Siga nossas redes

Cafeína

Investimentos em renda fixa: os melhores e piores do 1º semestre

De Tesouro Selic a títulos ligados à inflação, saiba quais os rendimentos em renda fixa que melhor – ou pior- performaram nos primeiros seis meses de 2021.

Publicado

em

No acumulado do semestre, os títulos do tesouro prefixado e do IPCA+ tiveram rendimentos negativos de 1,58% e 0,72%.  Com a inflação subindo mais que o esperado no 1º semestre, a Selic está subindo, o que consequentemente afetou a curva de juros.

Isso porque, quando a curva de juros futuro sobe, os títulos IPCA+ e os prefixados se desvalorizam. Em suma, com os juros mais altos, o governo tem que oferecer uma taxa mais atrativa para o investidor, que seja superior à projeção da Selic.

Já o Tesouro Selic foi o único título público com desempenho positivo no semestre. Com a taxa Selic em 4,25% ao ano atualmente (e novos aumentos pelo Copom nos próximos meses), o índice que mede a performance destes papeis registrou 1,23% de variação positiva – e deve subir mais que isso no segundo semestre.

Já os fundos de renda fixa simples registraram uma rentabilidade bem discreta no semestre, de 0,69%, enquanto os fundos de renda fixa de investimentos no exterior rentabilizaram 0,46%. Ambos renderam menos do que a poupança, que acumulou alta de 0,87% no período.

Onde investir no 2º semestre?

Segundo o analista em renda fixa da Easynvest by Nubank, Eduardo Perez, para o investidor que está começando a investir e que tem um perfil mais conservador, vale ficar de olho nos títulos pós fixados.

Já se o perfil for o oposto, mais avançado ou propenso a riscos, a recomendação é investir em títulos indexados à inflação desde que esteja ciente que a marcação a mercado pode prejudicar o valor do investimento antes do vencimento.

Para o investidor que vem fazendo aportes em títulos híbridos pensando na aposentadoria, vale a pena investir em títulos atrelados à Selic, já que pode encontrar taxas mais interessantes. A perspectiva é que até dezembro de 2021 ela bata os 6,5%.

Veja também

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

Com CDB, quem empresta dinheiro para o banco é você! Invista já!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!