunicações

Ericson Scorsim destaca o impacto do 5G nas nações em três segmentos: telemedicina (telehealth); carros e táxi autônomos; caminhões autônomos.

Em relação aos carros e taxi autônomos, ele cita como exemplo a empresa chinesa Baidu que desenvolve taxis robôs e aplicativos para este fim. Há também a companhia chinesa BYD que desenvolve automóveis elétricos com tecnologia 5G da Huawei.

Sobre os caminhões autônomos, Scorsim destaca iniciativas no setor de mineração na China e na Alemanha. Segundo o especialista, Estados Unidos, Suécia e Japão tem implementado também estas estratégias em projetos do setor.

Na telemedicina, ela aponta que a China já fez alguns testes pelo sistema de telesaúde, entre estes provas para detectar covid-19, além de exames de ultrassom, todos liderados pela empresa China Telecom.

“As principais empresas de telecomunicações do país desenvolvem serviços de 5G para o atendimento remoto da população em diversos hospitais”, afirma.

Além destes países, Scorsim destaca o uso do 5G no Japão para programas de automatização do trabalho agrícola por meio de robôs, assim como tratores e outras maquinas.

Na Alemanha, ele cita o uso do 5G em portos, para rastrear containers, além do uso de sistemas de geolocalização para atrair navios. Já em Israel, Scorsim destaca o uso do 5G na mídia esportiva, com realidade virtual e entrega de produtos via drones.

Arthur Igreja, especialista em tecnologia e inovação

Para Arthur Igreja, um dos principais beneficios de implementar 5G é perceptível no segmento de transporte, onde a China e o Japão se destacam.

Ele explica que o 5G, pode ser utilizado nos carros autônomos, que são remotamente supervisionados e para isso acontecer de forma segura precisa de uma internet muito rápida e forte.

“É só ver o volume de dados de um carro da Tesla, que gera e armazena milhares de informações por segundo. É algo desproporcional”, afirma.

Igreja destaca que para os veículos autônomos são necessários pontos de verificação e coordenação, muitos precisam adaptar a infraestrutura da cidade no veículo e neste aspecto o 5G é fundamental.

Ele também destaca inovações no varejo e banking, nos quais Inglaterra e Coreia do Sul lideram, segundo o especialista. De acordo com Igreja, o uso do 5G no varejo deve permitir ter uma realidade de compra mista, que permita adquirir virtualmente os produtos e também ter uma interação com o consumidor nas lojas.

Ele também cita o sistema de pagamentos, que deve ficar mais rápido e seguro, permitindo o uso de uma criptografia mais robusta e um tráfego maior de dados.

Ainda entre os destaques ele cita a inovação na indústria do entretenimento, com Estados Unidos na liderança. Segundo Igreja, o segmento se beneficia com força pela largura de banda, interatividade com usuário e a possibilidade das pessoas consumirem conteúdos em altíssima qualidade.

Igreja também cita o impacto nas cidades inteligentes e utilidades, com a casa das pessoas cada vez mais conectada aos serviços das cidades, integrando carros, sinaleiros, e até mesmo pets. “No limite você pode ter um pet com uma coleira inteligente e caso ele se perder do dono, um sinal pode ser transmitido para que os carros não atropelem ele”, aponta.

Wilson Cardoso, membro do IEEE e engenheiro PhD em telecomunicações

Segundo Wilson Cardoso, as principais inovações que ocorrem pelo mundo com a implementação do 5G são:

  • Alemanha: uso do 5G na manutenção e inspeção de aviões e processo de digitalização no Porto de Hamburgo.
  • Finlândia: uso de robôs em hospitais para auxiliar enfermeiras nas atividades rotineiras como a distribuição de remédios.
  • Áustria: suporte e controle de sistemas de distribuição de energia, incluindo a recarga de veículos.
  • Japão: automação nas linhas de produção de automóveis
  • Estados Unidos: suporte e supervisão em oleodutos em tempo real.

Leia também:

Investir é mais fácil do que você imagina. Aqui tem o investimento ideal para o seu perfil. Vem pro Nu invest!

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Carteira de Dividendos Agosto

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu