Siga nossas redes

Geral

Ficou Sabendo? Privatização dos Correios, lucro da Samsung e Microsoft

Microsoft perdeu exclusividade em projeto de computação do Pentágono avaliado em US$ 10 bilhões.

Publicado

em

por

InvestNews
07/11/2017 REUTERS/Lucy Nicholson

Governo decide privatizar 100% dos Correios em leilão

O governo brasileiro já definiu o modelo de privatização dos Correios. A proposta que o Ministério da Economia quer ver aprovada pela Câmara dos Deputados prevê que a União se desfaça de 100% da empresa.

Desta forma, o governo pretende vender integralmente o controle da companhia em formato de um leilão tradicional .

Com alta no preço dos chips, lucro da Samsung deve crescer 38% no 2º tri

A Samsung Electronics deve ter um aumento de 38% em seus lucros para o trimestre entre abril e junho graças aos preços altos dos chips e um apetite por eletrônicos impulsionado pela pandemia, além da recuperação de investimentos em data centers.

O lucro operacional da maior fabricante de chips de memória e smartphones do mundo provavelmente saltou para 11,3 trilhões de wones (US$ 10 bilhões), segundo uma estimativa da Refinitiv SmartEstimate calculada a partir de projeções de 20 analistas e ponderada entre aqueles que são consistentemente mais precisos.

O forte desempenho da gigante sul-coreana de tecnologia – apesar de ter vendido menos smartphones entre janeiro e março – sublinha a estratosférica demanda por chips que esgotou os estoques e saturou a capacidade de produção.

O resultado representará um crescimento de 20% em relação ao primeiro trimestre, no maior lucro operacional da Samsung no segundo trimestre desde 2018. As receitas provavelmente cresceram 15,4%.

Pentágono descarta acordo de U$10 bi do governo Trump com a Microsoft

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos cancelou nesta terça-feira (6) seu projeto de computação em nuvem conhecido como Jedi, avaliado em US$ 10 bilhões, descartando o acordo do governo Trump com a Microsoft (MSFT34) e anunciando um nova concorrência que coloca a gigante de software contra a rival Amazon (AMZO34).

Inicialmente, o Pentágono disse que Amazon e Microsoft são as únicas empresas que conseguem atender as exigências do departamento, mas mais tarde observou em uma coletiva de imprensa que fará contato com outros provedores de computação em nuvem nos próximos três meses se estes também atenderem os padrões do governo.

Entre estes estão a Oracle, o Google (GOOGL34) e a IBM (IBMB34)

O contrato Jedi foi concedido à Microsoft em 2019, mas a Amazon iniciou um processo rapidamente para objetar. Vista como favorita para conquistar o projeto, a Amazon argumenta que o processo do contrato refletiu uma influência indevida do ex-presidente Donald Trump.

*Com informações da Reuters

Veja também

Invista nas maiores empresas do mundo sem sair de casa e sem pagar taxa de corretagem! Invista em BDR

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!