Siga nossas redes

Geral

Ficou sabendo? Bloqueio no Chelsea; criptos na Rússia e Renner foca em startups

Ao contrário de outras empresas financeiras, as bolsas de criptomoedas rejeitaram pedidos para banir usuários russos.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

Pagamentos de títulos soberanos da Rússia dependerão de sanções
Moedas de rublo em foto de ilustração 24/02/2022 REUTERS/Dado Ruvic

Bloqueio no Chelsea

O Reino Unido bloqueou os bens de Roman Abramovich, dono do clube inglês de futebol Chelsea, por causa da conexão dele com o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

No início do mês, o dono do time havia colocado o Chelsea à venda e disse que destinaria o lucro para vítimas da guerra na Ucrânia. Porém, o bloqueio dos bens impede que a venda do clube aconteça.

O Reino Unido também suspendeu a venda de novos ingressos e mercadorias do time, bem como a negociação de jogadores. Porém, os jogos foram mantidos.

Lojas Renner de olho em startups

A Lojas Renner (LREN3) divulgou a criação de um Corporate Venture Capital, contando com um fundo com capital de R$155 milhões para investimentos e participações minoritárias em startups com alto potencial. 

A empresa prevê que o fundo invista durante 4 anos e deixe de investir por mais quatro anos, buscando ao menos 10 empresas. Os segmentos a serem priorizados são Fashion & Retail Tech; E-Commerce e Marketplace; MarTech; FinTech e LogTech. Ou seja, startups focadas em soluções para o ecossistema de moda e lifestyle.

Industria de Criptomoedas não ‘boicota’ Rússia

Ao contrário de outras empresas financeiras, as bolsas de criptomoedas rejeitaram pedidos de autoridades americanas e europeias para banir todos os usuários russos. O argumento é de que a medida vai contra os valores libertários do setor.

Autoridades europeias e parlamentares dos EUA preocupam-se com a possibilidade de que ativos digitais poderiam ser usados ​​para contornar as sanções contra a Rússia após início da guerra contra a Ucrânia. Os regimes de compliance em vigor nas principais bolsas, como Coinbase e Binance, foram questionados.

Como resposta, a Coinbase publicou um texto em uma postagem em que detalha seus controles e disse que havia bloqueado mais de 25.000 endereços relacionados a indivíduos ou entidades russas supostamente envolvidas em atividades ilegais.

Veja também

Investir é mais fácil do que você imagina. Aqui tem o investimento ideal para o seu perfil. Vem pro Nu invest!

Anúncio Patrocinado Super Week Temporada de balanços Super Week Temporada de balanços
ANÚNCIO PATROCINADO      Conheça a carteira recomenda de dividendos

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Carteira Top 10